Por: SentiLecto

– O Ministério de Minas e Energia agendou para 4 de dezembro a execução do chamado leilão de energia A-1, no qual distribuidoras de eletricidade poderão fechar contratos junto a usinas já existentes para atendimento à dprocurade seus clientes a partir do ano que vem. De acordo com portaria no Diário Oficial da União desta segunda-feira, o certame deverá ser promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica e vai oferecer contratos para atender eventual procura das distribuidoras entre janeiro de 2021 e dezembro de 2022. Se vai realizar o leilão a-2 de este ano, que envolveria contratos para entrega de a energia a partir de 2022, não , adicionou o ministério em o texto. O agendamento do leilão vem em meio a dúvidas sobre a procura por energia, dada a forte diminuição da procura associada às medidas de contenção do coronavírus e ao iefeitoeconômico da pandemia. Faz 2 meses, em meio em as incertezas, o governo decidiu interromper por prazo indefinido os leilões para viabilização de novos projetos de geração, os chamados A-6 e A-4 um leilão voltado termelétricas., bem como especificamente atermelétricas. Para o leilão voltado a usinas existentes, no entanto, as distribuidoras de energia deverão exibi ao ministério mineiro e Energia entre 26 de agosto e 4 de setembro as chamadas «declarações de necessidade», informando sobre sua procura por novos contratos na licitação. Os contratos decorrentes do leilão não vão conter nenhum dispositivo de atualização de custos pela inflação ou outros índices, ainda segundo a portaria ministerial.

– Faz 7 meses, o governo decidiu que vai dever agora envolver empreendimentos que vão demandar cerca de 6,1 bilhões de reais em investimentos,, informou o Ministério de Minas e Energia nesta sexta-feira. O certame, que vai oferecer contratos de 30 anos para investidores que assumam a construção e operação das linhas, estava antes programado para ter 10,4 bilhões de reais em projetos. A mudança na programação decorre de efeitos da pandemia de coronavírus sobre o planejamento do setor, dada a diminuição na procura por energia associada ao menor crescimento econômico gerado pela crise provocada pela enfermidade e às medidas de isolamento adotadas para rdiminuirsua disseminação. O ministério declarou que atuou em conjunto com a estatal Empresa de Pesquisa Energética e o Operador Nacional do Sistema Elétrico para rever a licitação. A pasta explicou: «Como resultado dessa análise integrada, estima-se que cerca de 4,3 bilhões de reais em investimento no sistema de transmissão, inicialmente mencionados para licitação no ano corrente, sejam postergados para comporem certames futuros, calculados para 2021 e 2022». Com isso, o leilão de dezembro deverá envolver apenas seis lotes de projetos, compreendendo linhas e subestações a serem instaladas nos Estados de Rio Grande do Sul, Ceará, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Goiás e São Paulo. No final do ano passado, quando o coronavírus e suas consequências não estavam no radar, a Agência Nacional de Energia Elétrica chegou a projetar a execução de dois leilões de novas projetos de transmissão em 2020, envolvendo empreendimentos que demandariam cerca de 11 bilhões de reais. No final de março, porém, com a pandemia chegando ao Brasil, o governo decidiu protelar todos leilões de energia do ano. Em meados de maio, o governo autorizou a Aneel a preparar um certame para execução em dezembro, com previsão de licitação de 15 projetos, em volume agora cortado praticamente pela metade. Os leilões de transmissão do Brasil têm atraído grande interesse de diversas elétricas que incluem a indiana Sterlite, a chinesa State Grid por meio da controlada Neoenergia A chinesa State Grid é a de Espanha Iberdrola., e a de Colombiade Colombia Isa, que tem participação nas transmissoras Cteep e Taesa.

Na segunda-feira 06 de julho – A resolução da Petrobras de vender parte de seus ativos de refino está alinhada à política energética nacional e não vai contra dresoluçãodo Supremo Tribunal Federal sobre desestatizações, defenderam os ministérios da Economia e de Minas e Energia em nota conjunta nesta segunda-feira. A manifestação das pastas seguia-se a movimento das Mesas da Câmara dos Deputados, do Senado e do Congresso, que npediram ao STF liminar para impedir a venda pela Petrobras de duas refinarias, afirmando que as operações precisariam de aval legislativo. [nL1N2E91SP] Segundo os ministérios, há resolução do STF segundo a qual a pré-requisito de autorização legislativa não se aplicava à venda do controle de subsidiárias ou controladas, que inclusive p podia ser feitasem licitação, respeitada a epré-requisitode competitividade no processo de desinvestimento. No comunicado alegaram: » dessava maneira, os Ministérios de Minas e Energia e da Economia reforçavam a necessidade de se fazer satisfazer a resolução prévia do STF e apoiavam o processo de transição do segmento de refinava para um quadro de maior pluralidade de agentes, mais aberto e dinâmico».

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Uruguay

Cities: Minas

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Governo agenda para dezembro leilão de energia A-1; A-2 não será realizado
>>>>>Governo reduz leilão e prevê licitar R$6 bi em projetos de transmissão em dezembro – July 10, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Empréstimo a elétricas por Covid-19 atrai 61 empresas e somará R$14,8 bi – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Poupança tem entrada líquida recorde de R$84,4 bi no 1º semestre – July 06, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Brasil tem superávit comercial recorde para junho, de US$7,5 bi – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Eletrobras levantaria R$14 bi com oferta para diluir fatia da União a 49%, diz CEO – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Crédito imobiliário no 1º semestre cresce 22% na Caixa, que tenta dar novo impulso – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>R$15,9 bi do governo para Pronampe vão acabar em breve, diz Costa – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 contratos 0 0 NONE 4 contratos: 3, novos contratos: 1
2 demanda 0 0 NONE 4 sua demanda: 1, a demanda: 2, eventual demanda: 1
3 governo 0 50 NONE 3 o governo: 2, O governo: 1
4 STF 160 0 ORGANIZATION 3 o STF: 1, (tacit) ele/ela (referent: o STF): 1, o STF liminar: 1
5 empreendimentos 160 0 NONE 3 empreendimentos: 3
6 certame 60 0 NONE 3 O certame: 2, o certame: 1
7 o Ministério_de_Minas e Energia 0 0 ORGANIZATION 3 o Ministério_de_Minas e Energia: 1, O Ministério_de_Minas e Energia: 1, (tacit) eles/elas (referent: o Ministério_de_Minas e Energia): 1
8 atraído grande interesse de diversas elétricas 220 0 NONE 2 atraído grande interesse de diversas elétricas: 2
9 reais 160 0 NONE 2 reais: 2
10 energia 80 0 ORGANIZATION 2 energia: 2