Por: SentiLecto

– A Honda Motor estimou nesta quarta-feira uma queda de 68% no lucro operacional anual para o nível mais baixo em 10 anos, com expectativas de que a procura mundial por carros tem que continuar caindo devido à pandemia de coronavírus. A terceira maior montadora do Japão espera que o lucro caia para 200 bilhões de ienes no ano fiscal, concluído em março de 2021, marcando o resultado o mais fraco desde o ano de 2010/11 e abaixo das estimativas de analistas. A Honda está se preparando para uma queda de 6% nas vendas anuais de veículos, após uma queda de 40% no trimestre de junho, o que redundou em um perda operacional de 113,7 bilhões de ienes. Montadoras mundiais estão padecendo com a pandemia de coronavírus, que paralisou fábricas de veículos e conservou os clientes fora das concessionárias. A Honda, que também calcula uma queda de 16% nas vendas na América do Norte, um mercado importante em que os Estados Unidos estão tendo obstáculos para controlar a disseminação do vírus, espera vender 4,5 milhões de veículos este ano, contra 4,79 milhões no ano passado. «Se a situação atual continuar como está, pensamos que não piorará , mas vai levar tempo para que a procura se recupere para níveis pré-pandêmicos», declarou o vice-presidente executivo Seiji Kuraishi em apresentação. Apesar das vendas mais fracas na América do Norte, a Honda espera que as vendas anuais na Ásia ampliem 8%. A China, um dos maiores mercados da Honda, tornou-se um raro ponto positivo para muitas montadoras mundiais, já que a procura no maior mercado de automóveis do mundo está se recuperando mais depressa do que em outros países. A Honda afundou no vermelho pelo segundo trimestre consecutivo e registrou sua pior perda operacional desde o trimestre de março de 2009.

– A Diageo padeceu uma perda de 1,3 bilhão de libras nos ativos A Diageo é maior fabricante de bebidas destiladas do mundo., pois registrou uma queda maior do que o esperado nas vendas líquidas subjacentes, com a procura por seus produtos, como uísque, vodka e gin, caindo quase todos os mercados. Se relacionou a baixa contábil de 1,3 bilhão de libras esterlinas de a fabricante de o uísque Johnnie Walker a seus negócios em a Índia, Nigéria, Etiópia e a marca de uísque Windsor em a Coreia do Sul, em razão de as difíceis condições comerciais devido em a pandemia de Covid-19.Faz 2 meses, a companhia reportou uma queda de %8,4 em as vendas orgânicas em o ano fiscal concluído em 30 de junho, maior do que a estimativa de analistas de uma queda de %7,3, segundo a companhia, em esta terça-feira. O resultado marca a pior performance anual de vendas da companhia em mais de uma década, segundo analistas de Bernstein. A América do Norte foi a única região positiva da companhia, com as vendas subindo 2%, refletindo a forte procura por tequilas e bebidas prontas para beber em supermercados e lojas de bebidas alcoólicas, informou a companhia. A vice-presidente financeira, Kathryn Mikells, declarou que os fortes resultados na América do Norte, seu maior mercado em receita, aconteceram porque 80% das vendas da Diageo vieram de lojas de varejo, em contraste com outros mercados, onde bares e restaurantes encarnam a maior parte das vendas. Faz 4 meses, a companhia declarou que ainda não conseguiu fornecer perspectivas específicas para o ano, depois. William Ryder, analista de ações da Hargreaves Lansdown declarou: «Desde que a economia mundial não tarde bastante, o efeito no lucro tem que durar pouco para se recuperar». «Acreditamos que o grupo vai continuar bem a longo prazo, mas a gestão terá que se concentrar mais na diminuição da dívida do que possivelmente gostaria», alegou.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: United States, China

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Honda espera queda de 68% no lucro anual com pandemia impactando vendas
>>>>>Vendas anuais da Diageo recuam com demanda fraca em bares e restaurantes – August 04, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 vendas 35 0 NONE 7 as vendas: 3, as vendas líquidas subjacentes: 1, as vendas orgânicas: 1, as vendas anuais: 1, vendas: 1
2 Honda 0 120 ORGANIZATION 6 A Honda: 4, a Honda: 2
3 demanda 80 0 NONE 5 a demanda global: 1, a forte demanda: 1, a demanda: 3
4 a América_do_Norte 80 0 PLACE 4 a América_do_Norte: 3, A América_do_Norte: 1
5 empresa 0 0 NONE 4 a empresa: 3, A empresa: 1
6 queda 0 0 NONE 4 uma queda de %8,4: 1, uma queda de %68: 1, uma queda de %16: 1, uma queda maior: 1
7 lucro 20 0 NONE 3 o lucro: 2, o lucro operacional anual: 1
8 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
9 mercado 0 0 NONE 3 um mercado importante: 2, seu maior mercado: 1
10 mercados 0 0 NONE 3 os maiores mercados: 1, outros mercados: 1, os mercados: 1