Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Roberto Campos na Assembleia Constituinte

– Roberto Campos Neto declarou nesta quinta-feira que a autoridade monetária tem observado uma suavização da atividade econômica e que, pode haver efeito no crescimento de curto prazo, caso haja limitação de mobilidade no país em função da Covid-19. Roberto Campos Neto é o presidente do Banco Central. Mas ele evidenciou que houve progressões importantes no desenvolvimento das vacinas. Em coletiva de jornalismo para comentar o Relatório Trimestral de Inflação , Campos Neto também reiterou que uma solução definitiva para a crise da pandemia, com as vacinas, sempre vai ser mais eficiente do que debates sobre uma eventual prorrogação da ajudinha emergencial. Para o presidente do BC, é importante esperar para avaliar os resultados do que está sendo feito no campo da vacinação, tanto em termos de logística como também a reação da população.

– O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, avaliou nesta terça-feira que a recuperação econômica em formato de V do Brasil está perdendo um pouco do ímpeto agora, e que investir em vacinas parece ser mais barato do que estender programas de transferência de renda. Ao participar de acontecimento promovido pela Eurasia Group, ele pontuou que o mercado está de olho na estratégia para vacinação, em quem tem a vacina antes e na montagem da logística para imunização da população. Sobre a volta dos investidores estrangeiros ao país, Campos Neto alegou que já é possível ver esse regresso ao mercado, e realçou que desde que o Brasil passe a mensagem certa no front fiscal, esse movimento tende a continuar. Nesse sentido, ele voltou a alegar que a ampliação do prêmio de risco na curva longa de juros está conectado com o quadro fiscal. – Roberto Campos Neto alegou nesta terça-feira que se houver desamparo do regime fiscal, o prêmio de risco associado ao Brasil irá subir e o BC terá que comportar-se segundo o conseqüência desse movimento na inflação. Roberto Campos Neto é o presidente do Banco Central. Ao falar em acontecimento promovido pela Eurasia Group, contudo, ele declarou considerar esse cenário «extremamente improvável». Campos Neto avaliou que a situação frágil das contas públicas de certa maneira já está precificada e que há vantagem da dúvida para talento do governo em mudar isso. Ele também alegou que, a menos que a âncora fiscal do país seja deixada de lado, o Brasil não está e nem deve entrar em processo de dominância fiscal –em que a política monetária não mais consegue controlar a inflação em função da forte danificação fiscal. – O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, evidenciou nesta quarta-feira a protagonismo do projeto de modernização da lei cambial que, segundo ele, «está para ser votado» nesta semana. Ao participar do lançamento de relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico sobre o Brasil, ele defendeu que projeto busca construir um marco legal contemporâneo, sucinto e juridicamente seguro para o mercado de cotação e para os investidores estrangeiros no Brasil e no exterior. Alegou: «A medida vai melhorar muito o ambiente de negócios no país, com vantagens em termos de simplificação e agilidade para os investimentos estrangeiros diretos e em portfólio».

Roberto de Oliveira Campos ABL foi um economista, professor, escritor, diplomata e político brasileiro.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Limitações à mobilidade podem impactar crescimento de curto prazo, ddeclaraCampos Neto
>>>>>Recuperação em V está perdendo um pouco do ímpeto agora, diz Campos Neto – December 15, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Abandono do regime fiscal é cenário altamente improvável, diz Campos Neto – December 15, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Projeto de modernização cambial está para ser votado e é importante, diz Campos Neto – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Roberto Campos 0 0 PERSON 9 ele (referent: Campos_Neto): 1, Ele (referent: Campos_Neto): 1, (tacit) ele/ela (referent: Campos_Neto): 2, Roberto_Campos_Neto (apposition: O presidente de o Banco_Central): 2, Campos_Neto: 3
2 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
3 o Brasil 0 0 PLACE 4 o Brasil: 4
4 país 0 0 NONE 3 o país: 3
5 esta 0 0 NONE 2 esta: 2
6 inflação 0 0 NONE 2 a inflação: 2
7 vacinas 0 0 NONE 2 as vacinas: 1, vacinas: 1
8 vacinação 0 0 NONE 2 vacinação: 2
9 ser mais barato 0 80 NONE 1 ser mais barato: 1
10 a situação frágil de as contas públicas de certa forma 0 60 NONE 1 a situação frágil de as contas públicas de certa forma: 1