Por: SentiLecto

Os ministros das Finanças da União Europeia falharam em chegar a um acordo nas negociações sobre mais suporte para as economias atingidas pelo coronavírus, que duraram a noite toda, e seu presidente declarou nesta quarta-feira que interrompeu os debates até quinta-feira.

Fontes e autoridades diplomáticas declararam que uma briga entre Itália e Holanda sobre quais condições deveriam ser atribuídas ao crédito da zona do euro para os governos que combatem contra a pandemia estava bloqueando a melhoria de meio trilhão de euros em assistência.

«Após 16 horas de debates, chegamos perto de um acordo, mas ainda não chegamos lá», declarou Mario Centeno, presidente do Eurogrupo. «Interrompi o Eurogrupo e vamo continuar amanhã.»

Os ministros das Finanças, que começaram as negociações na terça-feira e a governaram durante a noite toda com inúmeras pausas para permitir negociações bilaterais, estão tentando consenti com um pacote de medidas para auxiliar governos, companhias e indivíduos.

Eles esperavam consenti com um programa de meio trilhão de euros para aliviar a crise econômica e financiar a recuperação em relação à pandemia e virar a página sobre divisões que prejudicaram as relações enquanto o bloco luta contra o surto.

Mas brigas ressurgiram de maneira ilustre outra vez, declarou uma fonte diplomática: «Os italianos desejam que uma referência à mutualização da dívida como um possível instrumento de recuperação seja analisada no futuro. Os holandeses declaram ‘não’.»

Uma autoridade que participou das negociações declarou que, na madrugada, a Holanda era a única que se rejeitava a endossar um texto com o qual os ministros deveriam consenti para obter suporte a um novo conjunto de medidas econômicas dos 27 líderes nacionais do bloco.

Os ministros vão fazer uma teleconferência às 10h nesta terça-feira. Eles então preparam uma lista de ideias para os líderes da UE, focando em três ou quatro medidas que podem ser adotadas imediatamente.

Na sexta-feira 27 de março a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, instou os líderes da União Europeia a comportar-se de forma mais decisiva para amortecer o efeito econômico da pandemia de coronavírus, declararam três fontes familiarizadas com o tema, à medida que o bloco e enfrentavadificuldades para chegar a um acordo.

A emissão de dívida conjunta tem sido um combate entre países do sul europeu — economicamente enfermos, como Espanha e Itália — e do norte — fiscalmente forte, liderado pela Alemanha e Holanda — desde que as crises financeira e da zona do euro iniciaram, há mais de uma década.

Mas Holanda, Alemanha e vários outros são contra mutualizar a dívida e argumentam que já que todos os países da zona do euro podem ainda emprestar de maneira barata no mercado e que os limites da UE sobre décitis foram suspensos, não há necessidade de instituir eurobonds agora –especialmente dado que o processo levará anos.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Netherlands, Italy

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ministros da UE falham em chegar a acordo sobre resgate econômico
>>>>>Zona do euro deve chegar a acordo sobre pacote de meio trilhão de euros contra coronavírus – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Holanda 0 0 PLACE 4 a Holanda: 1, Holanda: 3
2 nós 0 0 NONE 3 (tacit) nós: 3
3 Itália 0 0 PLACE 2 Itália: 2
4 autoridade 0 0 NONE 2 Uma autoridade: 2
5 discussões 0 0 NONE 2 discussões: 1, as discussões: 1
6 era 0 0 NONE 2 era: 2
7 esta 0 0 NONE 2 esta: 2
8 governos 0 0 NONE 2 os governos: 2
9 ministros 0 0 NONE 2 Os ministros: 1, os ministros: 1
10 emprestar de forma barata em o mercado 0 80 NONE 1 emprestar de forma barata em o mercado: 1