Por: SentiLecto

A tensão dos norte-americanos com a disseminação do coronavírus está no nível mais alto em mais de um mês, mostrou uma pesquisa Reuters/Ipsos divulgada nesta quarta-feira, um dia depois de os Estados Unidos registrarem a maior ampliação diária de casos novos desde o começo da pandemia.

Os principais índices de Wall Street tiveram fortes quedas nesta sexta-feira, à medida que vários Estados norte-americanos impuseram rlimitaçõesa atividades empresariais, em resposta a um salto em casos do coronavírus.

Na quinta-feira 18 de junho o candidato presidencial democrata, Joe Biden, abriu um benefício de 13 pontos sobre o presidente Donald Trump –a maior margem deste ano– de acordo com a mais recente pesquisa Reuters/Ipsos, conforme os norte-americanos se tornam mais críticos com Trump sobre o pandemia do coronavírus e protestos contra a brutalidade policial.

O levantamento realizado entre 29 e 30 de junho assinalou que 81% dos adultos norte-americanos estão «bastante» ou «algo» inquietados com a pandemia, a taxa mais elevada desde uma pesquisa semelhante realizada em 11 e 12 de maio. O país já tem mais de 127 mil mortes do vírus, de longe a maior cifra do mundo.

O epicentro da epidemia de Covid-19 nos EUA se transferiu do nordeste para o oeste e o sul, especialmente Califórnia, Texas, Flórida e Arizona.

Vários Estados dos EUA que foram poupados do forte efeito do começo do surto de coronavírus ou que afrouxaram antes as limitações estão observando ressurgimento de novas infecções. Nesta sexta-feira, Texas e Flórida ordenaram que os bares fechassem novamente.Mais de 4.700 pessoas estão morrendo de doenças ligadas à Covid-19 a cada 24 horas, segundo cálculos da Reuters com base em uma média vista entre 1º e 27 de junho.Faz 2 meses, em a China, os lucros de as companhias industriais progrediram pela primeira vez em maio, propondo que a recuperação econômica de o país está ganhando tração.

Autoridades de saúde pública acreditam que a resolução de reabrir bares em muitos Estados foi um dos principais catalisadores das ampliações acentuadas nesses locais.

Os EUA registraram sua maior ampliação diária –quase 48 mil infecções novas– na terça-feira, sendo mais de 8 mil na Califórnia e uma quantidade igual no Texas, mostrou uma contagem da Reuters.

Os temores sobre a pandemia parecem estar aumentando mais entre membros do Partido Republicano, do presidente Donald Trump, de acordo com a pesquisa Reuters/Ipsos.

Em geral, os republicanos têm mostrado menos disposição para impor e manter restrições para deter a proliferação do vírus, como o confinamento em casa ou o uso de máscaras, transformando as medidas de combate ao vírus em uma questão partidária.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Preocupação com coronavírus dispara nos EUA em meio a ampliação de casos, declara pesquisa Reuters/Ipsos
>>>>>Wall St encerra em baixa com aumento de casos de coronavírus motivando novas restrições – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Mortes por coronavírus no mundo passam de meio milhão – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Preços do petróleo sobem após dados econômicos positivos, mas coronavírus preocupa – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 0 0 PERSON 3 o presidente Donald_Trump: 2, Trump: 1
2 Estados dos EUA 0 0 ORGANIZATION 3 Vários Estados_dos_EUA de o início de o surto de coronavírus ou: 3
3 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
4 restrições 0 120 NONE 2 as restrições: 1, restrições: 1
5 pandemia 0 100 NONE 2 a pandemia: 2
6 a pesquisa Reuters-Ipsos 0 0 OTHER 2 uma pesquisa Reuters-Ipsos: 1, mais recente pesquisa Reuters-Ipsos: 1
7 os EUA 0 0 PLACE 2 Os EUA: 1, os EUA: 1
8 o levantamento realizado 0 110 NONE 1 O levantamento realizado: 1
9 pandemia de o coronavírus e protestos 0 90 NONE 1 pandemia de o coronavírus e protestos: 1
10 o epicentro de a epidemia 90 70 NONE 1 O epicentro de a epidemia: 1