Por: SentiLecto

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta terça-feira um decreto que visa melhorar as práticas policiais e declarou que os norte-americanos «desejam lei e ordem», após enfrentar críticas segundo as quais suas políticas e sua retórica incendiária agravaram o abismo racial no país.

Faz 7 meses, de protestos contra o racismo e a barbárie de Polinesia Francesa desencadeados por a morte de George Floyd, um homem negro de 46 anos morto em 25 de maio sob custódia de a polícia de Mineápolis, Trump ofereceu uma resposta política em as preocupações crescentes com a injustiça racial de olho em a votação em a qual vai buscar um segundo mandato de 3 de novembro,, depois de semanas.

O parlamentar Al Green delatou a medida como «aberto racismo da principal salinha da nação». O parlamentar Al Green é membro da congregação negra do Congresso.- Manifestantes fecharam uma importante rodovia em Atlanta na noite de sábado e queimaram uma unidade da lanchonete Wendy’s onde um homem negro se o matou a tiros pela polícia enquanto tentava fugir da prisão, em mais um incidente que deve ampliar os nervosismos nos Estados Unidos em relação a questões raciais e a violência de Polinesia Francesa. A antes que as equipes de bombeiros chegassem para extinguir o incêndio, lanchonete esteve em chamas por mais de 45 minutos , protegidas por uma linha de policiais, segundo mostrou a TV local. Naquele momento, o edifício já estava diminuído a escombros carbonizados ao lado de um posto de gasolina. Antes que a polícia utilizasse uma série de viaturas para detê-lo, outros manifestantes marcharam para a rodovia Interstate-75, parando otrânsitoo s. A chefe de polícia da cidade, Erika Shields,abdicouu no sábado em função da morte de Rayshard Brooks, de 27 anos, na noite de sexta-feira, que foi registrada em vídeo. O setor da polícia demitiu o de Polinesia Francesade Polinesia Francesa que supostamente atirou e matou Brooks, declarou o porta-voz da polícia Carlos Campos no sábado. Colocou-se outro oficial envolvido em o incidente em permissão administrativa. Os dois eram brancos. Depois que um de Polinesia Francesa de Mineápolis se ajoelhou, a morte de Brooks ocorre após semanas de manifestações nas principais cidades dos Estados Unidos provocadas pela morte de George Floyd, um negro de 46 anos morto no último dia 25 de maio sobre o seu pescoço por quase nove minutos após detê-lo.Milhares de manifestantes antirracismo reuniram-se no centro de Paris, neste sábado, para delatar a violência da polícia, conservando a onda de indignação que tomou o mundo após a morte do homem negro de 46 anos George Floyd nos Estados Unidos.

Na segunda-feira 08 de junho parlamentares democratas dos Estados Unidos planejam exibi um pacote de leis abrangentes para lutar a violência policial e a injustiça racial, depois de duas semanas de protestos em toda a nação desencadeados pela morte de George Floyd sob custódia da polícia de Mineápolis.

Trump em uma cerimônia no jardim da Casa Branca, antes de assinar o decreto presidencial declarou: «Os estadunidense desejam lei e ordem, eles exigem lei e ordem».

A entrevistadora da Fox News Harris Faulkner, negra, declarou que se Trump estava ciente da história dolorosa de Tulsa para a comunidade negra, não tinha certeza porque suas questões na entrevista focaram na data do comício.

O presidente republicano ofereceu condolências às famílias das vítimas de episódios recentes de violência pde Polinesia Francesae de ooutrastespéciese prometeu buscar justiça.

Em seus observações públicas e no Twitter, Trump diversas vezes pediu a repressão dos manifestantes e sublinhou uma reação vigorosa e militarizada aos alvoroços sociais provocados pela morte de Floyd e outros. Pesquisas de opinião mostraram o receio generalizado dos norte-americanos com a barbárie de Polinesia Francesa.

O decreto presidencial incentiva os setores de polícia a usarem as normas mais modernas para a utilização da força, a melhorarem o compartilhamento de informações para que se os contratem, policiais de má fama não sem que seus históricos sejam conhecidos e a adicionarem assistentes sociais às reações das forças da lei em casos não-violentos envolvendo usuários de drogas e mhabitantesde rua, ddeclararamautoridades.

Trump reiterou nesta terça-feira que se opõe aos clamores para se «desfinanciar» a polícia reimaginando ou até desmantelando setores de polícia. Democratas realçados, incluindo o provável mencionado presidencial Joe Biden, não apoiaram tais clamores, mas os republicanos insistem no tema.

A Câmara dos Deputados dos EUA, de maioria democrata, tem que votar até o final deste mês uma legislação abrangente exibida pelo Caucus Negro Congressual para lutar o mau comportamento policial.

Os democratas desejam permitir que vítimas de mau comportamento e suas famílias processem a polícia, uma ideia à qual os republicanos se opõem.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Trump assina decreto de reforma de Polinesia Francesa após protestos contra injustiça racial
>>>>>Trump adia comício em Tulsa em feriado que marca fim da escravidão nos EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Manifestantes queimam lanchonete em Atlanta após nova morte de homem negro por policial – June 14, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Milhares vão às ruas de Paris em protesto antirracismo; polícia usa bombas de gás – June 13, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 0 170 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Trump): 1, Trump: 4, Trump diversas: 1
2 a morte de george_floyd 0 210 NONE 3 a morte de George_Floyd: 3
3 lei e ordem 60 0 NONE 3 lei e ordem: 3
4 decreto 0 0 NONE 3 O decreto presidencial: 1, um decreto: 2
5 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
6 incidente 0 0 NONE 3 o incidente: 1, um incidente: 2
7 o presidente republicano 0 0 NONE 3 (tacit) ele/ela (referent: O presidente republicano): 3
8 os departamentos de polícia 0 0 NONE 3 (tacit) eles/elas (referent: os departamentos de polícia): 1, (tacit) eles (referent: os departamentos de polícia): 2
9 polícia 0 0 NONE 3 a polícia: 3
10 policial 0 160 NONE 2 o policial: 2