Por: SentiLecto

Faz 1 mês, os contratos para adquiri moradias utilizadas em os Estados Unidos registraram salto histórico, propondo que o mercado imobiliário começa a melhorar depois de ser afetado por a pandemia de Covid-19.

Faz 1 mês, as novas encomendas de o núcleo de bens de capital fabricados em os Estados Unidos se recuperaram mais do que o esperado, mas compensaram somente uma parte dos tombos dos dois meses anteriores, propondo que o investimento empresarial pode atrasar a recuperação econômica mais extensa da pandemia de Covid-19.

Na quarta-feira 17 de junho a construção de moradias nos Estados Unidos subiu menos do que o esperado em maio, deixando intactas as perdas dos meses anteriores e mencionando uma lenta recuperação do mercado imobiliária da crise de Covid-19.

A Associação Nacional de Corretores informou nesta segunda-feira que seu Índice de Vendas Pendentes de Moradias, com base em contratos assinados no mês passado, saltou 44,3% em maio, maior alta desde que a série iniciou em 2011, para 99,6.

As encomendas de bens de capital excluindo aviõezinhos e o setor de defesa, medida observada de perto para planos de gastos empresariais, subiram 2,3% no mês passado com a ampliação da procura, declarou o Departamento do Comércio nesta quinta-feira. Faz 2 meses, os pedidos de o núcleo de bens de capital caíram %6,5.Faz 1 mês, os gastos de os consumidores norte-americanos foram recuperados acentuadamente, mas os ganhos possivelmente não serão sustentáveis, visto que a renda está caindo e tem que ter um declínio ainda maior à medida que milhões deixarem de receber os cheques de auxílio-desemprego a partir do próximo mês.Faz 1 mês, os gastos de os consumidores norte-americanos foram recuperados a um ritmo lembre, mas os ganhos possivelmente não serão sustentáveis, visto que a renda está caindo e tem que haver um declínio ainda maior à medida que milhões deixarem de receber os cheques de auxílio-desemprego a partir do próximo mês.

Economistas consultados pela Reuters projetavam que os contratos pendentes, que se tornam vendas após um mês ou dois, subiriam 18,9% em maio. As vendas pendentes recuaram 5,1% na comparação com o ano anterior.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Vendas pendentes de moradias nos EUA saltam recorde de 44,3% em maio
>>>>>Encomendas de núcleo de bens de capital dos EUA se recuperam em maio – June 25, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Vendas de moradias usadas nos EUA atingem mínima em 9 anos e meio em maio – June 22, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Vendas de novas moradias nos EUA têm forte recuperação em maio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Vendas de moradias usadas nos EUA despencam a mínima em 9 anos e meio em maio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Gastos dos consumidores dos EUA se recuperam em maio – June 26, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>Gastos dos consumidores dos EUA se recuperam em maio; renda cai – June 26, 2020 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 medida 0 0 NONE 5 a medida: 4, medida observada: 1
2 contratos 0 0 NONE 4 Os contratos: 1, os contratos pendentes: 2, contratos assinados: 1
3 capital 0 0 NONE 3 capital: 3
4 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
5 os gastos de os consumidores norte-americanos 0 70 NONE 2 Os gastos de os consumidores norte-americanos: 2
6 os ganhos provavelmente não serão sustentáveis e 100 0 NONE 2 os ganhos provavelmente não serão sustentáveis e: 2
7 as novas encomendas de o núcleo 60 0 NONE 2 (tacit) eles/elas (referent: As novas encomendas de o núcleo): 2
8 bens 0 0 NONE 2 bens: 2
9 declínio 0 0 NONE 2 um declínio ainda maior: 2
10 milhões 0 0 NONE 2 milhões: 2