Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Joao Almeida of Hagens Berman Axeon (48068730476)

João Almeida conservou a liderança no Giro.O ciclista de Portugal João Almeida declarou que desejava «mesmo vencer a etapa» desta sexta-feira, em que foi segundo classificado, contentando-se com o «bónus» de seis segundos para reforçar a liderança da geral.»O grupo ficou bastante pequeno nos últimos 10 quilómetros, tinha três companheiros de equipa comigo. Tentámos ir para o triunfo, porque eu consigo ser rápido nestes «sprints’ de grupo diminuído. A equipa merecia que eu tivesse ganhado, mas o [Diego] Ulissi foi mais rápido», alegou Almeida , após um ‘sprint’ em que o luso ainda ganhou seis segundos.Ulissi , de 31 anos, satisfez os 192 quilómetros da 13.ª etapa entre Cervia e Monselice em 4:22.18 horas, batendo ao sprint o camisola rosa, com o de Australia Patrick Konrad a fechar o pódio da etapa.Na geral, Almeida aproveitou os seis segundos de bônus para estender o benefício no primeiro lugar, com 40 segundos para o holandês Wilco Kelderman , segundo, e 49 para o espanhol Pello Bilbao , terceiro, num dia que não provocou grandes mudanças.»O objetivo era mesmo vencer a etapa, a bônus é só um bónus», referiu o português de 22 anos, que declarou que teria sido «fantástico» vencer uma etapa com a camisola rosa vestida, num dia em que adicionou o quarto pódio em etapas, nenhum deles no lugar mais alto.No sábado, o pelotão enfrenta o segundo de três contrarrelógios individuais na 14.ª etapa, entre Conegliano e Valdobbiadene, com 34,1 quilómetros, antes de uma etapa de alta montanha no domingo, em Piancavallo, seguida do segundo dia de descanso.No crono inaugural, João Almeida foi segundo, somente atrás do campeão do mundo da especialidade, o italiano Filippo Ganna , num momento chave para a atual liderança, podendo aproveitar o dia para alargar a benefício na frente, antes da chegada da alta montanha na derradeira semana da «corsa rosa».Para o crono, o ciclista das Caldas da Rainha não abriu o jogo e disse que pode ser «bom ou mau» para si, por ser um «contrarrelógio longo», apontando como candidatos a tirar-lhe tempo o italiano Vincenzo Nibali , o holandês Wilco Kelderman , segundo à geral, ou o norte-americano Brandon McNulty .Ainda assim, «40 segundos é um benefício grande», que não acha que pode perder no sábado, num dia em que o pelotão tem de selecionar entre trocar, a meio percurso e antes da principal subida, da bicicleta de contrarrelógio para uma normal ou conservar como está.Somente o português, em contraste com o colega de equipa britânico James Knox declarou: «Vou conservar-me na bicicleta de contrarrelógio, não desejo mudar».

Peter Sagan venceu a 10.ª etapa da Volta a Itália.O eslovaco Peter Sagan não vencia desde 2019 e esta terça-feira, sozinho, arrebatou a 10.ª etapa da Volta a Itália, na qual o líder de Portugal João Almeida deu mostras de autoridade e boa maneira.Sagan, de 30 anos, satisfez os 177 quilômetro entre Lanciano e Tortoretto em 4:01.56 horas, 19 segundos a menos do que o de Noruega Brandon McNulty , segundo, e 23 para Almeida, terceiro, que aproveitou a bônus de quatro segundos para se tornar mais líder.Na geral, o português tem agora 34 segundos de benefício para o de Holguín Wilco Kelderman , segundo, e 43 para o espanhol Pello Bilbao , terceiro.Numa das melhores etapas desta 103.ª edição, com uma escapada forte e um pelotão que procurou, primeiro pela Groupama-FDJ, para o «sprint’, e depois pelos favoritos à geral final, ainvalidaras diferenças, o ritmo foi alto e a chuva trouxe uma ameaça à parte final do dia.Ainda assim, na cabeça dos ciclistas estava o desamparo de duas equipas, a Jumbo-Visma do holandês Steven Kruiswijk, um dos candidatos à geral, e a Mitchelton-Scott, devido a casos de covid-19.Após o dia de descanso, Sagan, que combate para tirar do corpo do francês Arnaud Démare a camisola dos pontos, acabou por fazer sozinho o que já tinha tentado em outros dias em vários sprints, arremessado pela equipa, sem êxito até aqui, ao integrar a escapada do dia e ir deixando, pouco a pouco, pelo percurso os resistentes.Uniu mais uma vitória a 12 na Volta a França e quatro na Volta a Espanha, e conseguiu fazê-lo,declaroue, à sua forma.»Finalmente, ganhei ao meu estilo, que é vencer e dar espetáculo. Estavam dois Movistar e dois INEOS [na escapada], mas tive boas pernas e pude controlar a escapada», declarou o eslovaco, antigo tricampeão global de fundo.Depois de vários segundos e terceiros lugares, das clássicas à Volta a França, onde venceu pela última vez em 2019, elevantouos braços em Tortoreto mesmo «sem um plano».»Quando já aceitei segundo, terceiro, quarto lugar, deixei-me ir e deixei de tentar – e agora é que vem o triunfo. Estou bastante contente», frisou.Atrás, na luta pela geral, uma série de azares afetaram alguns dos candidatos, do italiano Domenico Pozzovivo ao dinamarquês Jakob Fuglsang , o principal prejudicado, com um furo a menos de 10 quilómetros da meta a levá-lo a perder mais de minuto e meio e a sair do top 10.Pozzovivo recuperou e ainda fez parte do grupo de favoritos que chegou compacto à meta, não sem várias mexidas e ataques, sobretudo do espanhol Pello Bilbao, que esteve drealçadoAlmeida assumiu a perseguição e as despesas do dia, primeiro a solo, com um ataque a 12,1 quilómetros, e depois com companheiros de equipa, e até se mostrou autoritário ao «reclamar’ com outros favoritos por não cooperarem.No fim, e já com Bilbao apanhado, coube-lhe voltar a mostrar a boa maneira no «sprint’ para o terceiro lugar, ganhando quatro segundos em bônus e fazendo top 3 na etapa pela terceira vez neste Giro.Dois dias após ter vencido a nona etapa, Ruben Guerreiro foi 59.º na etapa e caiu para o 35.º posto da geral, mas segue na liderança da classificação da montanha, vestindo uma camisola azul que garante que Portugal detém três das quatro classificações individuais da prova .Na quarta-feira, a 11.ª etapa liga Porto Sant’Elpidio a Rimini, ao longo de 182 quilómetros com somente uma contagem de montanha, de quarta categoria, e pontuação dupla para a chegada, calculada ao sprint, a alegar-se como decisiva na luta pela maglia ciclamino.O diretor do Colégio Frei Cristóvão descreveu à Lusa o corredor da Deceuninck-QuickStep como «um aestudantebmuitoqdesejadode todos os professores, esforçado, bem-educado».Se o lembra a vila de A-dos-Francos, a camisola rosa envergada pelo ciclista João Almeida há nove dias impôs a cor como moda na terra natal , onde como bom estudante.O diretor do Colégio Frei Cristóvão descreveu à Lusa o corredor da Deceuninck-QuickStep como «um aestudantebmuitoqdesejadode todos os professores, esforçado, bem-educado», com um pcaminhoacadémico, entre o quinto e nono ano, sempre com avaliações positivas.A memória de José Dionísio permite-lhe indicar sempre o líder do Giro pelo nome inteiro – João Pedro Gonçalves Almeida -, que, mesmo com estas boas referências, «gostava mesmo era da bicicleta».»Foi um bom estudante na escola e no ciclismo é inigualável», frisou o culpado do estabelecimento de ensino do localidade do concelho de Caldas da Rainha, com cerca de dois mil moradores, atestando o «orgulho pelo representante da terra», pela clientela e pelo colégio.O professor Luís Serrano, que assumiu ter «pancada pela bicicleta», recorda-se de João Almeida como estudante do nono ano, a quem lecionou inglês, mas também como companheiro de pedaladas.O professor, reconhecendo ter acompanhado o antigo estudante e declarando que, àomedida que se consolidava no pelotão internacional, «dava para perceber que iria ter uma carreira auspiciosa».O lembrou: «Então, com 14 ou 15 anos, já se distanciava do grupo». Em 9 dias, auge poderá estar, dia de o final de o Giro, em Milão, mas, até lá, o entusiasmo tem sido notório.»É estrondoso! O ciclismo não tem a expressão do futebol e o João Almeida, mesmo sendo da terra, estava fora do radar, até porque, ao correr fora, nem participa na Volta a Portugal. Obviamente, já o conheciam por ser daqui, mas sentem-se orgulhosos por escutar falar em alguém da vila, pelo feito que é», explicou.O professor confessou-se ainda orgulhoso pela aprendizagem de João Almeida, reconhecendo que «se nota que a prática do inglês lhe tem feito bem, porque melhorou muito».João Almeida é, segundo Luís Serrano, «o assunto do momento» em A-dos-Francos, onde a Junta de Freguesia «fez um trabalho cômico, ao pintar as ruas de cor de rosa» e o entusiasmo é percetível «na escola, na pastelaria, na associação».»O cor de rosa é a cor da moda», rematou.O dia de descanso na Volta a Itália foi também dia de testes compulsórios à covid-19 e o novo coronavírus deixou marca no pelotão. Foram duas as equipas a declarar adeus ao Giro, a Jumbo-Visma, com o chefe-de-fila Steven Kruijswijk infetado, e a Mitchelton-Scott, com quatro casos positivos no séquito.

João Pedro Almeida é um ciclista de Portugal, membro da equipa Deceuninck-Quick Step.

Pello Bilbao López de Armentia é um ciclista profissional de Espanha.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Almeida assume que objetivo era vencer a etapa e revela estratégia para o contrarrelógio
>>>>>«Finalmente, ganhei ao meu estilo, que é vencer e dar espetáculo» – October 13, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Giro: João Almeida deixa uma certeza e uma garantia para a próxima etapa – October 10, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Giro: um francês que bisa e João Almeida firme na liderança – October 08, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Giro: «Ainda não consigo acreditar, estou superfeliz», diz João Almeida – October 05, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>João Almeida só perdeu para o campeão do mundo e foi segundo no crono que abriu o Giro – October 03, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>João Almeida: «Estou muito feliz. Esta camisola é fantástica para mim» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Giro: João Almeida foi sexto na segunda etapa e continua a 22 segundos da camisola rosa – October 04, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Marcelo Rebelo de Sousa felicita Amaro Antunes e «feito» de João Almeida – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Um dos favoritos à vitória abandona Giro antes da quarta etapa – October 06, 2020 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>«Disse que se vencesse uma primeira etapa, venceria outras» – October 08, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Giro: João Almeida é 3.º na quinta etapa e reforça liderança da geral – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Susto para João Almeida no Giro: teve de parar e foi abalroado por outro ciclista – October 08, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>João Almeida continua a vestir rosa no Giro – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Giro: João Almeida fala em «dia muito especial» com a camisola rosa vestida – October 06, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>João Almeida: «Não sei se Ronaldo nos conhece, mas espero que esteja orgulhoso» – October 11, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Giro: João Almeida mantém a camisola rosa após a oitava etapa – October 10, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Giro: outra etapa ultrapassada e João Almeida ainda com a camisola rosa – October 09, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Simon Yates testou positivo à covid-19 e abandona o Giro – October 10, 2020 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>João Almeida e um sonho em Milão: «Quem sabe? Nada é impossível» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Dia de Portugal na Volta a Itália em bicicleta – (Euronews-pt)
>>>>>João Almeida, o bom aluno que impôs a cor da moda na terra natal – (ojogo-pt)
>>>>>João Almeida reforça liderança no Giro num dia em que o pelotão ficou mais pequeno – (Euronews-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 João Almeida 80 50 PERSON 18 João_Pedro_Almeida: 1, João_Almeida: 5, (tacit) ele/ela (referent: João_Almeida): 5, Almeida: 4, o ciclista João_Almeida: 1, (tacit) ele/ela (referent: o João_Almeida): 1, (tacit) ele (referent: o ciclista João_Almeida): 1
2 eu 175 0 NONE 18 (tacit) eu: 14, eu: 2, me: 2
3 Peter Sagan 80 80 PERSON 6 Sagan: 2, Sagan de 30 anos: 1, O eslovaco Peter_Sagan: 1, Peter_Sagan: 1, (tacit) ele/ela (referent: O eslovaco Peter_Sagan): 1
4 aluno 160 0 NONE 5 um bom aluno: 1, bom aluno: 1, o antigo aluno: 1, um aluno: 2
5 Pello Bilbao 50 0 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: o espanhol Pello_Bilbao): 2, o espanhol Pello_Bilbao: 3
6 sprint 0 0 NONE 5 o sprint: 3, um sprint: 2
7 geral 0 0 NONE 4 a geral: 4
8 quilómetros 0 0 NONE 4 12,1 quilómetros: 1, 10 quilómetros: 1, os 192 quilómetros: 1, 182 quilómetros: 1
9 segundos 0 0 NONE 4 19 segundos: 1, seis segundos: 1, quatro segundos: 1, 40 segundos: 1
10 camisola 0 40 NONE 3 A camisola rosa: 1, uma camisola azul: 2