Por: SentiLecto

Tenista de Portugal abandonou com um problema nas costas.O tenista de Portugal Gonçalo Oliveira desistiu frente ao argentino Pedro Cachin e cedeu a passagem à final do Oeiras Open II, segundo torneio de categoria 50 do ATP Challenger Tour, que tconcluieste domingo no Complexo Desportivo do Jamor.Depois de a meia-final ter sido suspendida no sábado, devido à chuva, e protelada para hoje, o jogador natural do Porto, que liderava o marcador por 5-4, recomeçou o encontro a ser quebrado logo no seu primeiro jogo de serviço e acabou por perder o set por 7-6, com 7-4 no tie-break.Sem conseguir entrar em jogo e após padecer mais dois breaks, Oliveira, 296.º colocado no ranking ATP, retirou-se do Centralito do Jamor, devido a um problema nas costas, e entregou o apuramento para a final a Cachín, 336.º da hierarquia, que defrontará, não antes das 12:30, o de Portugalde Portugal Nuno Borges.

Elias irá defrontar o ganhador do desafio entre o francês Manuel Guinard e o de Portugal Nuno Borges.O tenista de Portugal Gastão Elias acedeu esta quinta-feira diretamente às meias-finais do Open de Oeiras II, torneio de categoria 50 do ATP Challenger Tour, que está a decorrer no Complexo Desportivo do Jamor, graças à desistência do adoponente tenista natural da Lourinhã, número 323 no ranking ATP, tinha encontro marcado nos quartos de final, agendado para sexta-feira, com o búlgaro Dimitar Kuzmanov, 243.º colocado na hierarquia global, que anunciou hoje a desistência, devido a uma lesão no cotovelo direito.Apurado pela segunda semana consecutiva para as meias-finais de um torneio do ATP Challenger Tour, depois de ter sido vice-campeão do Oeiras Open I, no domingo, Gastão Elias vai agora defrontar o ganhador do desafio entre o francês Manuel Guinard e o português Nuno Borges.Oliveira, 296.º do ranking ATP, precisou de três «sets» para superar o cabeça de série Oscar Otte. Cação, número 551.º, derrotar o germânico Mischa Zverev, em igual número de ‘sets’Os tenistas portugueses Gonçalo Oliveira e Tiago Cação frear hoje longos duelos rumo aos quartos de final do Oeiras Open II, segundo torneio de categoria 50 do ATP Challenger Tour, que está a decorrer no Complexo Desportivo do Jamor.Oliveira, 296.º colocado no «ranking» ATP, precisou de três «sets» para conseguir superar o favorito e primeiro cabeça de série de Alemania, Oscar Otte, pelos parciais de 6-4, 4-6 e 6-3, ao fim de duas horas e meia de encontro.Depois de conquistar o primeiro parcial e resgatar seis «set points», Oliveira não foi, contudo, capaz de evitar a derradeira partida, que venceu ao quebrar Otte por duas vezes, no terceiro e nono jogos para assegurar a permanência em prova.Graças aa vitória, o jogador natural do Porto garantiu a qualificação para os quartos de final e um encontro com o compatriota Tiago Cação, um desafio que será disputado sexta-feira no Centralito do Jamor.Tal como Oliveira, Cação, número 551.º da hierarquia global, também precisou de três partidas para derrotar o germânico Mischa Zverev, antigo 25.º classificado no «ranking» ATP e atual 280.º colocado, com os parciais de 6-3, 1-6 e 7-6 , ao cabo de duas horas e 33 minutos.O jovem tenista do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis, de 23 anos, vai voltar a disputar assim pela segunda semana consecutiva, e segunda vez na carreira, os quartos de final de um torneio «challenger», depois de ter selado o triunfo ante o irmão mais velho de Alexander Zverev ao sétimo «match» point.Tenistas unem-se a Gastão Elias no lote de semifinalistasOs tenistas portugueses Nuno Borges e Gonçalo Oliveira acederam às meias-finais do Oeiras Open II, junindose e Gastão Elias no lote de semifinalistas do torneio do ATP Challenger Tour, que decorre no Complexo Desportivo do Jamor.Depois do apuramento direto de Elias, por desistência do oponente na quinta-feira, o primeiro jogador de Portugal a assegurar hoje a qualificação foi Nuno Borges, número 378 do «ranking» ATP, que derrotou o de Francia Manuel Guinard, com os parciais de 6-3, 3-6 e 6-3, em uma hora e 44 minutos.Graças aa vitória, o jovem natural da Maia, de 24 anos, garantiu a presença inédita nas meias-finais de um challenger no Centralito do Jamor, onde sábado defrontará o compatriota Gastão Elias, 323.º colocado na hierarquia global e vice-campeão do Oeiras Open I.»Foi um encontro de muitos altos e baixos, mas estou bastante contente por estar na minha primeira meia-final de um challenger. Será a primeira vez que jogarei com o Gastão em terra batida e estou à espera de um encontro mbastanteduro. Sinto que, neste torneio, o Gastão é o jogador a bater e, por isso, espero um jogo bem disputado», comentou Borges.Assim como o maiato, Gonçalo Oliveira, 296.º classificado no «ranking» global, qualificou-se para as meias-finais do Oeiras Open II, ao ultrapassar o compatriota Tiago Cação em dois «sets», pelos parciais de 7-5 e 6-2, ao fim de duas horas e quatro minutos.O próximo oponente do tenista natural do Porto, de 26 anos, é o «qualifier» argentino Pedro Cachim , que se impôs ao de Italia Gian Marco Moroni, por 6-3, 2-6 e 6-4.

Na sábado 03 de abril tenista bateu por 6-3 e 7-5 o francês Evan Furness e volta a disputar um título num challenger ao fim de três anos e meioO tenista português Gastão Elias venceu o francês Evan Furness e apurou-se para a final do Oeiras Open, torneio de categoria 50 do ATP Challenger Tour, que concluía no Complexo Desportivo do Jamor.Elias precisou de uma hora e 53 minutos para ultrapassar o gaulês de 22 anos, que figurava no 340. Elias é número 358 do ranking ATP.º lugar na mesma hierarquia, em dois «sets», com os parciais de 6-3 e 7-5.Depois de não conseguir converter um «match point» quando estava em benefício no marcador, com 5-4 no segundo parcial, o tenista natural da Lourinhã não desperdiçou a segunda chance de que dispôs, no 12º jogo , e quebrou o oponente para concluir o duelo e assegurar o acesso à final.»Feliz pelava triunfo, por ter conseguido dar a volta no segundo «set» e ter acabado da melhor forma. Foram dois «sets» completamente diferentes. No primeiro, dominei do princípio ao fim e, no segundo, entrei talvez um pouco relaxado e deixei-o ficar, logo cedo, com um «break» de vantagem. Estava um pouco irritado, porque sentia que estava melhor que ele, mais fresco, a jogar melhor, só a falhar uma bola ou outra. Mas lá no fundo sabia que se conseguisse fazer o meu jogo, ia sair com o triunfo», alegou Elias, em declarações à Sport TV.Garantido a vitória, Gastão Elias vai voltar a disputar um título num challenger ao fim de três anos e meio, depois da última vez em Montevideo, em 2017, desta feita frente o checo Zdnek Kolar , que bateu o argentino Marco Trungelliti, por 6-3 e 6-2.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Porto

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Challenger de Oeiras: Gonçalo Oliveira desiste e Cachin defronta Borges na final
>>>>>Desistência do adversário coloca Gastão Elias nas «meias» do Challenger de Oeiras – (ojogo-pt)
>>>>>Gonçalo Oliveira e Tiago Cação apuram-se para os ‘quartos’ do Challenger de Oeiras – April 08, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Nuno Borges e Gonçalo Oliveira nas meias-finais do Oeiras Open II – April 09, 2021 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Elias Gastão 115 0 PERSON 10 o compatriota Gastão_Elias: 1, Gastão_Elias: 4, Elias: 2, Elias (apposition: número): 1, (tacit) ele/ela (referent: Elias): 1, (tacit) ele/ela (referent: Gastão_Elias): 1
2 Gonçalo Oliveira 0 0 PERSON 8 Oliveira: 3, Oliveira 296: 2, (tacit) ele/ela (referent: Gonçalo_Oliveira): 1, Gonçalo_Oliveira: 2
3 eu 70 80 NONE 7 (tacit) eu: 7
4 ATP 0 25 ORGANIZATION 5 o ranking ATP: 3, ATP: 2
5 triunfo 405 0 NONE 5 o triunfo: 3, a vitória: 1, vitória: 1
6 o ATP_Challenger_Tour 0 0 OTHER 5 o ATP_Challenger_Tour: 5
7 encontro 0 0 NONE 4 encontro marcado: 1, encontro: 1, o encontro: 1, um encontro: 1
8 sets 0 0 NONE 4 três sets: 2, dois sets: 1, dois sets completamente diferentes: 1
9 torneio de categoria 0 0 NONE 4 torneio de categoria: 4
10 tenista 0 80 NONE 3 O tenista português: 2, Tenista português: 1