Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Pedro Sánchez y Angela Merkel 07

Continua a polémica em torno de Novak Djokovic, líder do ranking ATP.Pedro Sánchez assegurou esta segunda-feira que as regras sanitárias são para satisfazer e tem de satisfazer as normas em forcita no país, se o tenista Novak Djokovic, expulso da Austrália, desejar jogar em Espanha. Pedro Sánchez é o primeiro-ministro de Espanha.Pedro Sánchez frisou que qualquer desportista que aspire a competir em Espanha terá de «satisfazer as regras sanitárias espanholas».O chefe do Governo de Espanha referiu-se à cpolêmicoexpulsão de Djokovic da Austrália na conferência de ijornalismoque deu depois de uma reunião que teve em Madrid com o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz.»Se essas são as regras que o governo australiano aprovou, elas têm de ser satisfeitas. Absoluto respeito e suporte às dresoluçõesque foram tomadas», aadicionouPedro Sánchez.Pela sua parte, o Chanceler alemão precisou que cada país estabelece as suas próprias regras face à pandemia para proteger a saúde dos seus cidadãos, as quais devem ser respeitadas.»Não importa quem seja», destacou Scholz, enfatizando que a Austrália tem normas que não são, por exemplo, as da Alemanha, mas que são decididas utilizando a sua soberania e que devem ser aplicadas a todos os que entram no país.O chanceler de Alemaniade Alemania deduziu fazendo um pedido: «Por favor, vacinem-se. Ter a vacina de reforço é o melhor que podem fazer por vocês e pelos vossos entes desejados».Três juízes do Tribunal Federal australiano confirmaram uma resolução tomada na sexta-feira passada pelo ministro da Imigração de cancelar o visto do de Sérrai Novak Djokovic, que não está vacinado contra a covid-19, por motivos de interesse público.Uma ordem de deportação inclui também, em geral, uma interdição de três anos de entrar no país.O ministro cancelou o visto afirmando que a presença de Djokovic no país poderia constituir um risco para a saúde e «ser contraproducente para os esforços de vacinação de outros na Austrália».Djokovic chegou a Melbourne a 5 de janeiro, com uma isenção médica que lhe permitiria jogar no Open da Austrália sem estar vacinado contra a covid-19, mas as autoridades alfandegárias foi posteriormente cancelado o visto.

Três juízes do Tribunal Federal confirmaram uma resolução tomada na sexta-feira pelo ministro da Imigração de cancelar o visto do sérvio, de 34 anos, por motivos de interesse público.O Tribunal Federal australiano indeferiu este domingo o recurso do tenista Novak Djokovic contra uma ordem de deportação, que implica uma interdição de entrar durante três anos na Austrália.Três juízes do Tribunal Federal confirmaram uma resolução tomada na sexta-feira pelo ministro da Imigração de cancelar o visto do sérvio, de 34 anos, por motivos de interesse público.A resolução significa possivelmente que Djokovic, que não está vacinado contra a covid-19, permanecerá detido em Melbourne até ser extraditado.Uma ordem de deportação inclui também, em geral, uma interdição de três anos de entrar no país.Djokovic fica assim impossibilitado de disputar o Open da Austrália, que inicia na segunda-feira.Em comunicado, o tenista declarou estar «decepcionado» com a resolução, mas referiu que respeita o que o Tribunal ordenou e que vai «colaborar com as autoridades».»Agora tirarei algum tempo para descansar e recuperar-me, antes de fazer mais observações. Estou bastante desapontado com a resolução de indeferir o meu pedido de revisão, que significa que não posso ficar na Austrália e participar no Open da Austrália. Respeito a resolução do Tribunal e vou colaborar com as autoridades hábeis. Aborrece-me que o foco nas últimas semanas tenha estado em mim e espero que agora todos possamos concentrar-nos no jogo e no torneio que amo. Quero tudo de bom aos jogadores, dirigentes do torneio, funcionários, voluntários e adeptos. Por fim, gostaria de agradecer à minha família, amigos, equipa, adeptos e aos meus companheiros sérvios pelo asuportecininterrupto, vincou o sde SérraiO Tribunal Federal da Austrália decidiu por unanimidade numa audiência virtual que o cancelamento do visto do jogador de ténis pelo Ministro da Imigração tem uma base legal, pelo que extraditará-se Djokovic.Scott Morrison demonstrou este domingo a sua satisfação com a resolução judicial que confirmou o cancelamento do visto e a expulsão do país do tenista sérvio Novak Djokovic, afirmando tratar-se de uma resolução de «interesse público». Scott Morrison é o primeiro-ministro australiano.»razões tomaram esta resolução de cancelamento de saúde , segurança e proteção , com base em o interesse público», alegou, em comunicado, o líder liberal australiano, que aplicou uma das políticas mais duras do mundo contra a pandemia de covid-19, e que enfrenta atualmente uma vaga de contágios, apesar de a maioria da população estar vacinada.O Tribunal Federal da Austrália decidiu por unanimidade numa audiência virtual que o cancelamento do visto do jogador de ténis pelo Ministro da Imigração tem uma base legal, pelo que extraditará-se Djokovic.Em causa está o facto de o tenista não ser vacinado, ter violado diretrizes de isolamento e ter prestado falsas declarações.Três juízes do Tribunal Federal confirmaram assim uma resolução tomada na sexta-feira pelo ministro da Imigração, o que significa possivelmente que Djokovic, que não está vacinado contra a covid-19, permanecerá detido em Melbourne até ser extraditado.Uma ordem de deportação inclui também, em geral, uma interdição de três anos de entrar no país.O número um do ténis global fica assim impossibilitado de disputar o Open da Austrália, que inicia na segunda-feira.Se o extraditará de onde de a Austrália, o tenista de Sérrai Novak Djokovic já está no aeroporto melanésio , depois de o cancelamento de o visto de entrada em o país ter sido confirmado por uma resolução judicial, noticia hoje a AFP.O líder do ranking global, de 34 anos, recorreu do cancelamento do visto, mas o Tribunal Federal australiano indeferiu hoje o recurso e Djokovic terá que viajar para o Dubai, ficando impedido de defender o título no Open da Austrália, primeiro Grand Slam de 2022, que inicia na segunda-feira.Três juízes do Tribunal Federal confirmaram uma resolução tomada na sexta-feira pelo ministro da Imigração de cancelar o visto do de Sérrai, que não está vacinado contra a covid-19, por motivos de interesse público.Uma ordem de deportação inclui também, em geral, uma interdição de três anos de entrar no país.O número um mundial lamentou: «Estou altamente decepcionado com a resolução do tribunal de indeferir o meu pedido de revisão judicial da resolução do ministro de cancelar o meu visto, o que significa que não posso ficar na Austrália e participar no Open».

Pedro Sánchez Pérez-Castejón é um economista e político de Espanha, atual presidente do Governo da Espanha desde 2018, secretário-geral do Partido Socialista Operário Espanhol desde 2014 e foi deputado por Madrid nas Cortes Gerais desde 2009.

É o atual número 1 em simples do ranking global masculino de tênis e o primeiro jogador da história do tênis a passar a marca de US$ 100 milhões em faturamento com premiação por desempenho em quadra, o que o credencia a ser um dos melhores tenistas da história.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Australia, Spain

Cities: Madrid

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Djokovic só joga em Espanha se «satisfazer as regras sanitárias», declara Pedro Sánchez
>>>>>Djokovic comenta deportação e adeus ao Open da Austrália: «Estou muito desapontado» – January 16, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Juiz que anulou cancelamento do visto de Djokovic promove audiência de urgência – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Nadal sobre Djokovic: «Open da Austrália é muito mais importante do que qualquer jogador»» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>A farpa de Muguruza para Djokovic: «Há que tomar a vacina, não é assim tão difícil» – January 15, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Zverev sobre caso Djokovic: «Não é justo vir para a Austrália e não jogar o torneio» – (ojogo-pt)
>>>>>Caso Djokovic: primeiro-ministro da Austrália fala em decisão do «interesse público» – January 16, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>«Djokovic? Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia» – January 14, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Sérvia pede à Austrália que «Djokovic tenha um tratamento humano e digno» – January 11, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Advogados do Governo australiano perdem recurso para adiar decisão sobre Djokovic – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Austrália e Sérvia discutem visto de Djokovic, mantém-se ameaça de deportação – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Djokovic pode estar em maus lençóis: ou mentiu, ou esteve em eventos sabendo ter covid-19 – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Primeira-ministra sérvia avisa Djokovic para possível «violação grave» – January 12, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Caso Djokovic: perguntaram pelo teste positivo à covid-19 e conferência foi encerrada – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Mãe de Djokovic o vê vítima de «tortura» por retenção na Austrália – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Viagens e fotografia com jogador do Benfica podem tramar Djokovic – (ojogo-pt)
>>>>>Djokovic já está no aeroporto de Melbourne para ser deportado – January 16, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Federação Australiana de Ténis «respeita» decisão do tribunal sobre Djokovic – January 16, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Open da Austrália: a grande dúvida Novak Djokovic e o regresso de João Sousa – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 185 120 NONE 16 (tacit) eu: 14, me: 1, mim: 1
2 decisão 0 0 NONE 10 a decisão judicial: 2, a decisão: 1, A decisão: 1, uma decisão judicial: 1, uma decisão tomada: 5
3 da Djokovic Austrália 0 70 PERSON 9 (tacit) ele/ela (referent: Djokovic): 1, Djokovic: 8
4 Novak Djokovic 0 70 PERSON 6 (tacit) ele (referent: Novak_Djokovic): 1, Novak_Djokovic: 3, o sérvio Novak_Djokovic: 1, o tenista Novak_Djokovic expulso de a Austrália: 1
5 Pedro Sánchez 0 0 PERSON 6 Sánchez: 1, Pedro_Sánchez: 1, Sánchez_Pérez-Castejón: 1, Pedro_Sánchez (apposition: O primeiro-ministro espanhol): 1, (tacit) ele/ela (referent: Pedro_Sánchez): 1, (tacit) ele/ela (referent: Sánchez): 1
6 três juízes de o tribunal_federal 0 0 NONE 5 Três juízes de o Tribunal_Federal: 5
7 uma ordem de deportação 0 0 NONE 5 Uma ordem de deportação: 4, uma ordem de deportação: 1
8 o ministro de a imigração 0 0 NONE 5 o ministro de a Imigração: 5
9 uma proibição de três anos 0 160 NONE 4 uma proibição de três anos: 4
10 audiência 320 0 NONE 4 uma audiência virtual: 4