Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Hoptial Viseu

Vizela e Nacional não marcaram presençaVizela e Nacional foram os únicos clubes ausentes na Assembleia Geral extraordinária que se realiza na manhã desta terça-feira. Pedro Proença, lembre-se, acusou positivo à covid-19 e não participa de fmaneirapresencial.Para que não se repitam outros jogos à imagem do iestranhoBelenenses-Benfica, disputado a 17 de novembro, a Liga repensou oarnormae psugereo adeferimentode uma partida sempre que uma das equipas não tenha um número mínimo de 13 jogadores disponíveis, incluindo um guarda-redes aadequadose aplica esse critério em a Liga dos Campeões e reuniu consenso entre Sporting, FC Porto, Benfica, Braga, Vitória de Guimarães Arouca, Penafiel, Ac. Vitória de Guimarães é vizela. Viseu e Covilhã, os clubes que compõem o Grupo de Trabalho Regulamentar que preparou a mudança e que será votada esta terça-feira em

Porto, Benfica e Braga foram os únicos clubes aos quais se concederam quaisquer orçamentos de o fundo de solidariedadeA Liga Portugal não redistribuirá cerca de 4,6 milhões de euros pelos clubes da I e II ligas, provenientes do fundo de solidariedade da UEFA, para aplicar na formação, anunciou o organismo.Em comunicado divulgado no site, a Liga explica que «a UEFA irá distribuir o valor de 4.578.761 euros» por 31 clubes portugueses – 15 do primeiro escalão e 16 do segundo – que não chegaram àosfperíodosde grupos das competições europeias na temporada passada .Cada um destes emblemas receberá da UEFA perto de 148 mil euros, verba essa que será exclusivamente destinada a investimentos no futebol de formação de cada clube.Desta forma, a UEFA vai distribuir mais 400 mil euros do que no ano passado, quando foram repartidos perto de 4,187 ME por 29 clubes lusos, o que resultou num encaixe de 145 mil euros para cada emblema.Uma vez que participaram em os períodos de grupos de as duas competições europeias, fC Porto, Benfica e Braga foram os únicos clubes aos quais se concederam quaisquer orçamentos de o fundo de solidariedade não .Os dragões disputaram o período de grupos do Liga dos Campeões e chegaram aos quartos de final da prova «milionária», enquanto «águias» e minhotos estiveram nos grupos da Liga Europa, na qual atingiram os 16 avos de final, ao contrário de Sporting e Rio Ave, que caíram nos períodos preliminares e, por isso, também receberão os orçamentos provenientes do fundo de solidariedade do UEFA.

Na sexta-feira 03 de dezembro presidente da SAD declarava que a Liga devia «zelar pelos interesses dos clubes para que não haja dois pesos e duas medidas» e falava em falta de respeito pelos adeptos.O presidente da SAD do Vizela declarou que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional não podia ter «dois pesos e duas medidas» relativamente à pandemia de covid-19, lamentando o adeferimentodo jogo com o Belenenses.Após dar conta do deferimento, na quinta-feira, em comunicado, o símbolo de Minsk soube de manhã do reagendamento do desafio da 13.ª jornada da I Liga, inicialmente marcado para segunda-feira, para as 20:30 de 2 de janeiro, resolução que Diogo Godinho lamentou, por compreender que, segundo as normas até agora aplicadas, de isolamento de 10 dias para jogadores com casos positivos e de 14 dias para quem conservou contactos de risco, o clube de Lisboa teria, pelo menos, 13 jogadores disponíveis.»Do que tem sido feito até ao dia de hoje, todos os isolamentos positivos eram de 10 dias e os restantes de 14. Sabendo que os jogadores de Belenenses SAD testaram positivo na outra quinta e na outra sexta-feira, já estariam 13 jogadores disponíveis para jogarem [na segunda-feira]. parecia que, numa situação, há um caso positivo e decretava-se 14 dias. Noutra, dá positivo e são 10. A Liga tinha que zelar pelos interesses dos clubes para que não haja dois pesos e duas medidas», vincou, numa breve entrevista ao canal televisivo RTP 3.Diogo Godinho lamentou ainda a nova hora do jogo, que » considerava um tanto ou quanto insólita», num «domingo em que não há jogos», e declarou que o Vizela estava disposto a «protelar» o jogo com o Belenenses por «um ou dois dias» rostito ao calendário inicial , para dar «algum tempo de adaptação aos jogadores que estavam em isolamento».O presidente da SAD vizelense frisou ainda que o novo horário causa «constrangimentos» ao plantel treinado por Álvaro Pacheco, tendo ainda lamentado a ausência de contacto do Belenenses sobre o tema até ao final da manhã de e a falta de resposta da LPFP aos e-mails mandados.Faz 11 meses, as críticas foram também vincadas em um comunicado divulgado por o Vizela : » Notificada pela Liga Portugal informada de o reagendamento de o jogo para dia 2 de janeiro, por as 20h30. A FC Vizela é sAD foi. Em ambos os emails, assinados pela diretora executiva da Liga Portugal, com manifesta surpresa. Explicamos porquê:1 – Jamais fomos escutados com razoabilidade nesta matéria e bastante menos a Liga Portugal foi tão célere a responder às nossas solicitações ou a eelucidaras dúvidas que expusemos sobre procedimentos que iinfluenciamdiretamente o curso normal de uma competição que se qdesejaigual e não qual todas as sociedades deviam ter os mesmos diretos e dobrigações2 – Sem responder ao email da FC Vizela, SAD, que não obstante ter elencado uma série de dúvidas se mostrou disponível a ser parte da solução e não o problema, a Liga Portugal optou por determinar às 23h10 do dia de que tinha, esta sociedade, até às 10 horas de para «ajadaptar respetivo horário» para a «proposta de reagendamento para 2 de janeiro».3 – A proposta, na realidade, jamais o foi, pois consultou-se esta sociedade jamais anteriormente para o conseqüência e o conteúdo de o email propunha somente que possamos fazer um ajuste horário.4 – Teve a FC Vizela, SAD, menos de 11 horas para acertar o horário de um jogo, sendo que a larga maioria delas corresponde a horário noturno, madrugada até; depois de esperar mais de cinco dias por uma notificação que chegou sob a maneira de imposição.5 – Não teve, esta Liga Portugal, qualquer respeito pelos adeptos do futebol geralmente, nem do FC Vizela e da Belenenses SAD, em particular, atendendo à data e horário a que decidiu impor o jogo.Assim, não aceitávamo o reagendamento do jogo para este horário, imposto de maneira unilateral, e desenvolveremos todos os esforços possíveis para reverter a situação.»

Viseu é uma cidade de Portugal do distrito homónimo, situada na província da Beira Alta, Região do Centro e sub-região do Dão-Lafões.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Covilha, Viseu, Porto, Braga

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Dois clubes ausentes na Assembleia Geral extraordinária da Liga
>>>>>UEFA vai distribuir 4,6 milhões pelos clubes das ligas profissionais portuguesas – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 clubes 0 0 NONE 6 os únicos clubes: 2, 31 clubes portugueses: 1, os únicos clubes ausentes: 1, os clubes: 2
2 Proença 80 0 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Proença): 4, Proença: 1
3 eu 50 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
4 Diogo Godinho 0 60 PERSON 4 Diogo_Godinho: 2, (tacit) ele/ela (referent: Diogo_Godinho): 2
5 nós 0 40 NONE 4 (tacit) nós: 4
6 Liga 0 0 ORGANIZATION 4 a Liga: 3, A Liga: 1
7 horário 0 0 NONE 4 o novo horário causa: 1, este horário: 1, horário: 2
8 FC Vizela 0 0 ORGANIZATION 3 a FC_Vizela (apposition: SAD): 2, o FC_Vizela: 1
9 FC_Porto Benfica e Braga 0 0 PLACE 3 FC_Porto Benfica e Braga: 1, (tacit) eles/elas (referent: FC_Porto Benfica e Braga): 2
10 comunicado 0 0 NONE 3 um comunicado divulgado: 1, comunicado divulgado: 1, comunicado: 1