Por: SentiLecto

Em vez da ida a uma das montanhas míticas do ciclismo internacional, a jornada de domingo arrancará em Biescas, como planeado, e concluir em FormigalO final da sexta etapa da Volta a Espanha já não vai chegar ao Tourmalet, em França, dada a declaração do estado de emergência naquele país, anunciou esta quinta-feira a organização.Em vez da ida a uma das montanhas míticas do ciclismo internacional, a jornada de domingo arrancará em Biescas, como planeado, e concluir em Formigal, depois de o Col du Tourmalet ter sido riscado da mesma forma que o Izoard foi na Volta a Itália, que calculava essa subida para sábado.Na Vuelta, a nova configuração da sexta tirada vai incluir 146,4 quilómetros e conta com a subida ao Alto de Petralba, de terceira categoria, seguido do Alto de Cotefablo, de segunda, antes da mudança no traçado original, com uma meta volante para a segunda passagem em Biescas e uma subida à estação de Aramón Formigal, com um total de 3.040 metros de acumulado de subida.O Formigal é outra subida icónica em Espanha, tendo marcado, em 2016, um dia decisivo para o colombiano Nairo Quintana, que então aproveitou um ataque para distanciar o britânico Chris Froome e praticamente garantir o triunfo final, a seis etapas do fim.Antes, a conhecida estância de esqui foi ponto de chegada em quatro outras ocasiões, três nos anos 1970 e uma outra em 2013, ganha pelo de Francia Warren Barguil, estando este ano interdita ao público devido à pandemia de covid-19.A 75.ª Volta a Espanha satisfez hoje a terceira etapa segundo na geral atrás do esloveno Primoz Roglic , ganhador da Vuelta em 2019. A terceira etapa é vencida pelo irlandês Dan Martin .

Ciclista da Jumbo-Visma conseguiu assim o oitavo triunfo da temporada, no alto do Monte Arrate.O esloveno Primoz Roglic venceu esta terça-feira a primeira etapa espanhola, assumindo a liderança da geral individual após cortar a meta isolado à frente dos restantes candidatos.Roglic, que em 2019 venceu a Vuelta e este ano foi já segundo na Volta a França, satisfez os 173 quilómetros entre Irún e Arrate em 4:22.34 horas, um segundo a menos do que o equatoriano Richard Carapaz , segundo, e o irlandês Dan Martin , terceiro.As mesmas posições valem para a classificação geral individual, coroando o ganhador de 2019 que esta terça-feira conseguiu o oitavo triunfo da temporada no alto do Monte Arrate.Na quarta-feira, a segunda etapa liga Pamplona a Lekunberri em 151,6 quilómetros, com três contagens de montanha, uma delas de primeira categoria.Na geral, Roglic lidera com cinco segundos para Martin, que aproveitou as bônus, e 13 segundos para Carapaz.O irlandês Dan Martin venceu esta quinta-feira a terceira etapa espanhola, aproximando-se do líder, o esloveno Primoz Roglic , que cortou a meta em segundo lugar.Martin, de 34 anos, satisfez os 166,1 quilómetros entre Lodosa e Laguna Negra de Vinuesa em 4:27.49 horas, à frente de Roglic e do equatoriano Richard Carapaz , terceiro, todos com o mesmo tempo.Na geral, Roglic lidera com cinco segundos para Martin, que aproveitou as bônus, e 13 segundos para Carapaz.Na sexta-feira, a quarta etapa liga Garray a Ejea de los Caballeros em 191,7 quilómetros, no que vai ser um primeiro dia para os «sprinters’ após três etapas de montanha.Froome garante trabalhar para o líder Carapaz após perder 11 minutos na Volta a Espanha.O britânico Chris Froome , que hoje perdeu mais de 11 minutos na etapa inaugural da Volta a Espanha em bicicleta, vai «auxiliar em tudo o que for possível» o líder da equipa, o equatoriano Richard Carapaz.»Foi um grande dia para nós com o segundo posto de Richard Carapaz, na etapa e na geral. Ele é o líder da nossa equipa aqui e vamos ajudá-lo tanto quanto possível na prova para tentaroatriunfoa final», atirou.O britânico, que padeceu até à meta no monte Arrate, onde o esloveno Primoz Roglic venceu, admitiu ter ficado «atascado na parte de trás do pelotão» após ter descolado na penúltima subida, mas alegou estar «bastante contente de participar».»Estou contente de voltar a competir numa grande Volta, depois de dois anos [de fora]. Levarei a Vuelta dia a dia e tentar fazer tudo o que puder», garantiu.Apesar do tempo perdido, «as sensações foram boas», e a recuperação das lesões graves que o têm afastado da estrada juntam-se à falta de ritmo, por «não ter corrido muito este ano», que lhe retiram «um pouco de forma».Aos 35 anos, o britânico nascido no Quénia satisfaz o último ano na INEOS, pela qual venceu quatro vezes a Volta a França, uma vez a Volta a Itália e duas a Vuelta, em 2011 e 2017, tendo em 2019 padecido um acidente grave, em junho, que o deixou com fraturas múltiplas e um longo «calvário’ para recuperar.se deixou Froomey de fora de a seleção de a equipa britânica para o Tour, uma surpresa prontamente justificada por a INEOS com a necessidade de levar os ciclistas em melhor maneira em a prova francesa.a altura, a formação mencionou que Froome estaria na Vuelta como líder, mas o futuro corredor da Israel Start-Up Nation continua a dar sinais de que vai poder não voltar a ser o ciclista dominador de outros tempos.

Biescas é um município espanhol na província de Huesca, comunidade autónoma de Aragão, de área 4,10 quilômetro² com população de 1549 moradores e densidade populacional de 1606,83 hab.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Estado de emergência em França obriga a riscar Tourmalet da sexta etapa da Vuelta
>>>>>Roglic vence primeira etapa da Vuelta e assume liderança da geral – (ojogo-pt)
>>>>>Dan Martin vence terceira etapa da Vuelta e aproxima-se do líder Roglic – (ojogo-pt)
>>>>>«Vamos ajudar o Carapaz para tentar a vitória final», diz Froome – October 20, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Roglic e Froome principais favoritos em edição da Vuelta com quatro portugueses – October 18, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Vuelta: português Ricardo Vilela substitui Jorge Cubero na Burgos-BH – October 17, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Três ciclistas portugueses vão disputar a Vuelta: saiba quem são – October 15, 2020 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Chris Froome 50 75 PERSON 7 O britânico Chris_Froome: 2, Froome: 2, (tacit) ele/ela (referent: O britânico Chris_Froome): 2, Ele (referent: O britânico Chris_Froome): 1
2 Primoz Roglic 250 50 PERSON 6 esloveno Primoz_Roglic: 1, O esloveno Primoz_Roglic: 1, o esloveno Primoz_Roglic: 3, (tacit) ele/ela (referent: o esloveno Primoz_Roglic): 1
3 Roglic 160 0 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Roglic): 1, Roglic: 5
4 Vuelta 0 0 ORGANIZATION 6 (tacit) ele/ela (referent: a Vuelta): 2, a Vuelta: 4
5 subida 0 0 NONE 6 outra subida icónica: 1, a penúltima subida: 1, essa subida: 1, a subida: 1, subida: 1, uma subida: 1
6 Martin 0 0 PERSON 5 Martin de 34 anos: 1, Martin: 4
7 Biescas 0 0 PERSON 4 Biescas: 4
8 geral 0 0 NONE 4 a geral: 4
9 quilómetros 0 0 NONE 4 151,6 quilómetros: 1, os 173 quilómetros: 1, os 166,1 quilómetros: 1, 191,7 quilómetros: 1
10 eu 180 0 NONE 3 (tacit) eu: 3