Por: SentiLecto

Faz 54 anos, Vasily Sergeyevich Kulkov, que em a extinta União Soviética, foi um de os mais célebres futebolistas de nacionalidade russa, que começou a jogar em 1986, a atuar nos relvados de o futebol de Portugal, pisados em a última década de o milénio passado, atuou a o serviço de Benfica, FC Porto e Alverca, conquistando um total de quatro troféus em Portugal. Quando Kulkov aterrou em Lisboa, corria o ano de 1991 , juntamente com o compatriota e colega de ofício Yuran, companheiro de muitos jogos. Faz 31 anos, em a bagagem, ostentava um troféu de campeão de a Liga da URSS, conquistado a o serviço de o Spartak de Moscovo.Ingressou no Benfica, então treinador pelo sueco Sven-Goran Eriksson, e logo se assumiu como uma das principais figuras da equipa encarnada, ao participar em 30 jogos e ao marcar cinco golos.Kulkov tardou exclusivamente uma temporada a aumentar o palmarés pessoal. Faz 28 anos, em a qual disputou mais 21 jogos por as » águias » fez o gosto a o pé por duas vezes foi companheiro de o de Rusia Mostovoi o antigo médio festejou, em o Estádio do Jamor, a conquista de a Taça de Portugal, em a época 1992-93 e.Na temporada seguinte, a terceira e última de «águia» ao peito, protagonizando depois uma sonante transferência entre portas, Kulkov disputou mais 26 desafios, festejou quatro remates certeiros e tornou-se num dos poucos jogadores de Rusia a sagrar-se campeão nacional em Portugal.No Verão de 1994, o país futebolístico como que parou com a bombástica notícia de que Kulkov iria percorrer 300 quilómetros em direção a norte, para encarnar o FC Porto, o histórico adversário das «águias» que era treinado por Bobby Robson, juntamente com Yuran.Na cidade Invicta, o antigo médio internacional russo sagrou-se bicampeão nacional, auxiliando o FC Porto a recuperar o título perdido na época anterior e ainda celebrou a conquista da Supertaça Cândido Oliveira. De «dragão» ao peito, atuou em 27 partidas e assinalou dois golos.No final da época dourada 1994/95, Kulkov retornara à terra natal, mas ainda haveria, já no final da carreira de futebolista, de voltar a Portugal. Faz 25 anos, a 1997, o médio tornou a encarnar o Spartak de Moscovo por o qual venceu uma liga de Rusia,, teve uma passagem intermédia por o Millwall, de 1995 , e ainda jogou no Zenit e no Krylya Sovetov .Rostito ao anúncio da morte de Kulkov, feito este sábado, o símbolo de São Petersburgo endereçou condolências à família, amigos e antigos colegas do ex-jogador e treinador rde RusiaApós a ultima experiência num clube da Rússia, Kulkov embarcou novamente rumo a Lisboa, desta feita para o Alverca, símbolo ribatejano que encarnou num total de 20 jogos na época 1999/00.Culpado pela sua vinda para Portugal, o antigo empresário de Kulkov, Paulo Barbosa, em declarações ao Diário de Notícias, reagiu «à triste notícia» da morte do ex-futebolista de Benfica, FC Porto e Alverca e revelou os gestos recentes de FC Porto e Benfica.»Ele tinha esperança [em derrotar o cancro]. Mas infelizmente não conseguiu ganhar este combate. Foi um enorme jogador de futebol e era uma pessoa especial. Ele adorava Portugal e há cerca de um ano satisfez um grande sonho: sei que o FC Porto e o Benfica lhe mandaram as camisolas que tinha pedido. Pela nossa ligação, é uma notícia bastante triste», o ex-agente.Vasily Sergeyevich Kulkov padecia de um carcinoma de células escamosas e tinha estado em tratamento de quimioterapia numa clínica de Krasnogorsk, a noroeste de Moscovo. Combatia contra o cancro há mais de um ano e morreu, este sábado, aos 54 anos, naquela que foi o maior combate da vida.

Vitória dos leões no decisivo jogo por 87-78.O Sporting conquistou esta quinta-feira a edição 2019/20 da Taça de Portugal de basquete, ao vencer o FC Porto na final por 87-78, em jogo disputado no Pavilhão Multiusos de Odivelas.Os verde e brancos, que aa pausa perdiam por dois pontos , voltam assim a conquistar uma Taça de Portugal, 40 anos depois da última triunfo, em 1979/80, equiparando o Barreirense no terceiro posto das equipas com mais vitórias .O FC Porto, que era o detentor do troféu, conta com 14 triunfos, sendo que o Benfica lidera o palmarés, com 22 títulos.O Sporting chega ao jogo da Luz, no sábado, com os mesmos seis pontos do BenficaO Sporting ganhou à Oliveirense por 2-1 e chega ao jogo da Luz, no sábado, com os mesmos seis pontos do Benfica. A O JOGO, o treinador Paulo Freitas declara só pensar no triunfo. Preparado para algumas diferenças nos encarnados, com Aragonés e Rampulla como maiores reforços: «Prepararemos bem o jogo. ssinala,: «Vamos à Luz com a intenção de trazer os três pontos, algo que o Benfica também qdesejaráfazer»,.Conhecemos bem o Benfica, mas sabemos que há alguns matizes que trouxeram para o seu modelo.»O Benfica ganhou ao FC Porto na primeira jornada por 7-3, nada que assuste o líder leonino, pronto a alfinetar o dragão: «Não pensamos no que se passou no Benfica-FC Porto, acho sim que o FC Porto é que deve corrigir o que correu menos bem. Da parte do Benfica houve boas sensações porque ganhou a um adversário e candidato. Também por isso vai ter materializado essa confiança em Viana [onde venceu por 7-3 na segunda jornada].»Considerando que existem cinco candidatos ao título porque o «Óquei de Barcelos também o assumiu», Freitas descarta que haja menos pressão nos jogos grandes devido ao campeonato ter voltado ao formato play-off, o que não se verificava desde 2008/09. «Os jogadores devem estar sempre a top. O planeamento obriga-nos a um grande rigor. Temos muita preocupação com os tempos de descanso dos desportistas. Não estamos aqui para cometer erros. As grandes equipas que desejam troféus devem estar no máximo. O período regular não deixa de ser importante porque é nela que se conquistam benefícios para poder desempatar e jogar em casa», conclui, contando com um play-off com fãs: «Esperamos os adeptos nos pavilhões. Vão auxiliar-nos bastante. No último jogo com a Oliveirense não temos dúvidas de que estaria repleto o João Rocha.»Sporting persuadiu outrosLogo no segundo arranque de época de Paulo Freitas como técnico leonino, o Sporting compôs um plantel de 12 jogadores, vencendo a Liga Europeia nesse ano. Uma ideia agora replicada.»O Sporting já adotou esse modelo há mais tempo e se o criticou foi bastante criticado por isso e agora é o que é. Nem falarei de uma equipa de Portugal, mas de uma referência global, o Barcelona: Quantos jogadores têm? 12! E o Sporting é que estava errado. Foi na segunda época que conseguimos colocar por razões federativa. Traz-nos competitividade. Exatamente, é como declara, os plantéis de futebol têm 30 desportistas e convidam 18. Quem ficou de fora está preparado para trabalhar e entrar bem na próxima semana», considera.Faz 2 anos, em declarações a O JOGO, Kulkov e Yuran lembraram a passagem por Portugal, em 2018. Este sábado, no dia em que o primeiro morreu, lembramo os vocábulos dos antigos internacionais de Rusia.Faz 26 anos, Rui Filipe tinha morrido em um acidente de viação umas semanas antes, quando Yuran e Kulkov deixaram o Benfica para reforçar o FC Porto, em o verão de 1994.O ambiente era de afliçãozinha no clube e Yuran jamais esqueceu. «Passei pelo momento da morte de Rui Filipe, era um grande jogador, que marcou o clube, quando mudei para o FC Porto. Não foi fácil viver com aquilo tudo», lembrou. Na altura valeu o suporte dos sócios para ultrapassar aqueles momentos:»Já era difícil só porque vínhamos do Benfica e alguns adeptos jamais nos deixaram esquecer isso», adiciona Yuran. Porém, declara, a maioria dos portistas apoiou a mudança da Luz para as Antas.»Parece que ainda gostavam mais de nós por isso. Todos nos desejavam no FC Porto, o presidente Pinto da Costa e o treinador [Bobby Robson]. Acho que ninguém acreditou que pudéssemos sair do Benfica, mas ocorreu e foi bom», garantiu Yuran.

Na sexta-feira 02 de outubro o Benfica era, para já, o rei do mercado em Portugal. Após investir cerca 80 milhões em reforços, aproveitou a venda de Rúben Dias para garantir junto do mesmo Manchester City o defesa argentino ex-FC Porto Nicolás Otamendi, por €15 mihões.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Portugal, Russian Federation

Cities: Porto, Alverca, Lisbon

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Kulkov: Benfica, FC Porto, herança na Rússia e o combate agora perdida
>>>>>Sporting vence FC Porto e conquista Taça de Portugal 40 anos depois – October 08, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Foi com este vídeo que o Sporting confirmou o regresso de João Mário – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Altura, raça e golos: veja em ação Marko Grujic, médio na rota do FC Porto – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>O onze provável de Portugal para o «duelo ibérico» com Espanha – (ojogo-pt)
>>>>>Paulo Freitas antecipa Benfica-Sporting: » A fase regular não deixa de ser importante» – October 09, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Benfica planeia reativação de Lucas Veríssimo em janeiro – (ojogo-pt)
>>>>>»Trocar o Benfica pelo FC Porto? Parece que ainda gostavam mais de nós» – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 150 60 NONE 17 nos: 5, (tacit) nós: 12
2 eu 90 130 NONE 13 (tacit) eu: 13
3 Benfica 80 0 ORGANIZATION 13 (tacit) ele/ela (referent: Benfica): 3, O Benfica: 1, o Benfica: 8, Benfica: 1
4 Kulkov 0 100 PERSON 11 Kulkov: 6, a (referent: Kulkov): 1, (tacit) ele/ela (referent: Kulkov): 4
5 o FC_Porto 0 0 PLACE 9 (tacit) ele/ela (referent: O FC_Porto sendo com 22 títulos): 2, O FC_Porto sendo com 22 títulos: 2, o FC_Porto: 5
6 Vasily Sergeyevich Kulkov 180 40 PERSON 8 Vasily_Sergeyevich_Kulkov: 1, Vasily_Sergeyevich_Kulkov que: 1, (tacit) ele/ela (referent: Vasily_Sergeyevich_Kulkov): 1, (tacit) ele/ela (referent: Vasily_Sergeyevich_Kulkov que): 5
7 Sporting 140 0 ORGANIZATION 7 O Sporting: 3, Sporting: 1, o Sporting: 3
8 era 0 50 NONE 5 era: 4, era difícil: 1
9 Portugal 50 0 PLACE 5 Portugal: 5
10 Yuran 0 0 PERSON 5 Yuran: 4, (tacit) ele/ela (referent: Yuran): 1