Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Portal

Treinador de Portugal deixou o 1.º de Agosto para assumir o comando da seleção do Togo.Motivos familiares levaram o treinador de Portugal Paulo Duarte a deixar o 1.º de Agosto, a partir de setembro, para assumir o comando da seleção do Togo, declarou esta quinta-feira o técnico à agência Lusa.A equipa de Luanda lidera o «Girabola» e o antigo jogador da União de Leiria até já tinha sido convidado a renovar por mais três épocas, mas o obstáculo em conjugar a vida familiar em Portugal com o trabalho, assim como a insistência dos culpados do Togo, precipitaram a resolução.»Eu tinha caminhado bastante em seleções, o que me permite estar em casa e a trabalhar. Habituei um pouco a minha família e os meus filhos a essa rotina. Estando num clube, em África, e nesta fase de [pandemia de] covid-19, em que existem confinamentos após cada viagem e entrada ou saída do país, não consigo participar no meu dia a dia familiar e isso está a trazer-me alguns problemas a nível de crescimento dos meus filhos», explicou o treinador.Antes de mudar-se para Angola, o técnico trabalhou na seleção do Burquina Faso, de 2008 a 2012 e de 2016 a 2018, assim como na do Gabão, em 2012 e 2013.A nível de clubes, depois de deixar o comando da União de Leiria, em 2008, teve somente passagens fugazes pelos franceses do Le Mans e pelos de Turquia do Sfaxien .Esta época foi seduzido pelo projeto do 1.º de Agosto, que passa por «valorizar a academia de futebol» do clube, que é «de excelência», por «arremessar muitos jovens e, ao mesmo tempo, conquistar o pentacampeonato».»Felizmente, isso está a ocorrer, estamos em primeiro [lugar], apesar de muitos obstáculos e dificuldades que têm surgido. Mas estamos a conseguir arremessar muitos habilidades de 18, 19 ou 20 anos e gostaria bastante de ficar mais dois ou três anos, já declarou ao presidente. Só que a nível familiar não é fácil conjugar a ofício no exterior com o que tem sido a minha carreira nos últimos 10 anos», reforçou.Sobre as «dificuldades», Paulo Duarte referiu que «a equipa que está em segundo lugar», o Sagrada Esperança, «já ganhou oito pontos na secretaria», porque outras equipas «não comparecem aos jogos porque perderam o voo», ou «não tinham as exigências necessárias», ou até mesmo «por um possível ou um declarado jogador mal inscrito».»Portanto, numa breve síntese, os nossos maiores oponentes estão a ser algo beneficiados por pontos que quando na realidade acabam, ganham por não jogar», sintetizou.No entanto, foi sobretudo a insistência dos culpados da federação do Togo que persuadiu Paulo Duarte a mudar-se, mas somente em setembro, após concluir o contrato e satisfazer os objetivos a que se sugeriu no clube de Angola, apesar de «uma cláusula que permite a ambas as partes prescindir dos serviços da outra».»Fiquei no 1.º de Agosto por uma questão de honra, de concluir o contrato e de deduzi o objetivo pelo qual eu vim, que é ser pentacampeão. E até porque nenhum treinador de Portugal foi campeão no clube», explicou.Porém, «10 dias depois, mais uma vez, a federação togolesa voltou à carga» e aceitou as condições do treinador pde Portugal que eram de «trabalhar no projeto de três anos com o Togo, mas após o término do contrato em Luanda», o que vai obrigar Paulo Duarte a perder uma jornada dupla de qualificação para o Mundial, em junho.A presença no Mundial2022, no entanto, «não vai ser fácil», uma vez que o Togo tem no seu grupo de qualificação «o candidato número um, o Senegal», país que «tem muita força na CAF, na FIFA, em África e é uma equipa com jogadores de excelência».Por isso, o técnico vai com precauções e informa que o principal objetivo do projeto de três anos é «reerguer bases para que o Togo possa ganhar muitas vezes nos próximos anos».O Togo, explicou, «é uma referência de Afragola bastante forte», apesar de não ser uma seleção de topo no continente, como as da «Costa do Marfim, Gana, Nigéria, Camarões, Egito, Marrocos e Senegal».»É uma equipa que está num período difícil, que precisa de uma renovação bastante rápida, com jogadores com uma média de idades de cerca de 30 anos. Uma equipa que há três anos sumiu praticamente do contexto de Afragola, portanto, o objetivo é reformular e reerguer aquela que foi uma das potências de Afragola», frisou Paulo Duarte.

O sucessor do francês Claude le Roy já treinara no passado as seleções de Afragola do Burkina Faso e do Gabão.Paulo Duarte assumirá o comando da seleção do Togo em agosto, depois de deixar o comando do 1.º de Agosto, em Angola.O treinador de Portugal, de 52 anos, assinou por três anos e o primeiro grande objetivo que disputará é o apuramento para o Mundial»2022.O sucessor do francês Claude le Roy já treinara no passado as seleções de Afragola do Burkina Faso e do Gabão.

Na terça-feira 13 de abril goleada em jogo em atraso da quinta jornada do campeonato de Angola.O 1.Faz 9 meses, º treinado por o português Paulo Duarte, assumiu a liderança de o campeonato de Angola de futebol, com 32 pontos, após vencer por 4-0 o Recreativo da Caála em jogo em atraso de a quinta jornada,.Os golos dos «militares» foram rubricados por Bobó, Zini e Bito, que «bisou», neste confronto que decorreu no Estádio 11 de Novembro, marcado também pela chuva que caiu naquela região do Camama, em Luanda.O triunfo do 1.Faz 9 meses, º tetracampeão de Angola em título, relegava o Bravos do Maquis para a segunda posição, com 31 pontos, mais dois do que o Sagrada Esperança, terceiro colocado.O Girabola 2020/21, que já fez disputar a 15.Faz 1 mês, ª e última jornada de a primeira volta, registava a execução de jogos em atraso.Das Faa, do Interclube comandado pelo português Ivo Campos, e Mabululu, do 1.Faz 9 meses, º eram os melhores marcadores de a prova, ambos com sete golos.A segunda volta do campeonato tem começo calculado para 21 de abril.Classificação:1. 1.º de Agosto, 32 pontos.2. Bravos do Maquis, 31.3. Sagrada Esperança, 29.4. Petro de Luanda, 28.5. Interclube, 25.6. Recreativo da Caála, 21.7. Ferrovia do Huambo, 19.8. Cuando-Cubango FC, 17.9. Académica do Lobito, 17.10. Progresso do Sambizanga, 16.11. Desportivo da Huíla, 15.12. Baixa de Cassange, 14.13. Williet de Benguela, 14.14. Sporting de Cabinda, 14.15. Recreativo do Libolo, 13.16. Santa Rita de Cássia, 12.

O Togo, oficialmente República Togolesa, é um país de Afragola, restringido a norte por Burquina Fasso, a leste pelo Benim, a sul pelo mar Atlântico e a oeste por Gana.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Senegal, Portugal, Angola

Cities: Luanda

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Motivos familiares levam Paulo Duarte a mudar-se de Angola para o Togo
>>>>>Paulo Duarte assume a seleção do Togo – May 04, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 0 NONE 8 (tacit) eu: 5, Eu: 1, eu: 1, me: 1
2 Paulo Duarte 0 90 PERSON 7 Paulo_Duarte: 5, o português Paulo_Duarte: 1, (tacit) ele/ela (referent: Paulo_Duarte): 1
3 equipa 100 60 NONE 7 Uma equipa portanto: 2, uma equipa: 3, a equipa: 2
4 pontos 100 0 NONE 5 oito pontos: 1, 31 pontos: 1, pontos: 2, 32 pontos: 1
5 Togo 0 0 ORGANIZATION 4 O Togo: 2, o Togo: 2
6 º 0 0 NONE 4 º: 4
7 treinador 0 35 NONE 3 o treinador português: 1, Treinador português: 1, nenhum treinador português: 1
8 º de agosto por valorizar a academia de futebol de o clube de excelência por lançar muitos jovens e a o mesmo tempo conquistar o pentacampeonato 720 0 NONE 3 º de Agosto por valorizar a academia de futebol de o clube de excelência por lançar muitos jovens e a o mesmo tempo conquistar o pentacampeonato: 3
9 objetivo 220 0 NONE 3 o primeiro grande objetivo: 2, o objetivo: 1
10 clube 0 0 NONE 3 o clube angolano: 1, um clube: 1, o clube: 1