Por: SentiLecto

Enquanto Kevin Santos concluiu o K1 200 metros em nono no lago nos arredores da capital de Dinamarca, teresa Portela, de 33 anos, que foi este domingo sexta classificada na final do K1 500 metros dos Mundiais de Copenhaga tinha sido sétima nos Jogos Olímpicos em K1 500 metros e 10. ª em K1 200.Depois da quinta posição em K1 200, a sua melhor de sempre em Mundiais, Teresa Portela arriscou na parte inicial do desafio dos 500 metros, que concluiria em 1.51,97 segundos, a 3,89 segundos da neozelandesa Aimee Fisher, que bateu a húngara Tâmara Csipes por 91 centésimos e a dinamarquesa Emma Jorgensen por 1,76 segundos.Teresa Portela, de 33 anos, tinha sido sétima nos Jogos Olímpicos em K1 500 metros e 10.ª em K1 200.Kevin Santos não iniciou bem e já foi tarde para recuperar, acabando o K1 200 metros em nono, em 36,44 segundos, a 1,65 segundos do ouro do italiano Andrea di Liberto, que foi somente dois centésimos mais rápido do que o sueco Petter Menning e 16 do que o letão Roberts Akmens.O canoísta de Lusaka tinha integrado igualmente o K4 500 metros, com João Ribeiro, Messias Baptista e Ruben Boas, que deduziu o sua performance na Dinamarca na 11.ª posição.Enquanto Francisca Laia e Messias Baptista têm, ainda esta manhã, o vice-campeão da Europa João Ribeiro disputa a final de K1 500 metros a regata das medalhas no K2 200 misto.À tarde, Fernando Pimenta, novo campeão do Mundo de K1 1.000 metros, vai tentar novo pódio em K1 5.000 metros.Além da medalha de Pimenta, Portugal tem o bronze de Norberto Mourão em canoagem ajustada, em VL2.

Na meia-final única, para determinar as três derradeiras vagas, a olímpica portuguesa impôs-se com o tempo de 41,05 segundos, batendo a italiana Francesca Genzo por quatro centésimos de segundo e a de Francia Vanina Paoletti por 13 centésimosA canoísta Teresa Portela apurou-se esta sexta-feira para a final da prova de K1 200 metros dos Mundiais de Copenhaga, a quinta regata das medalhas já garantida pela seleção de Portugal.Na meia-final única, para determinar as três derradeiras vagas, a olímpica portuguesa impôs-se com o tempo de 41,05 segundos, batendo a italiana Francesca Genzo por quatro centésimos de segundo e a de Franciade Francia Vanina Paoletti por 13 centésimos.Teresa Portela, que esta tarde, às 15h25, vtentaráo acesso à final do K1 500, foi 10.ª em Tóquio2020 nos 200 metros e sétima nos 500.Fernando Pimenta, em K1 1.000, Maria Rei e Francisca Laia, em K2 200, bem como os paracanoístas Norberto Mourão, em VL2, e Alex Santos, em KL1, são os outros portugueses que já asseguraram a presença nas finais em Copenhaga.Portugal tem esta tarde mais quatro semifinais, bem como a regata das medalhas para Norberto Mourão, campeão da Europa, vice-campeão do Mundo e medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos.Enquanto Teresa Portela vai às meias-finais de K1 200 em Copenhaga.C, o limiano medalha de bronze em Tóquio2020 completou a prova em 3.38,52 minutos, batendo o germânico por 1,22 segundos e o dinamarquês René Poulsen por 6,34O canoísta Fernando Pimenta apurou-se esta quinta-feira diretamente para a final da prova de K1 1.000 metros dos mundiais de canoagemom uma só vaga a garantir o acesso imediato à regata das medalhas, Pimenta liderou do primeiro ao último metro, resistindo à pressão final do alde Alemaniaartin Hiller.Faz 1 ano, o limiano medalha de bronze completou a prova em 3.38,52 minutos, batendo o germânico por 1,22 segundos e o dinamarquês René Poulsen por 6,34.Enquanto o de Bielorrusia Aleh Yurenia se impôs na terceira série, na eliminatória anterior, o campeão olímpico, o de Alemania Balint Kopasz venceu em 3.46,13 , em 3.35,45.Com três vagas disponíveis para a final, Teresa Portela não largou bem e levou o seu K1 200 ao quarto lugar, pelo que às 13h00 vdisputará novamente, o acesso à regata das medalhas.A Maria Rei e Francisca Laia só o triunfo interessava em K1 200, porém a tripulação de Lusaka foi sexta, pelo que às 15h25 também vai às meias-finais, nas quais espera ser bem-sucedida: antes, incomeçam sesuaeperformancem K2 500.Esta tarde estreia-se igualmente o K4 500, oitavo em Tóquio2020, e que se exibe remodelado, com João Ribeiro e Messias Baptista a competir ao lado de Kevin Santos e Ruben Boas, que trocam Emanuel Silva e David Varela, que requereram dispensa da competição.Na canoagem ajustada, Alex Santos, quinto nos Jogos Paralímpicos de Tóquio2020, progrediu direto para a final de sábado , com o terceiro tempo, em 52,86 segundos, a 5,44 do brasileiro Luís Silva, que se superiorizou ao húngaro Robert Suba por 1.34.Norberto Mourão, vice-campeão do mundo em título, campeão da Europa e medalha de bronze em VL2 200 nos Jogos Paralímpicos, compete esta quinta-feira às 15h10.Esta quinta-feira estreiam-se sete das 13 tripulações que Portugal exibe nos globais de Copenhaga, que decorrem até domingo.Portugueses Fernando Pimenta, Maria Rei, Francisca Laia, Norberto Mourão e Alex Santos disputarão medalhas nas águias de CopenhagaPortugal estreou-se, esta quinta-feira, nos mundiais de canoagem de Copenhaga com quatro apuramentos para as finais, dois dos quais na paracanoagem.Fernando Pimenta, em K1 1.000 metros, e a dupla composta por Maria Rei e Francisca Laia, em K2 200 metros, disputarão a regata das medalhas, tal como Norberto Mourão, em VL2 200, e Alex Santos, em KL1, na canoagem ajustada.Fernando Pimenta, bronze em Tóquio’2020, agarrou a única vaga direta para a final da sua série, impondo-se em 3.38,52 minutos, batendo o de Alemania Martin Hiller por 1,22 segundos e o dinamarquês René Poulsen por 6,34.Pimenta progrediu com o melhor tempo das três eliminatórias, superiorizando-se aos registos do campeão olímpico, o húngaro Balint Kopasz , e do bielorrusso Aleh Yurenia .Foi na semifinal que Maria Rei e Francisca Laia conseguiram a passagem à final, em 39,54 segundos, a 38 centésimos das ide ItaliaIrene Bellan e Francesca Genzo.As lusas, que se resguardaram na prova dos 500 metros, cuja semifinal disputam na sexta-feira, somente trabalharam neste K2 nas duas últimas semanas, bateram a dupla da casa por exclusivamente dois centésimos de segundo.Em K1 200, Teresa Portela, 10.ª em Tóquio2020, não largou bem e levou o seu K1 200 ao quarto lugar, tendo assim de ir às semifinais, que vdisputarána sexta-feira.O K4 500, oitavo em Tóquio2020, e que se exibe remodelado, com João Ribeiro e Messias Baptista a competir ao lado de Kevin Santos e Ruben Boas, que trocam Emanuel Silva e David Varela, que requereram dispensa da competição, também vai às semifinais, igualmente na sexta-feira.O quarteto de Lusaka deduziu a sua eliminatória no quarto lugar, em 1.25,88 minutos, a 2,84 segundos da tripulação ucranianos, a única a seguir direta para a final.Na canoagem ajustada, Norberto Mourão foi terceiro em VL2, em 56,02 segundos, a 14 centésimos do espanhol Higinio Rivero, que bateu o de Rusia Igor Korobeynikov por um centésimo de segundo.Alex Santos, quinto nos Jogos Paralímpicos de Tóquio2020, progrediu direto para a final de sábado com o terceiro tempo, em 52,86 segundos, a 5,44 do brasileiro Luís Silva, que se superiorizou ao húngaro Robert Suba por 1.34.

Na sexta-feira 10 de setembro medalha de bronze em Tóquio’2020 em K1 1.000 metros vai uni-se, na tripulação masculina de K1, a João Ribeiro, E Kevin SantosFernando Pimenta integrava a seleção de 11 canoístas de Portugal nos Mundiais de Copenhaga, de 16 a 19 de setembro, num grupo marcado pelas ausências dos olímpicos Emanuel Silva, David Varela e Joana Vasconcelos.» era a primeira vez da história que se disputava um Mundial em ano de Jogos Olímpicos e Paralímpicos, que foram o grande objetivo deste ciclo e época esportiva. Esta competição serviria como lançamento da preparação do novo ciclo Paris’2024. Como era óbvio, desejávamo continuar a alegar a nossa canoagem com uma das grandes potências do desporto em Portugal», declarou o vice-presidente da federação, Ricardo Machado.Fernando Pimenta, medalha de bronze em Tóquio’2020 em K1 1.000 metros, depois da prata em K2 1.000 em Londres’2012, com Emanuel Silva, vai competir nos habituávei K1 1.000 e K1 5.000 metros, nos quais tem sido pódio constante em provas internacionais.se o remodelou o K4 500 metros que foi oitavo em o Japão , permanecendo João Ribeiro e Messias Baptista, enquanto o experiente Emanuel Silva e David Varela cediam lugar a os jovens Kevin Santos e Rúben Boas.No fim de um ciclo olímpico e época desgastantes, Emanuel e David pediram para descansar, solicitação que foi «validada» pela federação e equipa técnica. Joana Vasconcelos estava grávida.Enquanto Kevin Santos faria o K1 200 metros, joão Ribeiro fará ainda o K1 500 metros, no qual foi vice-campeão da Europa este ano , distância na qual esteve perto de se apurar para Tóquio2020.Hélder Silva, que foi olímpico no Rio2016, volta à seleção para fazer a C1 500 metros.No setor feminino, Teresa Portela fará os K1 200 e 500 metros, distâncias nas quais foi 10.ª e sétima classificada nos Jogos, respetivamente.Enquanto Laia faria K2 200 metros misto com Messias Baptista, maria Rei e Francisca Laia, olímpica no Rio2016, vão uni-se no K2 200 e 500 metros.Enquanto Alex Santos, quinto em Tóquio, faria o KL1, na paracanoagem, Norberto Mourão competia em VL2. Norberto Mourão é medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos.» vamos com muita pretensão, mas não era fácil um campeonato do Mundo depois dos Jogos Olímpicos e, principalmente, Jogos Paralímpicos, que concluíram há dias. Os nossos desportistas fariam o melhor possível para encarnar Portugal, combatendo pelos lugares cimeiros», completou Ricardo Machado.Tripulações:- Masculinos:K1 1 000 e K1 5.000 Fernando Pimenta.K1 500 João Ribeiro.K1 200 Kevin Santos.K4 500 João Ribeiro, Messias Baptista, Kevin Santos e Rúben Boas.C1 500 Hélder Silva.- Feminino:K1 200 e K1 500 Teresa Portela.K2 200 e K2 500 Maria Rei/Francisca Laia.- Misto:K2 200 Messias Baptista/Francisca Laia.- Paracanoagem:KL1- Alex Santos.VL2 – Norberto Mourão.

Faz 34 anos, Teresa do Rosário Afonso Portela em Gemeses, começou a modalidade de canoagem em 1996 em o Grupo Cultural Desportivo e Recreativo de Gemeses clube que encarnou até 2012, data a partir da qual passou a encarnar o Sport Lisboa e Benfica.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Portugal, Denmark

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Mundiais de canoagem: Teresa Portela sexta no K1 500, Kevin Santos nono em K1 200
>>>>>Teresa Portela na final de K1 200 dos Mundiais de Copenhaga – September 17, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Norberto Mourão não embandeira em arco: «Medalha nos mundiais? Uma coisa de cada vez» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Fernando Pimenta apura-se diretamente para a final dos mundiais em K1 1.000 – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Portugal acede a quatro finais na estreia nos mundiais de canoagem – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 metros 0 0 NONE 17 500 metros: 1, K2 200 metros: 1, K1 5.000 metros: 2, K1 1.000 metros: 1, K2 200 metros misto: 1, K1 500 metros: 2, os 500 metros: 1, metros: 8
2 Teresa Portela 100 30 PERSON 14 (tacit) ele/ela (referent: Teresa_Portela): 4, Teresa_Portela: 6, Teresa_Portela de 33 anos: 3, K1 500 Teresa_Portela: 1
3 segundos 0 0 NONE 10 1.51,97 segundos: 1, 1,76 segundos: 1, 52,86 segundos: 2, 1,22 segundos: 3, 39,54 segundos: 1, 56,02 segundos: 1, 36,44 segundos: 1
4 João Ribeiro 0 0 PERSON 7 João_Ribeiro: 4, (tacit) ele/ela (referent: João_Ribeiro): 1, a João_Ribeiro: 1, K1 500 João_Ribeiro: 1
5 final 0 0 NONE 7 a final de o K1 500: 2, a final: 5
6 Fernando Pimenta 295 0 PERSON 6 Pimenta: 2, (tacit) ele/ela (referent: Fernando_Pimenta medalha de bronze em Tóquio 2020 em K1 1.000 metros depois de a prata em K2 1.000 em Londres): 1, Fernando_Pimenta medalha de bronze em Tóquio 2020 em K1 1.000 metros depois de a prata em K2 1.000 em Londres: 1, Fernando_Pimenta em K1 1.000 metros: 1, Fernando_Pimenta bronze em Tóquio: 1
7 Alex Santos 250 0 PERSON 6 Alex_Santos em KL1 em a canoagem adaptada: 1, Alex_Santos quinto: 3, Alex_Santos: 2
8 eu 60 0 NONE 6 (tacit) eu: 6
9 Norberto Mourão 0 0 PERSON 6 Norberto_Mourão (apposition: medalha de bronze): 1, Norberto_Mourão: 5
10 regata de as medalhas 0 0 NONE 6 regata de as medalhas: 6