Por: SentiLecto

Nuno Borges venceu o britânico Ryan Peniston em dois sets: 6-4 e 6-3.O tenista de Portugal Nuno Borges conquistou este domingo o seu primeiro título challenger em Antália, na Turquia, após derrotar o britânico Ryan Peniston em dois sets, por 6-4 e 6-3, e declara que «ganhar é um sonho».»Não há muito tempo só imaginava jogar estes torneios, por isso ganhar é um sonho», confessou à agência Lusa o jovem mde Maiduguri de 24 anos, que ingressou no «top 300» do «ranking mglobal pela primeira vez, este ano, figurando atualmente no 253.º lugar.Borges torneio também do ATP Challenger Tour, começou a jornada de hoje com uma vitória nas meias-finais frente ao espanhol Eduard Esteve Lobato, por duplo 6-3 Borges é vice-campeão do Oeiras Open 2., e assegurou a qualificação para a final.No encontro do título diante o britânico, 284.º classificado na hierarquia ATP, o tenista português precisou de uma hora e 18 minutos para recuperar do «break» sofrido logo no seu primeiro jogo de serviço e dar a volta ao desafio, assinando dois «breaks» em cada uma das partidas.»Senti que foi uma final complicada a nível emocional, principalmente no começo do encontro. Assim que consegui aplicar o meu jogo, senti o jogo a meu favor. Estou bastante contente por chegar ao final do ano com este título. Acho que prova o trabalho que tenho feito e só me dá vontade para continuar à pdemandade mais», comentou, aadicionandoter tentado mconservarse «focado do icomeçoao fim e ser agressivo nos momentos certos.»Graças ao título no «challenger» de Antália, Nuno Borges tornou-se no décimo tenista de Portugal a ganhar no ATP Challenger Tour, depois de Rui Machado, Pedro Sousa e Gastão Elias, todos com oito títulos, Frederico Silva , João Sousa e Nuno Marques , João Cunha e Silva , João Domingues e Emanuel Couto .

Tenista de Portugal defrontará o Ryan Peniston.O tenista de Portugal Nuno Borges defrontará o britânico Ryan Peniston na final do torneio de Antália, na qual vai procurar conquistar o primeiro título no circuito Challenger, depois de bater nas «meias» o espanhol Eduardo Esteve Lobato.Borges, 253.º classificado do ranking global e sexto cabeça de série do torneio de Turquia, em terra batida, impôs-se a Lobato, 336.º na hierarquia da ATP, em dois sets, por duplo 6-3, num encontro que foi protelado de sábado para hoje e teve a duração de uma hora e 15 minutos.O tenista de Portugal, de 24 anos, o único dos quatro representantes lusos em Antália que ainda se conserva em competição, após as eliminações de Tiago Cação, Gonçalo Oliveira e João Domingues, disputará ainda hoje a final da prova, frente a Peniston.O britânico, número 284 do mundo, encontrou mais resistência por parte do espanhol Javier Barranco Cosano, 305.º do ranking, necessitando de duas horas e 10 minutos para assegurar a presença no encontro decisivo, pelos parciais de 6-4 e 7-6 .Tenista de Portugal venceu em dois sets o dominicano Nick Hardt.O tenista de Portugal Nuno Borges qualificou-se para as meias-finais do torneio de Antália, ao vencer em dois sets o dominicano Nick Hardt, em encontro dos «quartos» da prova turca do circuito Challenger, em terra batida.Borges, 253.º classificado do ranking global e sexto cabeça de série do torneio, superou um oponente posicionado quase 100 lugares abaixo na hierarquia da ATP , pelos parciais de 6-2 e 6-4, após uma hora e 26 minutos de confronto.No sábado, Borges, o único dos quatro portugueses presentes em Antália que ainda se conserva em competição, após as eliminações de Tiago Cação, Gonçalo Oliveira e João Domingues, vai debater a presença na final com o espanhol Eduardo Esteve Lobato, número 336 do mundo.Único dos quatro portugueses em Antália que se conservou em competição até ao fim teve final felizNuno Borges conquistou este domingo na Turquia o primeiro título no circuito Challenger, aos 24 anos, ao impor-se em dois sets ao britânico Ryan Peniston, na final do torneio de Antália, em terra batida.Borges, 253.º classificado do ranking global e sexto cabeça de série da prova, bateu Peniston, 284.º na hierarquia da ATP, que também perseguia o primeiro troféu no circuito secundário, por 6-4 e 6-3, após uma hora e 19 minutos de confronto.O tenista de Portugalde Portugal entrou da pior maneira no encontro, padecendo um «break» no primeiro jogo de serviço, mas não voltou a enfrentar mais obstáculos sempre que serviu e recuperou na parte final do set inicial, quebrando por duas vezes o serviço de Peniston e fechando com 6-4.No segundo parcial, foi Borges que liderou quase desde o começo, depois de ter quebrado o segundo jogo de serviço do britânico, acabando por resolver o encontro a seu favor da mesma maneira, no segundo break point de que dispôs no set.Borges, o único dos quatro portugueses em Antália que se conservou em competição até ao fim, após as eliminações de Tiago Cação, Gonçalo Oliveira e João Domingues, tinha vencido horas antes o espanhol Eduardo Esteve Lobato, por duplo 6-3, num encontro das meias-finais que foi protelado de sábado para hoje.

Na segunda-feira 22 de novembro tenista chegou à final do Challenger de Helsínquia e recuperou posiçõesJoão Sousa recuperou o eregulamentode número um português no ranking mglobalde ténis, ao figurar no 137.º lugar, depois de ter conquistado o título de vice-campeão do Challenger de Helsínquia.O vimaranense, que havia sido ultrapassado por Pedro Sousa na hierarquia global, subiu dez posições na tabela e empurrou o lisboeta para o segundo lugar entre os tenistas de Portugal, ao surgir no 146.º posto.Um dia depois de ceder na final de Helsínquia frente ao eslovaco Alex Molcan, por 6-3 e 6-2, João Sousa concluiu assim a sua temporada como o melhor português no ATP Tour, que continuava a ser liderado pelo sérvio Novak Djokovic, logo seguido do russo Daniil Medvedev e do de Alemania Alexander Zverev, que se sagrou domingo campeão das ATP Finals.Numem que o top-10 só registava a subida do italiano Jannik Sinner ao décimo lugar por troca com o de Canada Felix Auger-Aliassime, Frederico Silva ocupava o 209.º lugar e Gastão Elias a 223.ª posição, ao passo que João Domingues caiu para o 245.º posto.Nuno Borges conservava-se como 262.º classificado e Gonçalo Oliveira trepou dois degraus no «ranking» ATP, para surgir na 288.ª posição.A hierarquia WTA, por sua vez, continuava a ser dominada pela australiana Ashleigh Barty, à frente da bielorrussa Aryna Sabalenka e da espanhola Garbiñe Muguruza, numem que não se r registavanenhuma amudançaentre as dez primeiras.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Turkey

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Nuno Borges sagra-se campeão em Antália e declara que «ganhar é um sonho»
>>>>>Nuno Borges vence e apura-se para a final do torneio de Antália – December 05, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>Nuno Borges apura-se para as meias-finais do torneio de Antália – December 03, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>Nuno Borges conquista em Antália primeiro título no circuito Challenger – December 05, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Nuno Borges 140 100 PERSON 12 Borges (apposition: vice-campeão de o Oeiras_Open): 1, Nuno_Borges: 6, (tacit) ele/ela (referent: Nuno_Borges): 1, Borges o único de os quatro portugueses em Antália após as eliminações de Tiago_Cação: 1, Borges: 3
2 tenista 80 75 NONE 7 O tenista português: 4, Tenista português: 2, o décimo tenista português: 1
3 eu 170 0 NONE 6 (tacit) eu: 5, me: 1
4 Ryan Peniston 0 0 PERSON 5 Peniston: 2, o britânico Ryan_Peniston: 3
5 ranking 0 0 NONE 5 o ranking mundial e sexto: 3, o ranking: 1, ranking mundial: 1
6 Antália 0 0 PLACE 4 (tacit) ele/ela (referent: Antália): 1, Antália: 3
7 competição 0 0 NONE 4 competição: 4
8 título 0 0 NONE 4 o título: 2, o primeiro título: 1, seu primeiro título challenger: 1
9 felizNuno 60 40 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: final felizNuno): 2, final felizNuno: 1
10 fim 80 15 NONE 3 o fim: 3