Por: SentiLecto

A equipa nasceu da vontade do piloto de Almada, e do pai, dividirem a sua experiência com quem deseja provar a modalidade e, se tiver habilidade, evoluir numa estrutura que lhe permite competir a preços inferioresMiguel Oliveira fundou há três anos uma equipa que permite a jovens pilotos evoluírem, terem acompanhamento e sonharem em seguir os seus passos. InferioresMiguel Oliveira é o primeiro e único português a competir em MotoGP.Afonso Almeida, de 11 anos, não imaginava que se viria a tornar um dos sete jovens, entre os cinco e os 14 anos, atualmente a competirem pela Miguel Oliveira Fan Racing Team e a receber do próprio «muitas dicas», quando acompanhava as provas do piloto e o contemplava à distânciaque o aauxiliarama melhorar na pista e a dquererchegar ao mesmo pplatô»Sempre foi o meu piloto preferido. É um grande privilégio estar na equipa do Miguel Oliveira. Um dia deixou-me ir com ele e depois caminhou numa moto igual à minha, para me aauxiliar A partir desse dia, comecei a ter uma posição diferente, comecei a diminuir mais na moto e começou a sair tudo bastante melhor. Já me deu muitas dicas para melhorar», destaca o campeão nacional de Moto4/85GP.A equipa nasceu da vontade de Miguel Oliveira e do pai, Paulo dividirem a sua experiência com quem deseja provar a modalidade e, se tiver habilidade, evoluir numa estrutura que lhe permite competir a preços inferiores, graças aos patrocínios e parcerias. Paulo é o diretor.»Eu fiz o percurso das rochas», frisa, em declarações à agência Lusa, Paulo Oliveira, 49 anos, que lamenta não ter tido um projeto semelhante que lhe tivesse facilitado o pcaminhoO pai do piloto de Lusaka recorda as somas avultadas, superiores a cinco mil euros, que deveu gastar só para Miguel Oliveira poder provar fazer uma prova de velocidade e saber se gostava ou não.As motos da Miguel Oliveira Fan Racing Team são da equipa. Quem mostrar interesse pode ter a experiência. Paulo Oliveira, que admite não ser uma modalidade barata explica: «Aqueles que se realçam têm a chance de continuar connosco».»O desporto motorizado é um desporto mais caro do que outros», destaca, comparando com o material necessário para jogar futebol, na ordem dos 100 euros, valor inferior ao necessário «para um jogo de pneus só num fim de semana».Por temporada, para competir numa categoria média, implica um investimento de 50 a 60 mil euros, estima Paulo Oliveira. Os pais dos jovens pilotos pagam entre 20 a 25 mil euros e a equipa suporta o restante.»Nós diminuímo os preços dos pilotos. O fato, em vez de mil euros, custa um terço. Oferecemos o capacete e são menos 600 euros», contabiliza o pai e agente do mais bem-sucedido piloto nacional.A Miguel Oliveira Fan Racing Team deseja fazer «a promoção do motociclismo» e «um dos objetivos é instituir campeões que possam seguir os passos do Miguel».Agora o almadense está «numa bolha», devido à pandemia, mas quando frear, antes de aparecer a covid-19 auxiliava a dar formação técnica, a ensinar ou agilizar, a dar informações sobre como tirar o melhor partido dos circuitos, a adverti para a posição do corpo, tendências, trajetórias, curvas ou equilíbrio.Ricardo Almeida que realça o «ganho em motivação» dos jovens ao fazerem parte da equipa de Miguel Oliveira e o benefício de terem um suporte que permite aos pais pagarem «um terço do valor mundial». sublinha: «Se as pessoas virem a estrutura, compreenderão que é bastante profissional, com cuidado em ter bons técnicos, mesmo no competitivo campeonato de Espanha, vê-se a diferença na própria «box»». Ricardo Almeida é pai de um dos pilotos.Segundo Ricardo Almeida, «as motos da equipa são bastante atuais, estão sempre dispostos a melhorar e em todas as corridas faz-se acerto de material». É também dada atenção à escola e, qhá ppuniçõesO, uando as notas diminuem pequeno Afonso Almeida tem «o sonho de um dia ser piloto de MotoGP». Embora não assinale até onde chegar, ricardo declara na Lusa que «se não houvesse nenhum objetivo, não estaria a ser feito o investimento financeiro e de tempo». Ricardo é o pai.Paulo Oliveira, que espera que os ensinamentos sirvam no desporto e na vida, «porque a desconcentração paga-se com a queda», deseja «mostrar o percurso para chegar ao topo», que não teve quem lhe mencionasse , e

O Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP é a 13.ª de 14 corridas calculadas para esta temporada, depois da reformulação do calendário devido à pandemia do novo coronavírus.O piloto de Portugal Miguel Oliveira concluiu esta sexta-feira o primeiro dia de treinos livres do Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP, 13.ª corrida da temporada, na 17.ª posição.O piloto de Lusakade Lusaka realizou a sua melhor volta na sessão da tarde, tardando 1.31,330 minutos, mais 708 milésimos de segundo do que o mais rápido do dia, o australiano Jack Miller , mas a somente 362 milésimas de um lugar nos 10 mais rápidos.»No geral, foi um dia positivo. Foi difícil a última saída para a volta rápida, mas ainda há certas coisas na mota que não estão bem afinadas, pelo que amanhã [sábado] deveremos fazer um melhor trabalho na terceira sessão para entrar diretamente na Q2 [segunda e decisivo período de qualificação]», explicou Miguel Oliveira, em declarações transmitidas pela sua assessoria de jornalismo.O piloto de Portugal está, ainda assim, «cumprido» com o ritmo de corrida provado nos treinos «com pneus utilizados».»Parece-me que estou forte, mas devemo melhorar na FP3″, deduziu.O Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP é a 13.ª de 14 corridas calculadas para esta temporada, depois da reformulação do calendário devido à pandemia do novo coronavírus.O Autódromo Internacional do Algarve sedia, de 20 a 22 de novembro, a derradeira prova de 2020.Miguel Oliveira é, atualmente, o 10.º classificado do campeonato, com 90 pontos.O espanhol Joan Mir lidera a tabela, com 162, e pode sagrar-se campeão global pela primeira vez já este domingo.Iker Lecuona falhar o Grande Prémio da Comunidade Valenciana.O piloto de Espanha Iker Lecuona vai falhar o Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP, depois de ter testado positivo ao novo coronavírus, anunciou este sábado a equipa KTM Tech3. Iker Lecuona é colega de equipa do português Miguel Oliveira.A equipa revela que Lecuona esteve 10 dias em quarentena, depois de ter estado em contacto com o seu irmão, que testou positivo na semana passada.»Na sua chegada [a Valência], submeteu-se o piloto de a Red Bull KTM tech3 a outro teste PCR que deu um resultado positivo,. Assim, Lecuona vai falhar o GP da Comunidade Valenciana este fim de semana», lê-se no comunicado da equipa.A Tech3 ainda que Lecuona realizará mais exames para saber, informa se poderá participar no Grande Prémio de Portugal, última prova do Mundial de motociclismo de velocidade, na próxima semana.Com duas provas por disputar, Lecuona é 17.º classificado do Mundial de MotoGP, com 27 pontos, enquanto Miguel Oliveira é 10.º, com 90.Penúltima corrida da temporada de MotoGP.O piloto de Portugal Miguel Oliveira qualificou-se na 10.ª posição para o Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP, 13.ª e penúltima corrida da temporada.Miguel Oliveira, que de manhã tinha garantido a qualificação direta para a segunda e decisivo período da qualificação, a Q2, realizou a sua melhor volta em 1.30,781 minutos, concluindo a 590 milésimos de segundo do mais rápido, o italo-brasileiro Franco Morbidelli .O piloto de Portugal da Tech3 chegou mesmo a liderar a tabela de tempos, mas os últimos minutos da sessão serviram para vários pilotos conseguirem as suas voltas rápidas.»Foi um dia positivo. Logo de manhã iniciámo por garantir um lugar na Q2. Fiz um quarto treino livre bastante positivo, com a configuração de corrida. Na qualificação começou a chuviscar e era difícil perceber até onde podia puxar pelos pneus», iniciou por explicar o piloto de Almada.Miguel Oliveira ainda tentou melhorar nos minutos finais da sessão, mas não foi possível.»Na última saída consegui melhorar o meu tempo, mas na última volta falhei a travagem para a segunda curva. Começamos um pouco atrás, mas estou confiante que posso recuperar bastantes posições», frisou o luso da equipa Tech3.Para a corrida, Oliveira acredita ter «um ritmo forte», pelo que precisa «de um bom arranque e evitar contactos nas primeiras curvas».O dia ficou, ainda, marcado pela violenta queda do espanhol Alex Márquez no primeiro período da qualificação , tendo o piloto saído algo dorido da zona do cóccix.Já o compatriota Joan Mir , que este domingo pode conquistar o título global de MotoGP pela primeira vez, qualificou-se somente na 12.ª posição.Após 12 provas realizadas, Miguel Oliveira é décimo classificado, com 90 pontos.

Vicente de Paulo Oliveira é um radialista brasileiro. Se conhece Vicente de Paulo Oliveira é mais conhecido como Paulo Oliveira.

Ricardo Almeida é um estilista de Brasil, considerado a maior referência brasileira em roupas sociais masculinas..

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Almada

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>O sonho de ser piloto pode iniciar na equipa de Miguel Oliveira
>>>>>Miguel Oliveira em 17.º nos treinos livres: «Há certas coisas na mota que não estão bem afinadas» – November 13, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>»Onde parecemos estar um pouco atrás é na potência», admite Miguel Oliveira – November 12, 2020 (ojogo-pt)
>>>>>MotoGP: companheiro de Miguel Oliveira está infetado e falha corrida – (ojogo-pt)
>>>>>Miguel Oliveira parte do 10.º lugar para o GP da Comunidade Valenciana – November 14, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Joan Mir está a um pódio de se sagrar campeão mundial pela primeira vez – November 12, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Ex-campeão mundial de MotoGP anunciou fim prematuro da época – November 10, 2020 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Rossi em dúvida para GP da Comunidade Valenciana após testar positivo – November 12, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>MotoGP: 2021 será dos jovens lobos e até Rossi foi despromovido – November 11, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Miguel Oliveira: «Equipa fez um trabalho fantástico para me dar uma mota competitiva» – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Paulo Oliveira 344 252 PERSON 28 Paulo_Oliveira se com a queda: 2, (tacit) ele/ela (referent: Paulo_Oliveira se com a queda): 1, (tacit) ele/ela (referent: Miguel_Oliveira): 1, Oliveira: 1, Paulo (apposition: o diretor): 1, Miguel_Oliveira: 10, Paulo_Oliveira: 5, (tacit) ele/ela (referent: Paulo_Oliveira): 4, (tacit) ele/ela (referent: Oliveira): 3
2 eu 320 280 NONE 19 (tacit) eu: 14, me: 4, Eu: 1
3 piloto 420 90 NONE 8 O piloto espanhol: 1, O piloto português: 3, meu piloto preferido: 1, O piloto português de a Tech3: 1, O piloto luso: 1, mais bem-sucedido piloto nacional: 1
4 Ricardo Almeida 0 0 PERSON 7 Ricardo_Almeida (apposition: pai de um de os pilotos): 1, Ricardo (apposition: O pai): 1, (tacit) ele/ela (referent: Ricardo_Almeida): 2, (tacit) ele/ela (referent: Ricardo): 1, Ricardo_Almeida: 2
5 equipa 0 0 NONE 7 uma equipa: 2, a equipa: 2, A equipa: 3
6 Lecuona 0 0 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Lecuona): 2, Lecuona: 4
7 euros 0 0 NONE 6 cinco_mil euros: 2, euros: 1, mil euros: 1, 25_mil euros: 1, 60_mil euros: 1
8 experiência 350 0 NONE 5 a experiência: 1, sua experiência: 4
9 nós 80 0 NONE 5 (tacit) nós: 4, Nós: 1
10 volta 280 0 NONE 4 a última volta: 1, sua melhor volta: 2, a volta rápida: 1