Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Roberto Dinamite

A prestação de contas do plano de metas para os primeiros 100 dias da administração de Jorge Salgado não é das mais animadoras para o vascaíno.

Porque em última análise o torcedor deseja saber mesmo é da captação do dinheiro que alivie a fraqueza do caixa e traga jogadores de bom nível.

Mas há uma explicação sobre este item na 22ª tela do comunicado.

A diretoria afirma que o «fundo de debêntures» projetado para injetar R$ 70 milhões na economia do clube precisou ser reestruturado após o rebaixamento.

O problema é que a posse foi no começo de janeiro, a queda no disparou-se o relógio final de fevereiro e para a direção só em março.

Bola para frente.

No Rio de Janeiro, o Vasco é um dos clubes mais difíceis de ser analisado.

Faz 1 ano, Leandro Castán, defesa de o Vasco, criticou postura de o treinador de Portugal Ricardo Sá Pinto em a equipa brasileira.Em 15 jogos como treinador do Vasco, o técnico Ricardo Sá Pinto conquistou três triunfos, seis empates e seis derrotas. Faz 1 ano, deixou a equipa em a zona de despromoção de o campeonato de Brasil. No fim da temporada, o clube foi despromovido.Em entrevista ao Globoesporte, o defesa Leandro Castán assinalou a falta de conhecimento do técnico acerca do futebol de Brasil como uma das causas para a falha do Vasco no ano passado.»Não funcionou. Ele não conhecia o nosso grupo, e eu declarou-lhe isso [Sá Pinto]. Não conhecia o futebol de Brasil. Falo tranquilamente, porque disso isso na cara dele. O jogador declarou: ‘Professor [mister], não é o culpado, porque não conhece o nosso grupo'».»O principal erro do Sá Pinto foi o que eu falei para ele. Declarou-lhe que a nossa equipa não consegue jogar porque não dava confiança para os meninos. ‘A gente olha para o banco, e estás sempre a berrar, desesperado’. A nossa equipa era chutão para a frente e não conseguia jogar. Eu declarava: ‘Imagina os garotos, se eu, com 34 anos, não estou a conseguir jogar'», lembrou.Faz 4 meses, Sá Pinto desembarcou em o Rio de Janeiro em o dia seguinte, contratado em 14 de outubro de 2020. Faz 5 meses, ficou em a equipa somente de o mesmo ano.

Porque, independentemente de erros e acertos no futebol, os anos de chumbo da administração de Eurico Miranda atrasaram o debate sobre o futuro do clube.

Adicionados à experiência malsucedida da agestãoentregue a Roberto Dinamite percebe-se duas décadas perdidas.

Carlos Roberto de Oliveira é um ex-futebolista de Brasilde Brasil que atuava como atacante. Se conhece Carlos Roberto de Oliveira é mais conhecido como Roberto Dinamite.

Senão, vejamos.

Na virada para o novo século, o Vasco tinha um contrato com o Nations Banks que lhe renderia U$ 100 milhões em dez anos.

Hoje, amarga uma dívida que supera os U$ 150 milhões e um saldo de quatro rebaixamentos na divisão nacional.

Tão ruim quanto isso é perceber que o clube perdeu a unidade.

Politicamente, é multifacetado, perdido entre boas ideias de administração.

Modelos que na verdade não teriam que ser excludentes.

Mas que não conseguem ser implementados e continuados porque está sempre a voltar duas casas, tropeçando nas armadilhas de sua política interna.

Em linhas gerais, a falta de um líder com o DNA do clube separa os vascaínos.

Todos desejam a mesma pujança, mas as correntes acreditam que sua habilidade de administração é sempre a mais eficaz.

Até assumirem o poder.

Daí para frente é justificação atrás de justificação.

E assim o Vasco anda.

Faz 4 meses, a rigor, Jorge Salgado e os vascaínos que dividem o poder assumiram o clube.

Tiveram, portanto, doze rodadas brasileiras para evitar a queda à Série B e a ccoerenteperda de receitas.

Faltou proficiência – paciência.

Agora, não há opção de recuperação, senão a união em torno das metas elencadas.

Adriano Mendes, o tal, tem que ser bom…

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Os cem dias…
>>>>>Jogador do Vasco comenta despromoção e critica Sá Pinto: «Sempre a gritar desesperado» – May 06, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 60 NONE 6 eu: 3, Eu: 1, (tacit) eu: 2
2 Ricardo Sá Pinto 60 0 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Sá_Pinto): 2, Ricardo_Sá_Pinto: 1, Sá_Pinto: 2, o técnico Ricardo_Sá_Pinto: 1
3 equipa 0 0 NONE 5 a equipa brasileira: 1, nossa equipa era: 1, nossa equipa: 1, a equipa: 2
4 Leandro Castán 0 0 PERSON 4 defesa Leandro_Castán: 1, Ele (referent: defesa Leandro_Castán): 1, (tacit) ele/ela (referent: defesa Leandro_Castán): 1, Leandro_Castán: 1
5 Vasco 0 50 ORGANIZATION 3 o Vasco: 3
6 clube 0 0 NONE 3 o clube: 3
7 futebol 0 0 NONE 3 futebol brasileiro: 1, o futebol: 1, o futebol brasileiro: 1
8 ex-futebolista 0 160 NONE 2 um ex-futebolista brasileiro: 2
9 modelos 140 0 NONE 2 Modelos: 2
10 poder 100 0 NONE 2 o poder: 2