Por: SentiLecto

Alan Empereur jogou no clássico contra o Santos com uniforme escrito Emperuer às costas.Foi o quarto jogo de Alan Empereur pelo Palmeiras, porém pela primeira vez o central este no onze inicial, no empate, 2-2, contra o Santos, este sábado, na Vila Belmiro. Nos jogos anteriores, não houve problema com a grafia do nome dele na camisola.Empereur e não «Emperuer» foi uma indicação do técnico de Portugal Abel Ferreira para o Palmeiras. Aos 26 anos, pela primeira vez, joga por uma equipa brasileira. O desportista estava no Hellas Verona, da Itália.

Num jogo muito agitado, Santos e Palmeiras empataram, 2-2, este sábado, na Vila Belmiro, pela 24ª jornada do campeonato de Brasil. O técnico de Portugal Abel Ferreira não pôde estar presente no estádio por ter testado positivo à covid-19. O adjunto Vítor Castanheira comandou a equipa.O empate conservou Palmeiras e Santos com a mesma pontuação no Brasileirão: ambos agora têm 38 pontos. Com um jogo a menos, a equipa de Abel Ferreira leva benefício no saldo de golos e ocupa o quarto lugar da classificação, enquanto o Peixe vem logo de seguida, em 5º.Diego Pituca, aos 28 minutos, abriu o marcador para o Santos, no primeiro tempo. Mas, no segundo, Willian e Raphael Veiga chegaram a dar a reviravolta ao Palmeiras, aos 55 e 63 minutos, respectivamente. Marinho, entretanto, devolveu o empate para o Santos aos 71.O Palmeiras volta a jogar na próxima quarta-feira, contra o Libertad, no Paraguai, para a Taça Libertadores da América. O Santos, por sua vez, vai jogar na quinta-feira, pela mesma competição, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Na terça-feira 10 de novembro natural de Amarante, treinador de 41 anos foi campeão regional pela equipa do Salgueiro AC e praticamente garantiu a qualificação antecipada para o segundo período da Série D do BrasileirãoLonge dos principais holofotes dos media, um treinador de Portugal tem vindo a acumular bons resultados no Brasil. À frente do Salgueiro AC, equipa da cidade do mesmo nome, no interior do estado de Pernambuco , Daniel Neri Marinho praticamente garantiu já a qualificação para a segunda período da Série D do Campeonato Brasileiro, quando ainda faltam três jornadas.Campeão regional e virtualmente qualificado, técnico de Portugal Daniel Neri ganhava projeção no BrasilVice-líder do Grupo A3 do nacional, a equipa vinha embalada pela conquista de um título inédito: pela primeira vez em 105 anos, um clube fora da capital , conseguiu ser campeã e quebrar a hegemonia das principais equipas da região.Foi a primeira vez que um treinador europeu conquistou o campeonato de Pernambuco, estado tradicional do futebol brasileiro que atualmente tem uma equipa na Série A , além dos não menos tradicionais Náutico e Santa Cruz – este último, adversário da decisão nos penáltis. «Os campeonatos estaduais aqui no Brasil eram centenários. eram competições anteriores aos nacionais pela dimensão do país. Quem era europeu não compreendia a dinâmica, a grande rivalidade dentro dos estados», contava Daniel Neri Marinho, já plenamente ajustado ao país.O percurso para a conquista do primeiro título da carreira não foi simples. Em Portugal, o treinador teve somente experiências na formação do Progresso e do Dragon Force, ligado ao FC Porto. «Trabalhei por seis anos em cada um deles. O primeiro era uma equipa simples. No Dragon, eu fui treinador, coordenador e também estive na delegação de scouting observando jogadores internacionais, principalmente os brasileiros», declarou.Faz 7 anos, Daniel Neri chegou em o Brasil. Revelou: «Sempre gostei do Brasil e recebi uma chance para trabalhar e resolvi ir». Foi, então, treinar de sub-17 e sub-20 do Porto, de Caruaru . Para o Sport Recife, onde também treinou as equipas sub-17 e, em seguida, a de sub-20, se o contratou em destaque. Campeão estadual nas categorias de base da equipa da capital, chegou a ser ponderado para o profissional, mas a sondagem não prosperou.Faz 2 anos, teve uma curta passagem por a equipa principal de o Flamengo, não o famoso de o Rio de Janeira em que o » mister » Jorge Jesus foi multicampeão, em 2018, mas o primo menos conhecido, do interior de Pernambuco. Decepcionado com a falta de estrutura para trabalhar, não ficou muito tempo. Faz 8 meses, de o ano seguinte, chegou a o Salgueiro, onde estava até agora, em abril. Classificou a equipa para o segundo período da Série D, mas acabou amargando a eliminação no primeiro «mata-mata».Neste ano, o treinador adicionava 60,6% de aproveitamento na mesma Série D, com 5 triunfos, 5 empates e somente uma derrota em 11 jogos. Vice-líder do Grupo A3 com 20 pontos, o Salgueiro só deixaria a qualificação fugir se perder todos os jogos restantes e os oponentes conseguirem Sucesso máximo. Uma combinação improvável.No próximo sábado, podia garantir a qualificação ao enfrentar o líder, o América, de Natal. Ao todo, eram 64 equipas na última divisão nacional, das quais somente quatro conseguiriam o acesso para a Série C em 2021. » era mesmo uma competição bastante difícil e à medida v vaiavançando, v vaificando mais ainda. O próximo período era ‘mata-mata’ e isso trazia um grau de obstáculo aumentado. estávamo confiantes, mas há um longo percurso», alegou Neri.»Agora, outros que chegaram, esperava que tenham boa sorte. O futebol aqui era difícil, não era igual ao português ou o europeu. O calendário era diferente, há o estadual antes da competição nacional»Portugueses em alta no Brasil?Além de Daniel Neri, outros dois treinadores de Portugal treinavam clubes nacionais atualmente. Abel Ferreira, no Palmeiras, e Ricardo Sá Pinto, no Vasco. Na esteira do êxito obtido pelo técnico Jorge Jesus no Flamengo, vieram ainda Augusto Inácio, no Avaí, e Jesualdo Ferreira, no Santos. Se demitiu ambos já e tiveram uma passagem curta por o futebol de Brasil. Não em vão, o treinador de Amarnath fazia uma análise fria da realidade dos treinadores estrangeiros no Brasil.»Este momento em alta dos portugueses de que falavam foi somente do Jorge Jesus, no Flamengo, e o meu trabalho aqui com o título no Salgueiro. Ele foi único até agora… E eu. Os demais passaram por aqui somente. Agora, outros que chegaram, esperava que tenham boa sorte. O futebol aqui era difícil, não era igual ao português ou o europeu. O calendário era diferente, há o estadual antes da competição nacional e ligavam-se umas nas outras. Quem tem habilidade de ganhar jogos e títulos vai ficando na posição. Quem não…», detalhou o treinador.»Eu desejava bastante voltar, era um objetivo que tenho. estava a trabalhar aqui, conquistei meu primeiro título profissional e vou combater para subir mais»» desejava bastante voltar a Portugal»Após o título com o Salgueiro, Daniel Neri tornou-se famoso a nível nacional. Deu vislumbradas para várias emissoras nacionais, jornais, rádios. Ganhou os seus minutos de celebridade. Não em vão, recebeu algumas sondagens para deixar a equipa da Série D. Optou, porém, por seguir firme no trabalho que lhe tem dado projeção. «O que tive jamais foi nada concreto e que me tirasse daqui. quando se tem maus momentos o treinador sem história era, vinha desenvolvendo um trabalho forte, sólido, consolidado, com paciência porque questionado. Mas conseguíamo conservar uma base, os jogadores ficaram após o título e desejávamo subir para a Série C», declarou Neri.Questionado sobre os planos para o futuro na carreira, o treinador alegou que sonhava em voltar um dia para trabalhar em uma grande equipa de Portugal. «Eu desejava bastante voltar, era um objetivo que tenho. estava a trabalhar aqui, conquistei meu primeiro título profissional e vou combater para subir mais, conseguir espaço em outras equipas das séries A ou B e tentar ligar-me ao futebol europeu, não só de Portugal. era a visão que tenho da minha carreira, sem pressa. estava a trabalhar aqui e a pensar aqui. O que estava fazendo era o que construirá o meu futuro e assinalar o que temos a projetar na carreira», concluiu.

Alan Pereira Empereur é um futebolista de Brasilde Brasil que joga como zagueiro e lateral-esquerdo.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Italy, Brazil

Cities: Verona

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Palmeiras erra nome na camisola de defesa-central
>>>>>Sem Abel Ferreira, Palmeiras empata com o Santos no Brasileirão – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 332 70 NONE 21 (tacit) eu: 16, eu: 2, Eu: 2, me: 1
2 Daniel Neri 40 0 PERSON 10 Daniel_Neri_Marinho: 1, Neri: 2, (tacit) ele/ela (referent: Daniel_Neri): 3, Daniel_Neri: 4
3 treinador 205 175 NONE 9 o treinador: 5, um treinador português: 1, o treinador amarantino: 1, um treinador europeu: 1, treinador: 1
4 título 120 0 NONE 5 o título: 3, meu primeiro título profissional: 2
5 Salgueiro 0 0 ORGANIZATION 5 Ele (referent: o Salgueiro): 1, o Salgueiro: 4
6 Santos 0 0 PERSON 5 o Santos: 4, O Santos: 1
7 o Brasil 0 0 PLACE 5 o Brasil: 5
8 trabalhar 0 0 NONE 5 trabalhar: 5
9 nós 50 0 NONE 4 (tacit) nós: 4
10 a visão 0 0 NONE 4 (tacit) ele/ela (referent: a visão): 4