Por: SentiLecto

Declarações do treinador do Portimonense, no final do encontro com o Vitória de Guimarães Jogo: «Nos últimos três quatro minutos cometemos alguns erros e não gostei nada. Entrámos bastante bem, com muito espaço pelos corredores e com muita torrente de jogo na área do Vitória, mas não concluímo bem, umas vezes por decidirmos mal no último passe. Houve passes a mais para trás e para o lado. Quando padecemo o golo, depois, vacilámos. Cometemos uma asneira que deu o autogolo. Na segunda parte, procurámos inverter a situação e o jogo teve somente sentido único.»Imaturidade: «às vezes, revelámos imaturidade, o que nos inquieta e o que nos tirou da Taça [de Portugal]. Não gostei nada, porque a vontade de ganhar não se pode sobrepor à inteligência. Acabámos por deixar partir o jogo e deixámos de ter o discernimento que tínhamo que ter tido.»Mercado: «O mês de mercado de transferências, como é óbvio, deixa o seu rasto, porque é natural que os jogadores, embora com grande entrega ao trabalho durante a semana, tendam a olhar para o seu futuro. Não é fácil e devia ser modificado. Trinta dias é um tempo demasiado largo.»

Declarações do treinador do Portimonense, no final do encontro com o Vitória de Guimarães Jogo: «As chances arriscadas do Vitória são depois do empate. O que revela imaturidade. Foi essa imaturidade que nos deixou fora da calicezito. Voltou a ocorrer hoje. Final, estávamos aqui a chorar, se o Vitória tem feito golo, agora no. Vamos ter de continuar a trabalhar. A entrada é bastante boa. O Vitória faz golo do nada. Estávamos à pdemandado golo. Não temos tido resultados bons em casa e começar a perder complicou. Não que não estivéssemos a fazer um bom jogo. Não fomos inteligentes a continuar a fazer aquilo que estávamos a fazer inicialmente. Estávamos a tardar bastante, com passes para o lado e para trás. Na segunda parte fomos atrás do perda. Fiz mudanças, tinha jogadores frescos no banco, mas com menos ritmo de jogo. A vontade de ganhar era tanta que quase colocávamos em causa o ponto. O que há a registar é o ponto. Temos benefício em relação ao triunfo, se disputarmos alguma coisa. Foi uma reação de desejar. Há três semanas que não treinamos. É continuar a olhar para o trabalho.»Triunfo em casa: «Vem a cabeça, quando se começa a perder: «bolas, vamos lá outra vez, em casa». Os desportistas entram sem pensar nisso, mas, depois, no final, fica um gosto amargo. Tivemos grande infelicidade. E houve a tal imaturidade, porque podíamos perder.»Ultimo terço: «Preocupa-me. Temos de ser mais lestos. Olhar para o trabalho e para os desportistas que temos.»

A imaturidade é uma norma comportamental ocasionada pela continuidade de um indivíduo em estágios anteriores de desenvolvimento intelectual, emocional ou moral.

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Portugal

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Paulo Sérgio critica duração do defeso: «Trinta dias é um tempo demasiado largo»
>>>>>Paulo Sérgio: «Se o Vitória tem feito golo, agora no final, estávamos aqui a chorar» – January 17, 2022 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 125 445 NONE 29 nos: 3, (tacit) nós: 26
2 mercado 40 52 NONE 5 (tacit) ele/ela (referent: Mercado): 5
3 imaturidade 0 160 NONE 4 tal imaturidade: 1, essa imaturidade: 2, A imaturidade: 1
4 eu 0 100 NONE 4 (tacit) eu: 4
5 imaturidade 0 140 PERSON 3 imaturidade: 2, (tacit) ele/ela (referent: imaturidade): 1
6 casa 0 0 NONE 3 casa: 3
7 final 0 165 NONE 2 final: 2
8 asneira 0 90 NONE 2 uma asneira: 2
9 jogadores 0 20 NONE 2 jogadores frescos: 1, os jogadores: 1
10 a vontade de ganhar era tanta 160 0 NONE 2 A vontade de ganhar era tanta: 2