Por: SentiLecto

Em novo episódio da série «Ironias do Destino», Pinto da Costa recua até ao primeiro tetracampeonato do FC Porto e recorda a saída de António Oliveira do comando técnico, por força de «um problema familiar grave».Primeiro tetracampeonato do FC Porto: «Pela primeira vez conseguíamos o ‘tetra’, depois de, no ano anterior, termos alcançado o primeiro ‘tri’. Foram dois anos bastante bons. Vencemos 3-2 ao Boavista, com a curiosidade de o primeiro golo ter sido marcado pelo Sérgio Conceição. Foi um jogo esplêndido, o Boavista empenhou-se ao máximo, como é normal, para tentar impedir os festejos. Foi emocionante, mas vencemos com toda a justiça. Foi um ano bastante bom porque depois viríamos a ganhar a Taça de Portugal.»Último jogo de António Oliveira: «Teve uma passagem brilhante, venceu dois campeonatos e uma Taça de Portugal. Contava que ele continuasse, tínhamos tudo combinado antes da penúltima jornada, fui até no autocarro a planear com ele a época seguinte, mas, entretanto, teve um problema familiar grave e pediu-me para o libertar. Perante o que me expôs, tive a necessidade não o obrigar a satisfazer o vocábulo, mas a passagem ficou marcada por duas épocas brilhantes.»Compreensão: «Tenho que respeitar, eu sempre tive o princípio de que treinadores, ou seja quem for, se não estiverem a 100% de espírito e coração com o papel que estão a desempenhar, então não rende. Entendi a situação, ele foi com a então sua então esposa ao meu salinha, expôs uma situação grave. Estava também presente o saudoso Reinaldo Teles e tivemos de entender a situação.»

Faz 25 anos, Presidente do FC Porto recuou em o 16º episódio de a série » Ironias do Destino «.Faz 25 anos, Pinto Da Costa recuou em o 16º episódio de a série » Ironias do Destino » para recordar o recorde de pontos em o período de grupos de a Liga dos Campeões, a afirmação de o símbolo azul e branco em a Europa e o » aparecimento » de uma nova estrela Mário Jardel. : Mário Jardel. Pinto Da Costa é presidente do FC Porto.Mário Jardel.»Fizemos uma Champions brilhante. No período de grupos fizemos 16 pontos, o que equivaleu a cinco triunfos e um empate. Houve um jogo que foi fundamental, foi a afirmação do FC Porto perante toda a Europa, um triunfo em Milão, em San Siro, um estádio dificílimo», iniciou por alegar o líder máximo dos dragões, lembrando depois a grande exposição de Jardel.»Vencemos por 3-2 e coincidiu com a aparecimento de uma nova estrela do futebol europeu e global, o Jardel. Não jogou de começo, entrou já na segunda parte e fez dois golos que nos deram o triunfo. Espantou todo o mundo do futebol. Foi o lançamento para esse período de grupos brilhante. A mim não me espantou porque conhecia o Jardel, via-o a treinar a ser preparado, mas espantou o mundo do futebol que não o conhecia. Foi um fascínio total, esse ano foi bastante importante», continuou, para depois deduzi.»O Sérgio Conceição era jogador, estava nesse recorde de pontos que depois viria como treinador a equiparar.»Faz 24 anos, o primeiro tricampeonato de o FC Porto foi o mote para o episódio de a série » Ironias do Destino «. Para Pinto da Costa foi o «quebrar de um enguiço», porque «ocorria sempre alguma coisa» que impedia o tri.O tri que teimava em fugir: «Foi um ano bastante importante, sobretudo para as pessoas que tinham vivido a perda do primeiro tricampeonato, quando eu era diretor do futebol. Já tínhamos estado quatro vezes na beira de o conseguir, a primeira das quais foi uma irregularidade, perdemos o tri porque o Manaca fez um golo na própria baliza e, com o triunfo nesse jogo por 1-0, o Sporting alcançou o título e nós perdemos o primeiro tri. O Manaca é jogador do V. Guimarães.Consagração em Guimarães e a memória de Pedroto: «Ao vencermos em Guimarães foi a consagração. Era uma frustração, nós pensávamos que ocorria sempre alguma coisa e, no dia em que precisávamos de vencer para conquistar o tri, fizemos uma grande exposição. Vencemos 4-0 e finalmente quebrou-se o tri. Foi a rampa de lançamento para o penta, ainda hoje o único penta do futebol de Portugal. Se o sonegou com esse autogolo, foi quebrar o enguiço, era um desejo de José Maria Pedroto e que lhe. Para além da deleite, achei que estava ser dedicado à memória de quem não o tinha conseguido asomentepor um fator einsólito»Após o Braga-FC Porto da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, a 10 de fevereiro, Pinto da Costa fez críticas à arbitragem, o que mestimulouuma queixa da APAF. Se castigou o dirigente foi agora castigado com 21 dias de suspensão e uma multa de 612 euros.o Conselho de Disciplina da FPF castigou Pinto da Costa com 21 dias de suspensão e uma multa em o valor de 612 euros , devido a um processo disciplinar estimulado por uma queixa de a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol , depois de a primeira mão de a meia-final de a Taça de Portugal entre os dragões e o Braga. Pinto da Costa é presidente do FC Porto.Depois do jogo , a 10 de fevereiro, o líder dos azuis e brancos teceu críticas à arbitragem, com destaque para o VAR Hugo Miguel.O Conselho de Disciplina considerou que Pinto da Costa usou um «tom notoriamente intimidatório e ameaçador, propalando que a ‘paz no futebol’ está dependente de não ‘brincarem’ e ‘provocarem’ a equipa e a sociedade anónima esportiva a que o arguido se encontra associado». «Tais expressões vão bastante além da mera crítica à arbitragem ou à oocomportamentou deresoluçõese qualquer órgão social da FPF, pois concluem não só um juízo difamatório e depreciativo, além de intimidatório, que viola a dignidade e a honra profissionais dos visados, mas também a seriedade a credibilidade e a lisura da competição esportiva, pelo que tais declarações não se afiguram cobertas pelo exercício de qualquer direito, incluindo o exercício da liberdade de expressão», lê-se ainda no acórdão. A seriedade é a Moralidade.A partida em causa, refira-se, ficou marcada por uma expulsão de Luis Díaz, após um lance com David Carmo. Mais tarde, Uribe foi também expulso na sequência de um desentendimento com Ricardo Esgaio e André Horta.Lembre o que declarou Pinto da Costa:»Basta. Nós vamos declarar aqui solenemente: basta. Desejamo paz no futebol, mas não provoquem mais, não brinquem mais com o esforço dos jogadores, do treinador e dos adeptos do FC Porto. Pedido à serenidade, mas volto a declarar basta. Não temos Secretário de Estado do Desporto, não posso apelar ao governo, porque faleceu, caminha morto, desertou, não vale a pena fazer pedido ao que não existe. Deixo aqui um aviso, basta. Basta e ninguém nos vergará», referiu.»Não nos vergarão, não vão. Desejava somente falar em factos, não em intenções, e recordar o seguinte: o senhor Hugo Miguel foi o VAR de hoje e foi o VAR do jogo entre o FC Porto e o Benfica, que também teve, precisamente, o mesmo Juiz de hoje. Ele interveio para pedir um vermelho, quando mostraram amarelo ao Taremi. Para todas as agressões que houve nesse jogo, e que nós temos mostrado e vamos continuar a mostrar, ele não chamou a atenção para nenhuma. Hoje voltou a chamar a atenção para um lance perfeitamente casual e não chamou para jogadas bem mais arriscadas que ocorreram aqui», criticou.»Na final da Taça da Liga, quando um jogador do Sporting atingiu um do Braga nas partes baixas e levou amarelo, ele não interveio. São muitos falhanços, demasiados falhanços para estarmos sempre a levar com este VAR. O que se passou hoje, analisem bem. Analisem as jogadas que houve e vejam a dualidade de critérios. Uma expulsão [n.d.r do Uribe] que toda a gente viu que não podia vir sozinho para a rua, mas ele não viu, nem o VAR interveio», adicionou.

Na quinta-feira 24 de junho presidente do FC Porto lembrou o processo de contratação do central de Brasil, que encarnou o clube durante 11 épocas.Faz 31 anos, quando Pinto da Costa contratou aquele, centrou se transmitido dpelo Porto Canal o nono episódio de a série » Ironias do Destino «, que ainda era o jogador estrangeiro com mais jogos realizados por o FC Porto : Aloísio.»Ele estava no Barcelona e um empresário meu amigo, que felizmente estava vivo e bem de saúde, o Josep Maria Minguella, falou-me no Aloísio e que ele encaixava bem no FC Porto. Marcou uma reunião com o Barcelona para um dia ao meio-dia, mas na véspera, à tarde, ligou-me e ddeclaroume que era melhor ir de manhã, porque às 16h00 horas ia iaá o Nantes para levar o Aloísio», coiniciouor contar o presidente dos dragões, que à pressa tevdeveu arranjarm voo direto» para a capital da Catalunha para fechar o brasileiro.»A proposta que o Aloísio tinha do Nantes era superior à nossa, mas ele optou por vir para o FC Porto, onde fez uma grande carreira e ainda tem uma grande ligação ao FC Porto», alegou Pinto da Costa. «Ele foi um jogador marcante no FC Porto. Não era por acaso que estava no museu, na melhor equipa de sempre do clube, eleita pelos sócios. Jogou dez anos sempre como titular, com uma regularidade fantástica. era um jogador de equipa e de grande eficiência», elogiou.

António Luís Alves Ribeiro de Oliveira é um ex-jogador e treinador de futebol português, treinador da Selecção Portuguesa de Futebol entre 1994-1996 e 2000-2002.

A compreensão é um processo psicológico que menciona o entendimento da significação de algo.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Porto

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Pinto da Costa, o primeiro «tetra» e António Oliveira: «Duas épocas brilhantes»
>>>>>Pinto da Costa e um jogo «fundamental para a afirmação do FC Porto na Europa» – July 05, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Pinto da Costa lembra 5-0 ao Benfica na Supertaça de 1996: «Vá ao balneário…» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>Pinto da Costa, a memória de Pedroto e o tri: «Acontecia sempre alguma coisa…» – July 05, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Dia de análises no FC Porto: veja as imagens divulgadas pelos dragões – July 03, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Esteve para ser o primeiro cubano do FC Porto, não veio, mas indicou Quintana – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>FC Porto anuncia renovação do capitão: «Esta será sempre a minha primeira casa» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Exclusivo Grujic firme nos planos do FC Porto: negociações com Liverpool vão continuar – (ojogo-pt)
>>>>>Pinto da Costa suspenso 21 dias devido a declarações sobre arbitragem – July 05, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 30 120 NONE 27 (tacit) eu: 19, me: 6, eu: 1, mim: 1
2 nós 625 80 NONE 25 Nós: 1, nos: 3, nós: 2, (tacit) nós: 19
3 da Pinto Costa 0 30 PERSON 12 (tacit) ele/ela (referent: Pinto_da_Costa): 2, Ele (referent: Pinto_da_Costa): 1, Pinto_da_Costa (apposition: presidente de o FC_Porto): 1, Pinto_Da_Costa (apposition: presidente de o FC_Porto): 1, Pinto_da_Costa: 7
4 jogo 260 0 NONE 6 um jogo magnífico: 1, esse jogo: 2, o jogo: 1, um jogo: 2
5 António Oliveira 80 0 PERSON 6 o (referent: António_Oliveira): 1, ele (referent: António_Oliveira): 1, (tacit) ele/ela (referent: António_Oliveira): 4
6 o FC_Porto 0 0 PLACE 6 o FC_Porto: 6
7 Ironias_do_Destino 0 0 OTHER 5 Ironias_do_Destino: 5
8 Nantes 100 0 ORGANIZATION 4 o Nantes: 2, ele (referent: o Nantes): 1, (tacit) ele/ela (referent: o Nantes): 1
9 era 90 0 NONE 4 era jogador: 1, era: 2, era superior: 1
10 jogadas 0 0 NONE 4 as jogadas: 2, jogadas: 2