Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Rui Silva Berlin 2009-2

Na abertura da «main round», a Seleção Nacional, que perdeu pela primeira vez, com algum azar à mistura, uma vez que, no último suspiro, o remate de Rui Silva para o empate bateu no poste, espreitou empate nos instantes finais , mas so os nórdicos não percam mais pontos.Na, bola de Rui Silva foi ao postePortugal começou-se esta quarta-feira na «main round» do Campeonato do Mundo de andebol, com uma derrota frente à Noruega, por 28-29, ficando obrigado a ganhar à Suíça e França, caquele que tevai terido, ainda assim, um dos melhores jogos da equipa das Quinas e também um dos melhores do Mundial, a formação lude Lusakaoi obrigada a fazer várias recuperações, depois de ter estado, por várias vezes, com uma desvantagem de três golos.A superioridade dos noruegueses, que têm em Sander Sagosen a principal estrela e um saldo bastante favorável em confrontos com Portugal , chegou aos quatro golos a cerca de 18 minutos do fim.Foi aí que iniciou uma recuperação de Lusaka admirável e que merecia outro desfecho. Humberto Gomes brilhou com cinco defesas consecutivas e o selecionador Paulo Jorge Pereira arriscou tudo no 7×6 quase a faltarem 10 minutos.A seleção ainda chegou a estar na frente ao fim de muito tempo , mas o confronto decidiu-se com dois remates falhados e duas exclusões nos últimos seis minutos.Depois ainda houve a infelicidade da tentativa de Rui Silva, num empate que serviria bem os interesses da equipa nacional.Agora, após a primeira jornada, a França lidera com seis pontos, mais dois do que Noruega e Portugal e mais quatro do que Islândia e Suíça, com a Argélia ainda a zero.

Já apurado para o próximo período, Portugal defronta, às 17h00 desta segunda-feira, a Argélia no último jogo do Grupo F do Mundial de Andebol.Portugal mede forças com a Argélia nesta segunda-feira no último jogo do Grupo F do Mundial de Andebol, que se disputa no Egito. A seleção de Portugal já fruto de duas triunfos foi apurado para o próximo período, frente a Islândia e Marrocos.De fora dos convidados para o duelo de hoje, ficaram Gustavo Capdeville, Luís Frade, Daymaro Salina e Diogo Silva. A grande novidade nos eleitos de Paulo Jorge Pereira é a chamada, pela primeira vez, do lateral esquerdo Alexandre Cavalcanti.Cheque os 16 convidados:Alfredo Quintana, Humberto Gomes, Pedro Portela, Gilberto Duarte, Vitor Iturriza, João Ferraz, Miguel Martins, Bélone Moreira, Rui Silva, Alexis Borges, Diogo Branquinho, Alexandre Cavalcanti, António Areia, André Gomes, Leonel Fernandes e Fábio Magalhães.O selecionador nacional antecipou o jogo com a Noruega, o primeiro do main round do Mundial, competição que se disputa até dia 31 no Egito.Portugal, que venceu Islândia, Marrocos e Argélia, no período preliminar do Mundial do Egito, estreia-se já esta quarta-feira com a Noruega no main round, no qual vai ter ainda pela frente Suíça e França.Paulo Jorge Pereira antecipa um «jogo difícil» com a seleção nórdica, terceira classificada no Europeu de 2020 e uma das mais cotadas nesta competição. Paulo Jorge Pereira é o selecionador nacional.»Pode ter uma significação especial, porque talvez seja o jogo teoricamente mais difícil deste grupo, mas também pode ser a solução para passar àofperíodoseguinte. Embora a gente saiba que vamos jogar, estamos preparados para acatar o jogo e para vencer contra uma das melhores seleções do mundo. Temos os pés bem assentes no chão, no entanto desejamo ganhar», adiantou o treinador.»Este jogo para a Noruega é decisivo. Se perderem connosco, ficam atrás de nós já. Para eles, é um jogo de altíssimo risco, para nos é um jogo em que, fica tudo em aberto, se não ganharmos. Mas ​​​​​​​tudo vamo fazer para ganhar e continuar a sonhar», adicionou.Depois da Noruega, segue-se a Suíça, que Paulo Jorge Pereira considera «estar a jogar bem» e depois França., uma equipa que Portugal conhece bem e para a qual o selecionador olha com todas as precauções: «Há um histórico entre nós: em três jogos, perderam dois. Mas a França é sempre a França e confirmou-o, ganhando à Noruega. Agora, o histórico pode espicaçar os ânimos de Francia, estão aqui afeições em jogo. Eles desejam mostrar que são melhores. Mas não sei, quando chegarmos a esse jogo qual vai ser a situação: se vai ser de tudo ou nada… não sabemos, são jogos diferentes.»Declarações de Alexandre Cavalcanti, lateral da seleção de Portugal, após o triunfo sobre a Argélia no Mundial. O jogador fez já a antevisão ao duelo seguinte, com a Noruega.Próximo passo: «Estamos todos bastante contentes pelos resultados. Três jogos e três triunfos importantíssimos. O jogo de hoje era especial, porque o main round já comçeava hoje e conseguimos levar os dois pontos. A equipa está bem, estimulada para ir o mais longe possível. E penso que está preparada para enfrentar estes jogos que se seguem. Temos de entrar em cada jogo como se fosse o último.»Defrontar a Noruega: «Até agora só pensámos nestes três jogos. Acho que isto é uma maratona, devemo ir pouco a pouco, jogo a jogo. A partir de agora devemo pensar mais na Noruega, mas será um excelente jogo de andebol e temos característica e habilidade suficientes para ganhar.»Argélia: «Sabíamos que ia ser um jogo difícil, como todos os do Mundial. A Argélia tem uma excelente equipa, mas o importante foi termos ganhado. Agora, no main round, é o tudo ou nada. Temo que entrar focados. A equipa tem estado a jogar bem e é só conservar o que temos trabalhado.»Luta pelas medalhas: «Acho que devemo ter essa pretensão. Portugal tem uma equipa de imensa característica e está aqui para combater pelas medalhas. Vamos combater até ao fim.»

Na quarta-feira 13 de janeiro Dos 20 jogadores que Paulo Jorge Pereira levou para o Campeonato do Mundo Egito, cinco estavam entre os 30 mais internacionais de sempre do andebol portuguêsFábio Magalhães, lateral esquerdo de 32 anos, era o jogador mais internacional de sempre em atividade e estava entre os 30 desportistas com mais jogos internacionais do andebol português.Para além do meia-distância do FC Porto, que é o terceiro mais de sempre – tem 242 jogos e é somente ssuperado por Eduardo Filipe e Carlos Resende, com 271 e 253, respetivamente – outros quatro chamados ao Mundial por Paulo Jorge Pereira já se encontram nessa elite.O ponta esquerda Pedro Portela e o central Rui Silva têm o mesmo número de partidas com a camisola das Quinas e já eram os oitavos e nonos de sempre.Depois, mais para o fim, ainda aparecia o lateral direito João Ferraz , na 24.ª posição, com um total de 147 encontros, e, em 29.º, o «azarado» – falhou o Europeu do ano passado devido a lesão – Gilberto Duarte, do Montpllier, de França, que totaliza 139 jogos.Eis a lista dos 30 mais.Jogador – Tot – AA – BB – Jun. – Juv. – Golos – AA1.º Eduardo Filipe – 271 – 202 – 6 – 46 – 17 – 6582.º Carlos Resende – 253 – 232 – 3 – 18 – 13493.º Fábio Magalhães – 242 – 141 – 101 – 2924.º Carlos Galambas – 213 – 186 – 27 – 2735.º Ricardo Costa – 210 – 147 – 3 – 58 – 2 – 3996.º David Tavares – 207 – 149 – 7 – 50 – 1 – 4707.º Tiago Rocha – 195 – 136 – 59 – 3558.º Pedro Portela – 194 – 92 – 102 – 3039.º Rui Silva – 194 – 82 – 96 – 16 – 13110.º Luís Gomes – 192 – 167 – 5 – 20 – 30611.º Sérgio Morgado – 190 – 127 – 6 – 40 – 1712.º José Costa – 185 – 100 – 85 – 19413.º Hugo Figueira – 185 – 137 – 6 – 42 – 414.º Rui Almeida – 179 – 146 – 5 – 28 – 23415.º Carlos Carneiro – 173 – 109 – 7 – 57 – 31316.º Ricardo Andorinho – 165 – 98 – 3 – 62 – 2 – 30817.º Carlos Matos – 164 – 70 – 70 – 24 – 8618.º Álvaro Rodrigues – 158 – 83 – 7 – 67 – 1 – 13919.º Inácio Carmo – 156 – 126 – 5 – 25 – 23320.º Cláudio Pedroso – 156 – 71 – 3 – 70 – 12 – 17421.º Filipe Cruz – 151 – 150 – 1 – 47222.º Paulo Faria – 150 – 118 – 3 – 29 – 15723.º Pedro Solha – 149 – 110 – 4 – 35 – 34324.º João Ferraz – 147 – 80 – 60 – 7 – 15425.º Armando Pires – 143 – 126 – 17 – 29126.º João Lopes – 142 – 133 – 6 – 3 – ? – 4827.º Carlos Ferreira – 141 – 133 – 2 – 6 – ? -28.º Rui Rocha – 141 – 136 – 1 – 4 – ? – 29229.º Gilberto Duarte – 139 – 93 – 0 – 47 – ? – 28830.º Miguel Fernandes – 131 – 121 – 1 – 9 – ? –

Rui Manuel Monteiro da Silva CvIH • ComIH é um desportista de Portugal designadamente os 1500 e os 3000 metros. Um desportista de Portugal é expert em meio fundo.

Seleção Brasileira de Voleibol Feminino é a seleção nacional feminina de voleibol brasileira.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Portugal, Iceland, Norway, Brazil, Algeria

Cities: Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Portugal bateu o pé à Noruega, mas não evitou a primeira derrota no Mundial
>>>>>Confira os 16 convocados de Paulo Jorge Pereira para o Portugal-Argélia – January 18, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>Paulo Jorge Pereira: «Noruega pode ter um significado especial» – (ojogo-pt)
>>>>>»Portugal tem imensa qualidade e está aqui para lutar pelas medalhas» – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 240 0 NONE 19 nós: 1, (tacit) nós: 18
2 Portugal 400 0 PLACE 9 (tacit) ele/ela (referent: Portugal): 2, Portugal: 7
3 jogo 0 100 NONE 8 um jogo difícil: 2, esse jogo: 1, o jogo: 1, Este jogo: 1, jogo: 3
4 jogos 100 0 NONE 7 três jogos: 1, 139 jogos: 1, estes três jogos: 1, jogos diferentes: 1, 242 jogos: 1, estes jogos: 1, os melhores jogos: 1
5 a Noruega 0 0 PLACE 7 a Noruega: 7
6 equipa 140 0 NONE 6 uma equipa: 2, A equipa: 2, a equipa: 1, uma excelente equipa: 1
7 a Argélia 100 0 PLACE 6 Argélia: 1, A Argélia: 1, a Argélia: 4
8 round 0 0 NONE 6 round: 6
9 França 0 0 PLACE 5 a França: 3, (tacit) ele/ela (referent: a França): 1, França: 1
10 eu 0 0 NONE 5 (tacit) eu: 5