Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Pedro Proença

Pedro Proença, presidente da Liga, acredita no retorno do público aos estádios ainda no decorrer da atual temporada.O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional acredita que os espectadores poderão retornar aos estádios das competições profissionais ainda esta época, exigindo «equidade relativamente a todas as outras atividades».Em declarações à agência Lusa, Pedro Proença ressalvou que serão «as métricas e a evolução da [pandemia de] covid-19 a imencionaro cpercurso. «É evidente que é a nossa vontade e trabalhámos ao longo desta mesma época para que o público pudesse depressa voltar aos espetáculos. Percebemos que isso ocorrerá de uma maneira transversal. Obviamente, aquilo que o futebol exige é uma equidade relativamente a todas as outras atividades», alegou.O presidente da LPFP assumiu a responsabilidade pela defesa da saúde pública, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, reiterando a necessidade de defender a economia dos eacontecimentose do futebol profissional.»Eu teria esperança e tenho esperança de que, assim que consigamos também resolver este processo da pandemia que nos tem assolado, e se depressa chegarmos à imunidade de grupo, seja possível esta época. E faço-o com grande fervor, que ainda esta época possamos ter público nas bancadas, porque é para isso que nós aqui estamos, para dar essa satisfação relativamente aos adeptos», referiu.Aquela é uma das preocupações da Associação das Ligas Europeias , organismo para o qual Proença foi reeleito para a direção, juntamente com representantes dos principais campeonatos de Inglaterra, Espanha, França, Alemanha e Itália.»É uma vontade coletiva e transversal. Não faz sentido ter um desporto que não seja para dar boas experiências àqueles que o consomem e isso é o público. É completamente diferente ver um espetáculo esportivo na TV do que estar de maneira presencial», vincou.Proença lamentou que a disputa de jogos à porta fechada, devido à pandemia, tenha trfrear «trabalho de fundo de levar novamente as famílias aos jogos».»Temos a esperança que depressa possamos voltar a fazer do futebol uma celebração, uma celebração de inclusão, onde todos possamos estar e em que todos nos possamos divertir», rematou.

O período de grupos disputa-se entre 24 e 31 de março de 2021;O Campeonato da Europa de Sub-21 de 2021 disputa-se a partir desta quarta-feira e um formato e calendário únicos. Ou seja, o período de grupos e a período a suprimi, realizam-se separadamente.O período de grupos disputa-se entre 24 e 31 de março de 2021; os ganhadores e os segundos classificados apuram-se para um período a suprimi com oito equipas, a realizar entre 31 de maio e 6 de junho deste ano.Grupo AEspanha

Na sexta-feira 19 de março presidente da Liga vincava que o organismo não aceitará «tratamento discriminatório» em relação a outros sectores de atividade.O presidente da Liga Portugal assumiu-se inconformado com a discriminação da modalidade no plano de desconfinamento rostito à pandemia de covid-19. pedrava Proença assumiu a surpresa com a interdição de retorno do público aos estádios até maio, segundo uma fonte do Governo mencionada pelo jornal Expresso.»Fomos assombrados com a notícia que dava conta de uma afirmada resolução do governo de impedir a presença de público nos acontecimentos esportivos, até maio», admitiu Pedro Proença. Faz 15 dias, em declarações em a Lusa, o presidente de a Liga lembrou o agendamento de o plano de desconfinamento, António Costa.Considerando que o plano de desconfinamento calculava a reabertura de salas de espetáculos para atividades culturais, como o cinema e o teatro, a partir de 19 de abril, e sendo também essa a data assinalada para o recomeçava de acontecimentos exteriores com lotações diminuídas era, para nós, expectável que o futebol profissional também tenha a chance de ter de volta os seus adeptos nessa mesma altura», frisou.O líder do organismo que tutelava o futebol profissional em Portugal relembrou a postura adotada desde o começo da pandemia, rejeitando exceções, mas apelando à igualdade de tratamentos.» seríamos sempre um exemplo de responsabilidade, como provámo aos longo do último ano, o futebol profissional jamais se colocaria como um problema para a saúde pública, não era, nem desejava ser, um regime de exceção. Nem para o bem nem para o mal. Coerência e equidade era o que se pedia», enfatizou. Por isso, Proença lamentou a discriminação.»Depois de todas as provas de conduta irrepreensível e exemplar dos nossos adeptos, no pontual retorno aos estádios que lhes se o concedeu , depois de todos os sacrifícios que temos feito e todas as obstáculos que estávamo a ultrapassar, sem qualquer suporte governativo, não aceitaríamos que o futebol profissional volte a ser discriminado», vincou.Nesse sentido, assumiu o inconformismo com a discriminação, prometendo empenhar-se para modificar esta resolução.»Não nos conformaríamos com um tratamento discriminatório em relação aos demais espetáculos. E estaríamos, como com frequência, na linha da frente para combater pelos nossos direitos, pelos nossos adeptos, pelas nossas sociedades esportivas», rematou.Faz 10 meses, o Governo anunciou que a execução de acontecimentos exteriores com redução de lotação vai ser autorizada a partir de 19 de abril e, 15 dias depois, a 3 de maio, grandes acontecimentos exteriores com redução de lotação, em 11 de março.O Expresso noticiava que uma fonte do Governo deu conta ao jornal que, até ao fim deste fase de desconfinamento, acontecimentos como o Grande Prémio de Fórmula 1 e a Liga NOS «não teriam público».

Pedro Proença Oliveira Alves Garcia é um ex-árbitro de futebol de Portugal e atual presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Itália ), oficialmente República Italiana, é uma república parlamentar unitária localizada no centro-sul da Europa.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Italy, United Kingdom, Brazil

Cities: Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>»Público nos estádios ainda esta época? É para isso que nós aqui estamos»
>>>>>Europeu de Sub-21: conheça os grupos, o formato e os estádios – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 169 100 NONE 19 nos: 3, nós: 2, (tacit) nós: 14
2 Pedro Proença 80 115 PERSON 15 Proença: 5, (tacit) ele/ela (referent: Pedro_Proença): 2, Proença_Oliveira_Alves_Garcia: 1, Pedro_Proença: 1, (tacit) ele (referent: Proença): 1, (tacit) ele/ela (referent: Proença): 5
3 eu 275 60 NONE 8 (tacit) eu: 7, Eu: 1
4 futebol 300 0 NONE 7 o futebol: 2, o futebol profissional: 5
5 pandemia 0 235 NONE 4 a pandemia provocada: 1, a pandemia: 1, a pandemia de covid-19: 1, pandemia: 1
6 esperança 378 0 NONE 4 a esperança: 2, esperança: 2
7 eventos 50 0 NONE 3 eventos: 1, eventos exteriores: 1, grandes eventos exteriores: 1
8 Expresso 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: O Expresso): 1, O Expresso: 1, o jornal Expresso: 1
9 atividades 0 0 NONE 3 atividades: 2, atividades culturais: 1
10 estádios 0 0 NONE 3 os estádios: 3