Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Red Bull ice

Em causa o acidente com Verstappen no Grande Prémio da Grã-Bretanha de Fórmula 1.A Federação Internacional do Automóvel recusou esta quinta-feira o pedido de revisão da Red Bull, que considerou insuficiente a punição imposta ao piloto Lewis Hamilton , após colidir com Verstappen no Grande Prémio da Grã-Bretanha de Fórmula 1.O piloto dos Países Baixos, que liderava no momento do acidente à entrada da segunda volta, spadeceuum iefeitode 51 G e fse o levou a uumahclínicalocal para ocomentários comissários da corrida sancionaram, na altura, o campeão global em título em dez segundos, um «castigo» que não impediu o britânico de triunfar perante o seu público.A marca de Australiade Australia, que requereu uma revisão da sanção na terça-feira, acabou por «não fornecer nenhum elemento novo, expressivo e pertinente», que pudesse justificar uma mudança na resolução tomada durante a corrida, segundo mencionou a FIA, com base no código esportivo internacional.Após conhecida a resolução do organismo, a marca de Alemania deixou duras críticas aos culpados da Red Bull, que «tentaram manchar» o nome do piloto britânico.Mercedes, em comunicado escreveu: «Além de concluir este incidente, esperamos que esta resolução marque o fim de uma tentativa concertada da gestão da Red Bull Racing de manchar o nome de Lewis Hamilton e a integridade esportiva, inclusive em documentos mandados para a sua solicitação malsucedida».Com a vitória alcançada em casa, o 99.º da carreira, Lewis Hamilton encurtou para oito pontos a distância para o líder do campeonato, o de Holguín Max Verstappen.

Piloto britânico conserva a dianteira numa classificação cujo comando assumiu em 2014 – ano em que ultrapassou Alonso – para não mais o largar. Espanhol voltou à F1 e é o terceiro mais bem pago.Em 2021, Lewis Hamilton volta ser o piloto mais bem pago da Fórmula 1, algo que sucede consecutivamente desde 2014, mas a notícia não é somente essa, pois de acordo com os valores divulgados pela revista financeira «Forbes», deixa toda a concorrência a larga distância, incluindo os dois ocupantes imediatos deste top-10, Max Verstappen e Fernando Alonso .O britânico que já se sagrou campeão global por sete vezes terá que arrecadar um total próximo aos 53 milhões de euros, orçamento suportado em grande medida no salário de 47 milhões de euros anuais, consequência da renovação contratual com a Mercedes. No começo do mês, piloto e equipa assinaram novo vínculo que vai valer a Hamilton 140 milhões de euros por esta temporada e as duas seguintes.Os ganhos anunciados pela Forbes baseiam-se não só nos salários dos pilotos mas também nas projeções de resultados, daí que se os atribua a Lewis Hamilton, segundo classificado de o Mundial, seis milhões de euros em bónus, abaixo dos 14,5 milhões de o de Holguín Verstappen, líder de a classificação. A diferença é, no entanto, exclusivamente de oito pontos a 12 corridas do fim, mas as previsões deixam o britânico da Mercedes aquém dos 56 milhões de euros que arrecadou no ano passado.Heptacampeão global mais do que duplica o salário do segundo mais bem pago, Verstappen, atual líder do campeonatoO terceiro posto de Fernando Alonso não deixa de ser admirável. O espanhol esteve dois anos ausente da Fórmula 1, competindo em diferentes categorias do automobilismo, como IndyCar, Mundial de Resistência ou Dakar, mas isso não foi dificuldade a que tivesse conseguido um grande contrato – superior a 21 milhões de euros – no ano de estreia da Alpine.Lembre-se que a Fórmula 1 passou a ter telhados orçamentais, numa tentativa de controlar os preços das escuderias e, também, de inseri um elemento de maior equilíbrio. Assim, para a temporada de 2021, esse limite orçamental é de 132 milhões de euros, mas este valor não inclui os salários dos pilotos, pelo que as equipas mais poderosas vão continuar a contar com os melhores. Em 1 ano, altura em que as normas mudarão e os carros padecerão mudanças importantes, o telhado baixo para os 117,5 milhões, a partir de 2022. O valor não afeta particularmente as equipas mais modestas mas sim as maiores, casos de Mercedes, Ferrari e Red Bull, cujo investimento estimado era de 400 milhões de euros.Faz 12 dias, Piloto da Mercedes provocou passado, a saída de o adversário de a Red Bull de a pista por força de um choque entre os monovolumes em solo inglêsNa ressaca de o acidente entre Hamilton e Verstappen em o GP da Grã-Bretanha que forçou a saída de o neerlandês de a pista,, em 18 de julho, Cristian Honer teceu críticas a o piloto britânico por ter celebrado o vitória Cristian Honer é o diretor-geral de a Red Bull., mas este veio garantir que o fez sem saber do estado do atual líder do Mundial da F1.»Não acredito que o nossa conduta tenha sido desrespeitoso. Uma coisa é saber e festejar, outra coisa é não saber. Eu não sabia [que Verstappen tinha ido para a clínica], mas era o grande prémio no meu país. Trabalhámos assombrosamente duro. Não esconderei as minhas afeições», alegou o piloto da Mercedes.O atual segundo classificado do Mundial de F1 assegurou que, no decurso dessa corrida, lhe declararam que Verstappen «estava bem» fisicamente e que só se apercebeu da ida do adversário para a clínica «nos meios de comunicação social». Hamilton enfatizou: «Nenhum de nós deseja ver outro piloto ferido ou em perigo».Faz 1 mês, o piloto britânico chocou com Max Verstappen, em o GP da Grã-Bretanha, em junho passado, e recebeu uma punição de dez segundos por isso, satisfeita nas ‘pugilismos’, que não o impediu de lograr 99.º vitória na carreira e encurtar para oito pontos a desvantagem para o neerlandês.O piloto dos Países Baixos ficou arredado da corrida em solo de Inglaterra ao padecer um forte efeito quando agilizava em primeiro lugar, de 51 G , e necessitou de, imediatamente, ir para a clínica. Não obstante as consequências, Hamilton frisou que «repetiria exatamente a manobra» em Copse.Os festejos do piloto da Mercedes, acontecidos no país-natal, foram depois considerados «desrespeitosos» por Cristian Honer, diretor-geral da Red Bull, assumindo-se «dececionado» com tal ato protagonizado pelo ganhador, pois a escuderia de Alemania já «sabia da hospitalização» de Max Verstappen.O piloto britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, e o de Alemania Sebastian Vettel, da Aston Martin, criticaram nesta quinta-feira o governo hungarozinho, pela lei que vincula homossexualidade a pedofilia e pelo plebiscito que o primeiro-ministro do país, Viktor Orban deseja realizar.

Na segunda-feira 19 de julho Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio da Grã-Bretanha de Fórmula 1, aproximando-se da liderança do holandês Max Verstappen , que se despistou após um toque entre os dois, que custou 10 segundos ao britânico.Toto Wolff comentou o acidente que envolveu Lewis Hamilton e Max Verstappen no período inicial do Grande Prémio da Grã-Bretanha, do Mundial de Fórmula 1. Toto Wolff é o diretor da escuderia Mercedes.»Sobre o acidente, comparava-o com uma dança de tango. Os dois estavam numa curva de alta velocidade sem ceder um centímetro sequer, então essas coisas desagradáveis acabavam por ocorrer. Mas, existia uma norma bem clara sobre isso.»»Se você era um piloto, podia ter uma perspetiva diferente dentro do carro, mas necessitava de compreender que se o eixo dianteiro estava no meio do carro, do lado de fora, estava alinhado corretamente. era um incidente que envolvia dois pilotos que estavam a ser competitivos.»questionou-se Wolff ainda sobre a resolução de os comissários de prova que castigaram Lewis Hamilton com 10 segundos. «Foi uma disputa por posição. Os dois estavam a competir bastante. Os comissários resolveram aplicar uma penalidade por causa de uma disputa de posição. Ou seja, pagávamo caro porque houve uma disputa de posições em alta velocidade.»

Red Bull é uma bebida energética vendida pela empresa de Australia Red Bull GmbH. A Red Bull se a inseriu em o mercado em 1987 e, desde então, vende mais de 5 bilhões de latas anualmente em mais de 140 países.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Red Bull vê recusado pedido de revisão à ppuniçãoimposta a Hamilton
>>>>>Lewis Hamilton lidera a corrida dos milhões – July 28, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>Hamilton recusa críticas por festejos após acidente com Verstappen: «Não vou esconder as emoções» – July 29, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Hamilton e Vettel criticam lei anti-LGBTI+ do governo da Hungria – July 29, 2021 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Max Verstappen 0 20 PERSON 14 (tacit) ele/ela (referent: Verstappen): 1, Verstappen: 6, (tacit) ele/ela (referent: o holandês Max_Verstappen): 2, o holandês Max_Verstappen: 2, Max_Verstappen: 2, o holandês Verstappen: 1
2 eu 50 0 NONE 10 (tacit) eu: 8, Eu: 2
3 euros 0 0 NONE 6 euros: 6
4 piloto 0 145 NONE 5 o piloto britânico: 2, um piloto: 1, outro piloto ferido: 1, Piloto britânico: 1
5 Lewis Hamilton 80 30 PERSON 5 o piloto Lewis_Hamilton: 1, Lewis_Hamilton: 4
6 acidente 0 0 NONE 5 o acidente: 5
7 britânico 0 0 NONE 4 o britânico: 2, O britânico: 2
8 o piloto de os países_baixos 80 225 NONE 3 O piloto de os Países_Baixos: 3
9 nós 0 80 NONE 3 (tacit) nós: 3
10 dois 0 12 NONE 3 os dois: 1, Os dois: 2