Por: SentiLecto

Português que dividiu o lugar com outros três jogadores, contabilizou mais uma pancada do que ganhador dinamarquês Marcus HelligkildeO golfista Ricardo Melo Gouveia, que concluiu, assim, a temporada com dois títulos no Challenge Tour, o Italian Challenge e o Made Esbjerg Challenge, atingindo os cinco na carreira, garantindo o acesso ao European Tour no próximo ano, concluiu, este domingo, empatado no segundo lugar da Grande Final do Challenge Tour, que decorreu no T-Golf & Country Club, em Maiorca, onde combatia pelo regulamento de número um no «ranking». Após a segunda jornada pouco assertiva no torneio reservado aos 45 primeiros da Corrida para Maiorca, Gouveia recuperou nos últimos 36 buracos, mas não foi o suficiente para superar o dinamarquês Marcus Helligkilde, que, apesar ter completado a última volta com uma pancada acima do Par 71, adicionou 276 shots e, além de vencer em Maiorca, conquistou o primeiro lugar do «ranking».O profissional da Quinta do Lago, por sua vez, contabilizou 277 pancadas , sete abaixo do Par, e dividiu o segundo lugar do leaderboard com mais três jogadores, os franceses Frederic Lacroix e Julien Brun e o de Alemania Yannick Paul.

Lidera boa estreia de golfistas profissionais portugueses na prova.Ricardo Santos foi o único profissional de Portugal a jogar abaixo do Par no Dom Pedro Victoria Golf Course, em Vilamoura, mas Vítor Lopes, Tomás Gouveia, Pedro Figueiredo e Filipe Lima também tiveram uma boa estreia no Portugal Masters.Num dia em que o sol brilhou e o vento soprou, o traçado de Par 71 e greens rápidos foi um desafio algo imprevisto para os 107 jogadores que estão a disputar a 15.ª edição do Portugal Masters, torneio do European Tour que decorre até domingo no Algarve, entre os quais seis portugueses.A armada nacional, ainda assim, não comprometeu as expectativas e conservou em aberto a manutenção em prova, que será decidida sexta-feira, dia de apurar os 65 melhores e empatados para os derradeiros 36 buracos.Faz 1 ano, em a primeira volta o melhor foi Ricardo Santos, o único português e, devido em a pandemia de covid-19.om um primeiro score de 70 pancadas, uma abaixo do Par, o de Algeria colocou-se na 31.ª posição do leaderboard, empatado, depois de anotar dois birdies nos buracos 2 e 12 e um bogey no 5.»Não tive grandes chances para birdie e as que tive concretizei. Cometi um erro no buraco 5, foi pena, mas acho que foi único durante a volta de hoje. No buraco 4 dei um bom drive, não executei o melhor shot ao green, fiz Par e no 5 acabei por fazer três putts para bogey. Tirando isso, não consegui ter muitas chances e a verdade é que os buracos mais difíceis estavam com vento contra, o que complica um bocado», comentou no final o jogador natural de Faro.Ricardo Santos chegou a estar com duas abaixo do Par até ao buraco 13, mas, ficou, apesar de ter perdido um shot «cumprido com o resultado» final e com a maneira como dirigiu o jogo, que o coloca dentro do cut provisório, fixado nas 72 pancadas .Não tão contentes quanto o algarvio, Vítor Lopes, Tomás Gouveia e Pedro Figueiredo, todos com o Par do campo no final dos 18 buracos, colocaram-se igualmente em boa posição para assegurar a permanência em prova.»Não foi um dia famoso, mas também não foi uma volta má. Estive muito consistente do tee ao green, falhei alguns putts, não fiz muitos birdies e fiz um microchip in [buraco 8]. Não concretizei bastante as chances, mas, ainda assim, acho que foi uma volta minimamente sólida e que me dá confiança para amanhã [sexta-feira]», alegou Figueiredo, que está a jogar no Victoria Golf Course pela manutenção no European Tour na próxima temporada.Além de reconhecer que, neste momento, «o maior desafio são os greens rápidos», Figueiredo está confiante numa boa exposição, na sexta-feira, para se colocar «em boa posição para o fim de semana.»Enquanto Vítor Lopes recordou que com o Par do campo «não fica fora da corrida, depois de um dia bastante sólido, mas em que podia ter feito melhor», Tomás Gouveia defendeu ter jogado «bem, especialmente nos 11 primeiros buracos».Perdido um bocadinho da confiança, o Par do campo não é mau, não compromete e uma boa volta sexta-feira permite continuar a jogar no fim de semana», adicionou o irmão mais novo de Ricardo Melo Gouveia esta semana, a grande final do Challenge Tour em Maiorca, apesar de ter «. O irmão mais novo de Ricardo Melo Gouveia é o grande ausente de Portugal do Portugal Masters, que está a jogar.Filipe Lima, por sua vez, está no limite do cut com 72 shots e, apesar ter jogado pouco esta época, confessou ter sentido «boas sensações» e feito «uma volta bastante sólida, só com dois erros», num dia em que o amador Pedro Clare Neves foi o menos contente entre os representantes nacionais, ao entregar um primeiro cartão com 78 pancadas .

Na sexta-feira 15 de outubro Português conseguiu uma vaga entre os 62 jogadores finaisRicardo Melo Gouveia qualificou-se para o período final do Emporda Challenge, torneio do Challenge Tour, que estava a decorrer no Emporda Golf, em Girona, ao passar o «cut» fixado nas três pancadas abaixo do Par.Segundo classificado na «Corrida para Maiorca», o «ranking» do Challenge Tour, Melo Gouveia completou a segunda volta com 68 pancadas, três abaixo do Par do campo, para garantir uma vaga entre os 62 jogadores que disputarão as últimas duas rondas do torneio de Espanha.Depois de satisfazer o Par do traçado na abertura, o jogador de Portugal, de 30 anos, assinou cinco «birdies» nos buracos um, sete, 11, 16 e 18 e um «duplo»bogey» no dois para contabilizar 139 «shots» e dividi a 44.ª posição do «leaderboard».Dos cinco líderes da véspera, somente o de Francia Julien Brun conseguiu conservar-se à frente e agora p partilhavao comando com o inglês Andrew Wilson, ambos com um total de 130 pancadas, 12 abaixo do Par do campo e duas de vbenefíciosobre o alemão Max Rotttluff.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ricardo Melo Gouveia foi o segundo melhor na Grande Final do Challenge Tour
>>>>>Portugal Masters: Ricardo Santos «satisfeito com o resultado» no arranque – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 140 192 NONE 17 (tacit) eu: 16, me: 1
2 Par 230 40 PERSON 13 Par: 4, (tacit) ele/ela (referent: Par): 1, (tacit) ele/ela (referent: o Par de o campo): 3, o Par de o campo: 3, Par de o campo: 2
3 Ricardo Santos 60 60 PERSON 7 (tacit) ele/ela (referent: Ricardo_Santos): 3, Ricardo_Santos: 3, o (referent: Ricardo_Santos): 1
4 volta 160 80 NONE 6 a primeira volta: 1, a volta: 1, uma boa volta: 1, uma volta minimamente sólida: 1, a segunda volta: 1, uma volta má: 1
5 Português 30 0 PLACE 5 (tacit) ele/ela (referent: Português): 2, Português: 3
6 jogadores 0 0 NONE 5 os 62 jogadores: 2, os 107 jogadores: 2, outros três jogadores: 1
7 pancadas 0 240 NONE 4 277 pancadas: 1, as 72 pancadas: 1, 68 pancadas: 1, 70 pancadas: 1
8 Ricardo Melo Gouveia 0 60 PERSON 4 finaisRicardo Melo_Gouveia: 1, Melo_Gouveia: 1, golfista Ricardo_Melo_Gouveia: 2
9 buracos 0 50 NONE 4 36 buracos: 1, os 11 primeiros buracos: 1, os buracos: 1, os buracos mais difíceis: 1
10 European Tour 20 0 ORGANIZATION 4 o European_Tour: 2, (tacit) ele/ela (referent: o European_Tour): 2