Por: SentiLecto

Treinador do Gil Vicente fez a antevisão da partida entre os galos e os minhotos.Ricardo Soares assumiu este sábadi que irá tentar «jogar olhos nos olhos com o Braga», no jogo da 32ª jornada da Liga NOS, marcado para domingo, nas 20h00, no Estádio Cidade de Barcelos. Ricardo Soares é o treinador do Gil Vicente.Faz 15 dias, icardo Soares, que falava em conferência de jornalismo de antevisão de a partida, teceu rasgados elogios a Carlos Carvalhal, considerando o de os melhores treinadores nacionais, declarando que o oponente é a » equipa » de Portugalde Portugal que mais posse de bola tem » «, não acreditando em facilitismos nem poupanças por parte do Braga, devido a o jogo de a final de a Taça de Portugal frente a o Benfica.O Gil Vicente vem de um triunfo na Madeira, enquanto o Braga já não vence, tendo atingido a marca dos 35 pontos há três jornadas.

Treinador foi especialmente duro aa pausa em relação aa conduta dos jogadores no jogo com o Paços e exigiu reação imediata.O pausa do duelo entre o Braga e o Paços de Ferreira, na quarta-feira, na Pedreira, foi especialmente duro para os jogadores.Segundo apurou O JOGO, Carlos Carvalhal deu um murro na mesa, desagradado com a conduta da equipa de Brasil, e puxou as orelhas aos jogadores, exigindo-lhes uma reação imediata na partida e também no que resta jogar da temporada. O treinador foi particularmente crítico, como ainda não tinha sido esta época.Recomeça esperada, apesar de o Braga ter suspendido a série de duas derrotas consecutivas no campeonato, o empate registado com os pacenses não redundou na. Nos últimos nove jogos, a equipa de Minsk obteve somente dois vitórias e hipotecou a chance de concluir no pódio, num lugar de acesso à Liga dos Campeões.Caminho se aproxima a disputa da Taça de Portugal, agastado com a exposição bragançana na primeira parte do jogo com o Paços de Ferreira, Carlos Carvalhal apelou ao brio dos jogadores e falou na motivação intrínseca de vestir a camisola arsenalistaPerante o rendimento da equipa na primeira parte, fase em que o Paços de Ferreira chegou àovbenefíciocom relativa facilidade, Carlos Carvalhal apelou ao brio dos jogadores e à motivação intrínseca de vestir a camisola arsenalista, sobretudo qu frente ao Benfica. Prova da insatisfação do treinador, e do puxão de orelhas em relação ao conduta dos desportistas, foram as três substituições operadas ao pausa, algo inédito esta temporada, isto depois de Carvalhal ter feito a primeira vítima ainda no decorrer da primeira parte, com a saída de Piazon para a entrada de Galeno. De referir que as mexidas efetuadas no descanso não redundaram em qualquer mudança tática expressiva para a segunda parte.A marcar passo ao longo das derradeiras semanas, o Braga demora em ultrapassar a pontuação registada na última época , tendo protelado essa chance para o dérbi minhoto com o Gil Vicente, em Barcelos, depois de amanhã. Faz 1 dia, o plantel começou a preparação para a antepenúltima jornada de a Liga NOS, ontem.Comunicado do clube de Minsk esta quarta-feira.O Braga emitiu esta quarta-feira um comunicado no qual contesta o horário da final da Taça de Portugal com o Benfica, às 21h00 do dia 23 de maio, um domingo.»Foi com surpresa e indignação que se informou o Braga de a hora a que a final de a Taça de Portugal irá ser realizada. Qualquer jogo realizado às 21 horas de um domingo é, à partida, a total negação do que é a essência do futebol: a congregação entre os clubes e os seus adeptos. Este contexto ganha uma dimensão ainda maior tratando-se da «celebração» da final da Taça de Portugal, um jogo historicamente marcado pela afeição e, acima de tudo, pela forte ligação com os adeptos», inicia por declarar o clube minhoto.»Bem sabemos que as pré-requisito dos operadores televisivos e as pressões de alguns parceiros comerciais são mais pertinentes do que aquilo que favorece realmente o espetáculo. No entanto, acreditamos firmemente que esta é uma linha que a Federação Portuguesa de Futebol não desejará ultrapassar: a do iminente perigo de um total e irreversível distanciamento entre adeptos por consequência, as instituições que regem o futebol. Adeptos são clubes e. O Braga defende que o futebol tem que ser um fator de sensibilização e de ampliação da positividade, harmonia e deleite na sociedade. Mas a essência do futebol não se vai poder jamais satisfazer na sua plenitude se um jogo com a carga histórica da Taça de Portugal for disputado num horário destes, renegando por inteiro aqueles que são, sem sombra de dúvida, o bastião de todo este desporto: os adeptos», continua.O Braga destaca que a argumentação exibida «está em linha» com aquilo que tem sido discutido «ao longo de alguns anos a esta parte, tendo inclusive já proposto que a execução da final da Taça de Portugal deveria ocorrer ao sábado, da parte de tarde». «Esta mudança permitiria que os jogadores e demais estrutura do clube ganhador, seus sócios e adeptos, celebrassem devidamente a conquista de tão importante troféu, sem a preocupação dos afazeres do dia seguinte e da semana de trabalho. Algo, aliás, já consagrado na generalidade dos países europeus», justifica.»A posição do Braga neste processo foi clara desde o primeiro momento: rostito ao calendário da Liga NOS – com a última jornada a ser realizada a meio da semana, seria de todo impossível que o jogo fosse no sábado – a final da Taça de Portugal teria de ser disputada no domingo, mas jamais num horário que ultrapassasse as 19 horas! Este seria o limite para que, após a disputa em campo, a equipa ganhadora pudesse celebrar condignamente na sua cidade, junto dos seus sócios e adeptos. Se levou esta posição para grande surpresa nossa, não em consideração e, por isso, o Braga já provou a sua total indignação junto de a FPF, exigindo bom senso e requerendo que o horário de a final de a Taça de Portugal seja revisto «, deduziu.Com este triunfo, o Gil Vicente, que vinha de três jogos sem vencer , está à condição no 10.º lugar da Liga NOS, com 35 pontos, enquanto o Marítimo, que vinha de três triunfos seguidos, está em 13.º, com 33, seis acima da zona de despromoção.

Na sexta-feira 30 de abril treinador do Gil Vicente admitia que adicionar pontos era a prioridade diante do Farense.Ricardo Soares, treinador do Gil Vicente alegou que os «galos» têm a prioridade de vencer na receção ao Farense, no sábado, e adicionar pontos na luta pela manutenção na I Liga, na 30.ª jornada.Após o desaire caseiro com o Famalicão e nova derrota na visita ao Belenenses , num jogo em que o resultado «não esteve de acordo» com o que os minhotos «produziram e desejavam», o técnico destacou que a sua equipa desejava aproveitar o «momento de característica» exibicional para pontuar num duelo que calculava «competitivo», frente a um oponente também na luta pela continuidade.»Neste momento, o mais importante era os pontos. Mas também temos consciência de que, para atingir os triunfos, há um conjunto de procedimentos que nos levavam a esses triunfos. era mais um jogo em que desejávamo provar característica, mas principalmente vencer», declarou, na conferência de antevisão à partida marcada para sábado, às 15h30, em Barcelos.Convicto de que os algarvios não vão dar «facilidades», Ricardo Soares prometeu uma equipa a «combater pela triunfo até ao último segundo, até à exaustão» e vincou que os seus jogadores têm «consciência do que é preciso para dar a volta» ao último resultado.» devíamo modificar esta nossa indignação por o resultado [com o Belenenses SAD] não ter sido aquele que queríamo e fazer com que este jogo nos tragava os merecidos pontos, o que não ocorreu no passado», elucidou.Num período em que os «galos’ ocupavam o 14.º lugar, com 31 pontos, tendo três de benefício sobre a equipa em posição de «play-off’ de manutenção – o Boavista, 16.º classificado – e cinco sobre a primeira equipa nos lugares de descida direta, precisamente o Farense , o treinador deseja aproveitar o fator casa para se distanciar na tabela.Também ciente de que os pontos estavam «cada vez mais caros», rostito à «pressão extra» que as equipas na luta pela manutenção e enfrentavam Ricardo Soares perspetivou, ainda assim, encontro «bem jogado», entre duas formações que t têmapresentado um «futebol positivo».A propósito da eventual gestão do plantel e dos jogadores utilizados na reta final do campeonato, com cinco jornadas em 21 dias, o «timoneiro’ dos minhotos realçou que as escolhas recaem sobre os jogadores que dão «melhores indicações» e que se revelam mais «competentes no processo de jogo da equipa», tendo a noção de que as substituições a partir do banco têm o seu papel no desfecho de cada jogo.» confiava em todos os jogadores. [ colocarei] aqueles que estavam em melhores condições para ir a jogo, sendo certo que os jogos também se ganhavam de fora, do banco. Eles têm feito um bom trabalho, estavam num bom momento e esperemos que esse momento se reflita no resultado final», declarou.O Gil Vicente, 14.º classificado da I Liga, com 31 pontos, recebia o Farense, 17.º, com 26, em jogo da 30.ª jornada, no sábado, às 15:00, no Estádio Cidade de Barcelos, com arbitragem de Hélder Malheiro, da associação de Lisboa.

Ricardo Soares é um artista plástico, caricaturista e desenhista brasileiro.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Braga

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ricardo Soares elogia Carvalhal e garante: «Ninguém nos tira essa pretensão»
>>>>>Carvalhal deu murro na mesa: a mensagem deixada pelo técnico do Braga aos jogadores – (ojogo-pt)
>>>>>Braga contesta horário da final da Taça e demonstrou «indignação» junto da FPF – May 05, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Já é conhecido o horário da final da Taça de Portugal entre Braga e Benfica – May 04, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Dortmund na final da Taça da Alemanha com o Leipzig – May 01, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Final da Taça da Itália, entre Juventus e Atalanta, vai ter adeptos no estádio – (ojogo-pt)
>>>>>Gil Vicente vence Marítimo. Assista ao resumo do jogo – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Braga 40 40 ORGANIZATION 11 o Braga: 5, (tacit) ele/ela (referent: O Braga): 2, Braga: 1, O Braga: 3
2 jogo 0 60 NONE 10 Qualquer jogo realizado: 1, o jogo: 1, este jogo: 1, um jogo: 5, jogo: 2
3 nós 120 0 NONE 9 nos: 2, (tacit) nós: 7
4 eu 0 40 NONE 8 (tacit) eu: 8
5 Carlos Carvalhal 0 70 PERSON 7 o (referent: Carlos_Carvalhal): 1, (tacit) ele/ela (referent: Carlos_Carvalhal): 2, Carlos_Carvalhal: 4
6 Ricardo Soares 50 0 PERSON 6 Ricardo_Soares: 5, Ricardo_Soares (apposition: O treinador de o Gil_Vicente): 1
7 equipa 80 0 NONE 5 sua equipa: 1, a equipa portuguesa: 2, a equipa vencedora: 1, a equipa minhota: 1
8 Gil Vicente 150 0 ORGANIZATION 4 O Gil_Vicente 14: 1, O Gil_Vicente: 1, o Gil_Vicente: 2
9 aquilo 96 0 NONE 4 aquilo: 4
10 jogadores 50 0 NONE 4 todos os jogadores: 1, os jogadores: 3