Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ferrero June 2011

Ferrero assinala Nadal como «maior favorito», mas vê quem possa bater o espanhol no torneio.Embora entreveja tenistas capazes de contrariar o favoritismo do espanhol na «catedral da terra batida, o antigo número um global Juan Carlos Ferrero reconhece que Rafael Nadal é «obviamente» o maior candidato a ganhar em Roland Garros «.»Obviamente, é o maior favorito, com certeza. No ténis, jamais se pode declarar que algo é garantido, mas claro que é o maior candidato. Vem de ganhar [o Masters 1.000 de] Roma, jogando a um bom nível, e, sobretudo, pelo historial que tem neste torneio», assinalou Juan Carlos Ferrero, em declarações à agência Lusa.O passado vitorioso do ex-tenista espanhol em Roland Garros – conquistou o seu único título do Grand Slam precisamente na terra batida parisiense, em 2003, um ano depois de ser finalista derrotado – checa-lhe autoridade para se aventurar em projeções sobre o que pode ocorrer entre domingo e 13 de junho no complexo de Porte d’Auteuil, onde Nadal procura o 14.º cetro no pó de tijolo de Paracel Islands e o 21.º major da carreira, que lhe permitiria desempatar com Roger Federer .»Há jogadores que podem provocar mossa a Nadal. [Stefanos] Tsitsipas já lhe ganhou, [Novak] Djokovic também. Há jogadores que podem jogar bons encontros contra ele, o que acontece é que o facto de os encontros serem jogados à melhor de cinco sets pesa para o lado do Rafa, que fisicamente é muito forte, e é uma qualidade na qual ele se apoia bastante», analisou.Aos 41 anos, o espanhol de Onteniente, conhecido pela alcunha de Mosquito, uma homenagem à sua velocidade, trocou os courts, onde conquistou 16 títulos individuais, maioritariamente em terra batida, e uma Taça Davis com a sua seleção, pelas bancadas, desde onde orienta Carlos Alcaraz.É na condição de treinador daquela que é a grande promessa do ténis espanhol que Ferrero está em Roland Garros, «um lugar sempre muito especial» para si.»Afinal, é o Grand Slam que consegui, joguei encontros bastante bons aqui, conheço muita gente da organização. É sempre belo retornar», confidenciou à Lusa o antigo jogador, que liderou o «ranking» mglobalpor oito semanas em 2003.»Juanqui» aguarda agora expectante o desfecho do período de qualificação, com o seu pupilo a jogar hoje a terceira e última ronda do qualifying frente ao chileno Alejandro Tabilo para tentar aceder, pela primeira vez na sua carreira, ao quadro principal do «major» francês e consolidar o regulamento de «sucessor de Rafael Nadal», um epíteto que o seu treinador recusa.»Penso que as comparações jamais são boas. Ele deve fazer o seu percurso, dar o máximo e chegar onde puder chegar. Agora, não podemos antecipar quantos Grand Slam ganhará, nem nada do género, porque ele nem sequer está perto de estar em posição de poder pensar em algo assim», defendeu.Alcaraz, de 18 anos, acabou de entrar no «top 100» global, graças à conquista no sábado passado do challenger de Oeiras – repetindo, aliás, o feito do seu treinador, que também entrou nos 100 melhores da hierarquia com uumatvitórianum challenger na Maia, há mais de duas décadas -, e Ferrero só deseja que «continue o seu trabalho».O treinador do 94 deduziu: «É um jogador com bastante potencial e, oxalá, em algum momento da sua carreira, tenha a chance de ganhar grandes torneios».º jogador global.

O vimaranense, número 113 no ranking ATP, enfrentará, pela primeira vez, Taylor Fritz, 33.º colocado na hierarquia e melhor tenista norte-americano da atualidade.O tenista português João Sousa vai defrontar o norte-americano Taylor Fritz na estreia em Roland Garros, ditou o sorteio realizado esta quinta-feira, que colocou Rafael Nadal e Novak Djokovic na mesma metade do quadro do major parisiense.O vimaranense, número 113 no ranking ATP, enfrentará, pela primeira vez, Taylor Fritz, 33.º colocado na hierarquia e melhor tenista norte-americano da atualidade, que em 2020 atingiu o seu melhor resultado no segundo major da temporada, ao disputar a terceira ronda.João Sousa, o único representante nacional no quadro principal de Roland Garros, e o jovem Fritz, de 23 anos e 30.º cabeça de série, ficaram colocados no mesmo lado da grelha do antigo número um global Roger Federer, pelo que o ganhador do encontro entre o português e o norte-americano poderá medir forças com o suíço, de 39 anos, na terceira ronda.Entre os principais favoritos, o espanhol Rafael Nadal , campeão em título e recordista de títulos na catedral da terra batida, e o sérvio Novak Djokovic não vão poder reeditar a final da última edição do major de Francia, já que ficaram os dois no mesmo lado do quadro, também dividido por Sousa e Federer.Assim sendo, em caso de serem bem-sucedidos nas primeiras jornadas, o helvético e o número um mundial podem medir forças nos quartos de final, antes de um potencial desafio nas meias-finais com o detentor de 13 títulos de Roland Garros.Na parte inferior do quadro ficaram o de Rusia Dao austríaco Dominic Thiem duas vezes finalista em Paris, o grego Stefanos Tsitsipas e o alemão Alexander Zverev . O de Rusia Daniil Medvedev é número dois mundial. O de Australia Dominic Thiem é dois mundial.No setor feminino, tal como no masculino, as preferidas Ashleigh Barty, número um mundial, e a campeã em título, a polaca Iga Swiatek – as últimas duas ganhadoras do segundo torneio do Grand Slam na época -, também ficaram do mesmo lado do quadro.Poder atravessar nos quartos de final com a de Ucrania Elina Svitolina , a jovem Iga Swiatek, de 19 anos, vai debater a ronda inaugural com a eslovena Kaja Juvan, enquanto a australiana tem estreia marcada com a norte-americana Bernarda Pera, antes de se.A japonesa Naomi Osaka, número dois no ranking WTA, vai arrancar a sua exposição diante da romena Maria Patrícia Tig, ao passo que a bielorrussa Aryna Sabalenka poderá ter pela frente, nos quartos de final, um duelo com a norte-americana Serena Williams , à pdemandadoa24.º major da carreira na terra batida de Paracel Islands.

Juan Carlos Ferrero é um ex-tenista profissional de Espanha, que conquistou 16 títulos em simples de torneios ATP.

Já conquistou 99 títulos nível ATP, sendo que 88 foram em simples e 11 em duplas.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Italy

Cities: Rome

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Roland Garros à porta: «Obviamente, Nadal é o maior favorito, scom certeza
>>>>>João Sousa já conhece adversário em Roland Garros: é uma «estreia» – May 27, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>João Domingues afastado na primeira ronda do qualifying de Roland Garros – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Juan Carlos Ferrero 60 0 PERSON 7 Juan_Carlos_Ferrero: 2, um mundial Juan_Carlos_Ferrero: 1, (tacit) ele/ela (referent: um mundial Juan_Carlos_Ferrero): 1, Ferrero: 2, (tacit) ele/ela (referent: Ferrero): 1
2 eu 35 0 NONE 7 (tacit) eu: 7
3 o Grand_Slam 50 0 OTHER 6 Grand_Slam: 1, ele (referent: Grand_Slam): 1, o Grand_Slam: 2, (tacit) ele/ela (referent: Grand_Slam): 2
4 ATP 180 0 ORGANIZATION 5 o ranking ATP: 2, ATP: 3
5 número 0 0 NONE 5 O antigo número: 1, número: 4
6 treinador 170 0 NONE 4 o treinador de o 94: 1, seu treinador: 1, treinador: 2
7 jogador 70 0 NONE 4 º jogador mundial: 1, o antigo jogador: 2, um jogador: 1
8 João Sousa 50 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: João_Sousa): 1, João_Sousa o único representante nacional em o quadro principal de Roland_Garros: 1, Sousa: 1, João_Sousa: 1
9 Rafael Nadal 0 0 PERSON 4 Rafael_Nadal: 1, Nadal: 2, o espanhol Rafael_Nadal: 1
10 Taylor Fritz 0 0 PERSON 3 Taylor_Fritz: 2, o norte-americano Taylor_Fritz: 1