Por: SentiLecto

Ciclista responde ao patrão da Bora, que assumiu estar a pensar se compensa conservar o eslovaco na equipaPeter Sagan tem um contrato milionário com a Bora-Hansgrohe, a rondar os cinco milhões de euros, e a sua permanência é incerta depois de Ralph Denk ter declarado que o eslovaco «está a entrar no outono da sua carreira» e que, apesar de «grato pela visibilidade» está a avaliar se «compensa gastar tanto dinheiro num ciclista quando pode investir em jovens.»Ora, Sagan, não gostou e depressa ripostou.»Tenho 31 anos. Não me sinto velho. Não me sinto no outono da minha carreira e mostrei que consigo ganhar corridas mesmo tendo padecido de covid-19 [fala do triunfo numa etapa na Volta à Catalunha. Não sei se os vocábulos dele foram mesmo essas, mas tenho estado se o foca na minha época e ainda não falei do meu futuro com ele. Se ele não me desejar aqui, ainda assim apesar dos anos fantásticos na Bora, vou ser o primeiro a procurar uma solução. Haverá alguém a desejar-me para ganhar corridas», atirou o eslovaco, três vezes campeão do mundo e já vencedor de uma Volta a Flandres e de uma Paris-Roubaix, as maiores provas das 114 vitórias individuais da carreira.Longe de ser o favorito neste domingo, recorda que Mathieu Van der Poel , Wout Van Aert e Julian Alaphilippe merecem o regulamento de candidatos a ganhar a Flandres, mas ainda sonha: «Na Flandres ou estás bem ou não dá para esconder. Já ganhei lá sendo favorito, sei como eles são fortes e que podem ganhar se estiverem bem. Ainda assim, o Jasper Stuyven [Trek] ganhou a Milão-Sanremo e ninguém esperava. Isso dá-me confiança.»

Ciclista da Deceuninck-Quick Step estava com um ritmo irregular e foi alvo do procedimento, falhando o Monumento de domingoA Deceuninck-Quick Step é a equipa mais apetrechada para a Volta a Flandres deste domingo, mas ficou sem Zdenek Stybar. Submeteu-se o checo a uma ablação cardíaca em a quarta-feira, depois de diagnósticos feitos após a Gent-Wevelgem em a qual o ciclista se declarou sentir mal ., na qual o ciclista se declarou sentir mal.»É a minha parte preferida da época e claro que estou triste. Estaria na melhor maneira dos últimos tempos, mas tenho bastante para disputar este ano e é bom saber o que tinha para resolver e, ainda para mais, não sendo tão sério», explicou o corredor, que tinha feito top-10 na Flandres em três ocasiões e que já foi duas vezes segundo em Roubaix.O procedimento que Stybar foi alvo é simples utilizando-se um catéter para corrigir anomalias e prevenir arritmias crónicas. Elia Viviani, da Cofidis, e Diego Ulissi, da UAE, fizeram cirurgia semelhante e rapidamente voltaram à competição.A Quick Step tem Julian Alaphilippe Kasper Asgreen, ganhador da E3, Yves Lampaert, ganhador de duas Através da Flandres Julian Alaphilippe é campeão do mundo., e Florian Sénechal, regular nos paralelos da Flandres, prontos para debater o triunfo.

Na quinta-feira 11 de março Português esteve isolado na frente e acabou ultrapassado a 100 metros da meta na segunda etapaJoão Almeida brilhou na segunda etapa do Tirreno-Adriático. O português agrediu longe da meta, isolando-se com Mikel Landa , Simon Yates e Pavel Sivakov . O português é quarto no Giro de 2020. Suportou até final e na subida decisiva esteve bastante perto da primeiro triunfo pela Quick Step.Acabou alcançado perto da meta, a cerca de 100 metros do risco, porque os homens da geral endureceram o ritmo, com Geraint Thomas e os homens da UAE, a protegerem Tadej Pogacar, a pensar na liderança.Foi Julian Alaphilippe a vencer em mais um clássico dos maiores ciclistas das provas de um dia da atualidade. Julian Alaphilippe é colega do português. O francês, campeão do mundo, satisfez os 202 quilômetro entre Camaiore e Chiusdino em 5h01m32s e superou Mathieu Van der Poel , ganhador da Volta a Flandres 2020, e Wout Van Aert , ganhador da Milão São Remo 2020.João Almeida foi sétimo, sem ceder tempo na meta, e subiu de 26.º para oitavo na geral individual, a 14 segundos de Van Aert, mas empatado com nomes como Geraint Thomas, Jakob Fuglsang , Vincenzo Nibali ou Nairo Quintana .

Ciclista é o utilizador da bicicleta, veículo de duas rodas não motorizado, deseja como meio de transporte, deseja como objecto de lazer ou em competições esportivas de ciclismo.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>»Se não me desejam aqui, vai haver alguém a desejar-me», atira Sagan
>>>>>Ablação cardíaca tira Stybar da Volta a Flandres – April 03, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Rui Oliveira termina Dwars door Vlaanderen–Através da Flandres na 26ª posição – March 31, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 127 80 NONE 20 (tacit) eu: 16, me: 4
2 Ciclista 80 0 PERSON 6 Ciclista: 2, (tacit) ele/ela (referent: Ciclista): 4
3 Sagan 0 40 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Sagan): 2, Sagan: 1
4 o português (apposition: quarto) 0 35 NONE 3 (tacit) ele/ela (referent: O português): 3
5 Florian Sénechal 70 0 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Florian_Sénechal): 2, Florian_Sénechal: 1
6 Julian Alaphilippe 0 0 PERSON 3 Julian_Alaphilippe (apposition: colega de o português): 1, (tacit) ele/ela (referent: Julian_Alaphilippe): 1, Julian_Alaphilippe (apposition: campeão de o mundo): 1
7 ritmo 80 60 NONE 2 o ritmo: 1, um ritmo irregular: 1
8 João Almeida 0 12 PERSON 2 João_Almeida: 1, (tacit) ele/ela (referent: João_Almeida): 1
9 favorito 160 0 NONE 2 o favorito: 1, favorito: 1
10 vitória 150 0 NONE 2 a vitória: 1, primeira vitória: 1