Por: SentiLecto

Adeptos impulsionaram uma debandada entre os clubes fundadores do projeto.A polémica Superliga europeia desmoronou-se em somente 48 horas, com os adeptos, sobretudo os ingleses, a recuperarem momentaneamente a voz no futebol e a impulsionarem uma debandada entre os clubes fundadores do projeto, numa lista que continua a aumentar.Dois dias bastaram para a ascensão e a queda da Superliga europeia, irremediavelmente condenada ao fracasso após o Brexit dos clubes ingleses, consumado na noite de terça-feira, com comunicados a conta gotas de Manchester City, Liverpool, Arsenal, Manchester United, Tottenham e Chelsea, um exemplo seguido esta manhã por Atlético de Madrid e Inter.As 48 horas mais frenéticas do futebol iniciaram com a «bomba», arremessada na noite de domingo, na véspera da divulgação do novo modelo da Liga dos Campeões: após horas de insistentes boatinhos, reforçados por um comunicado no qual a UEFA ameaçava excluir das competições nacionais e internacionais os clubes que participassem numa liga privada, assim como os seus jogadores, um comunicado de três páginas anunciava a criação da Superliga.Doze clubes entre os mais ricos tinham criado uma competição exclusiva e elitista, num modelo quase fechado, que reuniria 15 membros-fundadores e cinco convidados a cada temporada. Eram eles Milan, Inter e Juventus, da Liga de Italia, Real Madrid, Atlético de Madrid e Barcelona, da Liga espanhola, e os Big 6 ingleses.Em comunicado, adiantando que a nova competição pretendia «gerar recursos adicionais para toda a pirâmide do futebol». informavam: «Os clubes fundadores vão receber um pagamento único no valor de aproximadamente 3,5 mil milhões de euros, destinados exclusivamente a investimentos em infraestruturas e compensar o efeito da pandemia de covid-19».Numa ação preventiva, os 12 clubes fundadores da Superliga advertiram mesmo os líderes da FIFA e da UEFA que iriam interpor uma ação judicial para impedir os esforços destas organizações no sentido de proibir a progressão da nova competição, e, para reforçarem a sua intenção, começaram a abandonar a Associação Europeia de Clubes , com o Manchester United e a Juventus a tomarem a dianteira.As reações não se fizeram esperar de todos os quadrantes, do desporto à política, com todos, à exceção dos envolvidos, a condenarem o «capricho» destes 12 clubes, comandados pelo presidente do Real Madrid, Florentino Pérez.»A UEFA e o futebol estão juntados contra a proposta que vimos de alguns clubes na Europa que são movidos pela ganância. Toda a sociedade e os governos estão juntados contra estes planos cínicos, que são contra o que o futebAleksander Ceferin equivalendo a Superliga a «cuspir na cara de todos os que gostam de futebol» e apelidando de «cobras» movidas por «ganância, egoísmo e narcisismo» as equipas dissidentes. Aleksander Ceferin é o presidente da UEFA. Aleksander Ceferin é o presidente da UEFA. as equipas dissidentes.Mais ou menos violentas, as críticas ao projeto da Superliga juntaram FIFA, federações e governos nacionais – incluindo o português -, instâncias europeias, mas também equipas de elite, como os poderosos Bayern Munique, Borussia Dortmund, ou Paris Saint-Germain, treinadores, como Pep Guardiola , ou atuais e antigos jogadores, com destaque para o de Portugal Bruno Fernandes, estrela manchega, e para o capitão do Liverpool, Jordan Henderson, o mais inconformado dos jogadores da Premier League – chegou a convidar uma reunião de capitães para hoje, cancelada após o recuo dos «Big 6».Em Portugal, o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, admitiu terem existido alguns contactos informais de alguns clubes sobre a matéria, aos quais não deu «grande atenção», por serem «algo que é contra as regras da União Europeia e da UEFA», enquanto Sporting, Benfica e Sporting de Braga se opuseram veementemente à criação da Superliga.Num verdadeiro clima de «guerra civil», com ameaças de parte a parte – a exclusão dos jogadores desses 12 clubes das seleções nacionais era uma das «armas» esgrimidas por UEFA e FIFA -, promessas de longas batalhas judiciais, quedas em bolsa e retiradas de patrocinadores, foram os adeptos ingleses os rostos mais visíveis da queda em desgraça do projeto: verdadeiros amantes do desporto-futebol, protestaram diante dos seus estádios, com os do Chelsea a serem os mais sonoros na reprovação do projeto.Cientes de que sem o suporte dos adeptos a Superliga europeia estaria condenada ao fracasso desde o primeiro momento, os clubes ingleses recuaram, num «Brexit» com pedidos de desculpa, nomeadamente de Arsenal e Liverpool.Num gesto «desesperado», os restantes membros do «grupo exclusivo» reagiram em comunicado já na madrugada de hoje, garantindo que, «apesar da anunciada partida dos clubes ingleses, forçados a tal resolução devido à pressão exercida sobre eles», estavam convictos de que a sua proposta «está completamente alinhada com as leis e rnormaseeuropeias e prometendo «reconsiderar os passos a dar para remodelar o projeto».Sem os representantes da Premier League, o projeto estava condenado, uma realidade reconhecida pelo presidente da Juventus, o polémico Andrea Agnelli, ao mesmo tempo que Atlético de Madrid e Inter de Milão também anunciavam a saída.Sem oficializar um adeus definitivo, o AC Milan ter aberto a porta a um possível desamparo do projeto.

De acordo com o jornalismo internacional, 11 clubes europeus vão ter consentido com a criação de um Superliga Europeia.A UEFA, as Federações de Inglaterra, espanhola e italiana e as ligas dos três países supramencionados emitiram este domingo um comunicado conjunto a condenar as notícias que dão conta da criação iminente de uma Superliga Europeia por parte de clubes de Inglaterra, espanhóis e italianos.Deste comunicado conjunto, depreende-se que alemães e franceses não estarão incluídos no lote de equipas que desejam a nova competição.Assim, e de acordo com a Gazzetta dello Sport, os 11 clubes que vão ter dado o «sim» à prova são: Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, de Espanha, Juventus, Inter e Milan, de Itália, Manchester United, Liverpool, Arsenal, Tottenham e Chelsea, de Inglaterra.Lembre-se que a UEFA prepara-se para formalizar, esta segunda-feira, o novo formato da Liga dos Campeões, a entrar em forcita em 2024.A Associação Europeia de Clubes, cujo presidente é Andre Agnelli reitera que é contra a criação da Superliga Europeia. A Associação Europeia de Clubes, cujo presidente é Andre Agnelli é líder da Juventus.A Associação Europeia de Clubes opôs-se à criação da Superliga Europeia através de um comunicado divulgado este domingo.»A ECA, enquanto organismo que encarna 246 clubes em toda a Europa, reitera o seu compromisso com o desenvolvimento das competições da UEFA, colaborando com o novo modelo calculado para 2024. Quanto à criação de uma Superliga fechada, a ECA opõe-se veemente», escrevem.»A ECA assinala à posição adotada pelo seu Conselho Executivo na reunião da última sexta-feira, onde edisseo seu compromisso de continuar a trabalhar com a UEFA numa nova estrutura do futebol europeu como um todo a partir de 2024, incluíndo propostas de mudanças para as competições da UEFA. Se convidou o Comité Executivo com o suporte de a ECA, a apoiar este compromisso em a reunião de 19 de abril isto para lá, de dar passos para um entendimento quanto a uma futura relação entre a ECA e a UEFA «, lê se ainda.Lembre-se que o presidente da ECA é Andrea Agnelli, também líder da Juventus, que tem sido assinalado como um dos grandes impulsionadores desta nova competição.Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, Manchester United, Liverpool, Arsenal, Chelsea, Tottenham, Manchester City, Inter, Milan e Juventus são os clubes fundadores da Superliga Europeia.A Superliga Europeia está oficialmente instituída. Os 12 clubes fundadores emitiram um comunicado, na noite deste domingo, a dar conta da criação da prova.Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid, Manchester United, Liverpool, Arsenal, Chelsea, Tottenham, Manchester City, Inter, Milan e Juventus são os símbolos que fazem parte do projeto.Através de um comunicado, os clubes explicam a razão que leva à criação da Superliga, anunciando ainda a fmaneirade disputa da prova.Comunicado»Doze dos melhores clubes de futebol da Europa anunciaram hoje que chegaram a um acordo para formar uma nova competição, a Super Liga, conduzida pelos seus clubes fundadores.

Na sábado 03 de abril No dérbi de Turim, este sábado, Torino e Juventus empataram , em jogo da 29.ª jornada da Serie A.A Juventus estava cada vez mais longe do título da Série A. No dérbi em casa do Torino, este sábado, a equipa de Andrea Pirlo não conseguiu o triunfo com o oponente que combatia pela continuidade Poderia ter sido pior: o golo do empate da Juve chegou somente aos 79 minutos.O autor do golo que deixou o marcador em igualdade foi Cristiano Ronaldo, que marcou de cabeça, mas só pôde comemorar após a análise do VAR, que desfez o erro da arbitragem que havia assinalado fora de jogo no lance. Foi o 24º golo de Cristiano Ronaldo, artilheiro na Série A – e o 31º golo do avançado nesta época.O primeiro golo do jogo foi de Chiesa, aos 13′, a deixar a ‘Vecchia Signora’ à frente. No entanto, o Torino aumentou no jogo e o de Paraguay Sanabria bisou, aos 27′ e 46′, deixando a equipa da casa à frente do marcador.Com o empate, o Torino passou a adicionar 23 pontos e alcançou o 17.º lugar – dois a mais que o Cagliari, que abre a zona de despromoção. A Juventus era 4.ª colocada, com 55 – 9 a menos que a líder Inter.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United Kingdom, Spain

Cities: Manchester, Liverpool, Barcelona

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Superliga europeia desmoronou-se em somente 48 horas
>>>>>Saiba quais os clubes que terão dito «sim» à Superliga Europeia – April 18, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Premier League «condena» possibilidade de criação de uma Superliga Europeia – April 18, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Norwich City confirma regresso à Premier League sem sair do sofá – April 17, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Chelsea bate Manchester City e está na final da Taça de Inglaterra – April 17, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Com Rúben Dias e Bernardo titulares, Manchester City avança para as meias-finais – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Tuchel e ainda o Chelsea-FC Porto: «Se é para perder, que seja depois de venceres por 2-0» – April 16, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Sérgio Oliveira: «Sou adepto do FC Porto e se estivesse de fora estaria orgulhoso» – April 13, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Sérgio Conceição visa Tuchel: «Fui insultado por este senhor» – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>FC Porto somou primeira vitória fora com equipas inglesas… em Espanha – (ojogo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Guardiola sem dúvidas: «O Chelsea é das melhores equipas da Europa» – April 16, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>FC Porto «digno e dominante» e Tuchel «nervoso»: o que se escreveu pela Europa fora – April 14, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Revelam os milhões pedidos por Aguero para assinar contrato com a Juventus – April 14, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Possível lesão de De Bruyne preocupa Guardiola para a semifinal da Champions: ‘Não parece muito bom’ – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Reação à Superliga Europeia: «Considero isto como a Liga Power Point» – April 18, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Exclusivo Nova Champions tem mais seis datas: o modelo, o acesso e os prémios – April 17, 2021 (ojogo-pt)
>>>>>>>>>UEFA, Federações e Ligas reiteram sanções a clubes que participarem na Superliga – (ojogo-pt)
>>>>>ECA coloca-se ao lado da UEFA e opõe-se à criação da Superliga Europeia – (ojogo-pt)
>>>>>Oficial: Superliga Europeia está criada – April 18, 2021 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 clubes 180 0 NONE 10 alguns clubes: 1, os clubes: 2, 246 clubes: 1, os clubes ingleses: 1, Os clubes fundadores: 1, Os 12 clubes fundadores: 1, os melhores clubes: 1, clubes ingleses espanhóis e italianos: 1, 11 clubes europeus: 1
2 comunicado 0 0 NONE 8 um comunicado divulgado: 1, um comunicado: 4, Comunicado: 1, comunicado: 2
3 UEFA 0 90 ORGANIZATION 7 a UEFA: 4, A UEFA as Federações inglesa espanhola e: 1, a (referent: a UEFA): 2
4 ECA 105 50 ORGANIZATION 6 A ECA: 2, (tacit) ele/ela (referent: a ECA): 1, (tacit) ele/ela (referent: A ECA): 1, a ECA: 2
5 a Superliga europeia 0 90 OTHER 5 a Superliga: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Superliga europeia): 1, A polémica Superliga europeia: 1, a (referent: A polémica Superliga europeia): 1, Superliga europeia: 1
6 futebol 0 0 NONE 5 o futebol: 3, futebol: 2
7 a Europa 0 0 PLACE 4 toda_a Europa: 1, a Europa: 3
8 Associação Europeia de Clubes 0 0 ORGANIZATION 3 A Associação_Europeia_de_Clubes: 1, A Associação_Europeia_de_Clubes (apposition: líder de a Juventus): 2
9 Torino 0 0 ORGANIZATION 3 o Torino: 2, (tacit) ele/ela (referent: o Torino): 1
10 proposta 0 0 NONE 3 a proposta: 2, sua proposta: 1