Por: SentiLecto

Declarações de Carlos Carvalhal, treinador do Braga, após o triunfo este domingo em visita ao Moitense e o apuramento para o período seguinte da Taça de Portugal.Adeptos: «Se calhar, vou iniciar por aí: agradecer aos nossos adeptos que cá vieram em bom número e também dar os parabéns aos adeptos do Moitense, porque realmente fizeram um ambiente de celebração, um ambiente belo e foi merecedor de se ver».Apuramento: «Missão satisfeita. Contra um oponente merecedor, que se bateu bastante bem, se fechou bastante bem, que foi um oponente coordenado. O jogo naturalmente teve essa tendência devido à diferença entre as equipas. Jogámos praticamente no último terço como já esperávamos. Tivemos várias chances e acabámos por fazer cinco golos. Não permitimos muitos contra-ataques, a não ser um lançamento lateral no início da segunda parte e uma outra vez, o que é natural. Mas acima de tudo, parabéns à minha equipa e ao Moitense pela cfestade um jogo que foi bbelo.Pequenas conquistas : «Sim, acima de tudo, acabámos com seis jogadores da formação. Os jogadores estão aqui por mérito, não estamos a dar prendas a ninguém. Todos os que entraram hoje, são jogadores que fazem parte do nosso plantel, trabalham connosco todos os dias e têm competência. Evidentemente, precisam de espaço competitivo para eles tomarem um bocadinho o gosto do futebol da primeira equipa. Mas com naturalidade, em função do plantel não ser bastante amplo, acredito que um ou outro, se calhar não todos, terão chance para jogar com alguma regularidade».Formação: «Há característica. É um prémio para a formação bragançana liderada pelo Hugo Vieira, que tem feito um trabalho espetacular e é também um desígnio do clube, que aposta na formação. No ano passado, um dos desígnios, além de jogar bem, vender jogadores e fazer uma boa Liga Europa, era também a aposta na formação. No ano passado tivemos a chance de estrear seis ou sete miúdos. Um ou outro não teve a sequência natural, principalmente o Moura pela lesão. E agora há miúdos a desabrochar com muita característica e esperaremos que eles aumentem e se habituem a jogar connosco e estarem adequados a auxiliar a equipa».Jamais conquistou duas calicezitos seguidos: «Repare, a Taça de Portugal é o troféu mais importante que o Braga tem no futebol profissional. A nível nacional. Tem três Taças, uma em 1966, uma em 2016 e outra no ano passado. Não é um troféu fácil de se conseguir. Em 100 anos, conseguiu-se três vezes. Nós não conseguimos de modo algum prometer nada, como fizemos o ano passado. O que prometemos é trabalho, dedicação. Estamos a construir uma equipa nova, a dar passos de evolução. Hoje os obstáculos que encontrámos são aquelas que encontrámos quase sempre, fomos abrindo espaço, desperdiçando chances até conseguir fazer golos. Não prometerei nada, prometo trabalho. Prometo que vamo jogar para ganhar. E agora jogaremos com o Ludogorets com o intuito de vencer o jogo, é a única coisa que prometo.»

Treinador do Braga declara que sempre sentiu o suporte do presidente e espera que o rendimento da equipa suba após o trabalho feito na paragem das competições. Declarações na antevisão ao jogo da Taça de Portugal com o Moitense, domingo, às 15h00.Jogo da Taça com o Moitense: «Depois de dois jogos com um nível exibicional alto [n.d.r. Midtjylland e Boavista], gostaríamos de jogar o mais rápido possível, mas não o fizemos por causa da paragem para as seleções. Neste fase, retificámos o que estava mal, imprimimos mais ritmo e esperamos ter já este domingo, na Taça de Portugal, os frutos desse empenhamento dos jogadores. Nos caminhos que tive até chegar ao Jamor, lembro que o jogo mais difícil que tive no Leixões foi contra o Pevidém; e no Braga, não declaro que tenha sido o mais difícil, mas aquele jogo que nos custou mais foi frente ao Trofense, com um triunfo nos descontos. Os jogadores estão advertidos para os obstáculos. Temo que ter seriedade e respeito, contra um oponente bem coordenado.»Espécie de trabalho na paragem: «Houve um trabalho relativo ao equilíbrio de esforços, porque há jogadores com diferentes ritmos, uns porque chegaram mais tarde e outros porque estiveram lesionados. O Sequeira esteve lesionado, o Ricardo Horta também, o Casto veio de uma paragem, tal como o Iuri Medeiros, ao passo que o Chiquinho e Diogo Leite estavam sem jogar com regularidade. Tentámos melhorar tudo, desde os aspetos ofensivos aos defensivos, mas também os níveis de concentração, que têm que ser mais altos; estamos a cometer muitos erros individuais, que nos têm custado pontos.»Renovação de Ricardo Horta: «Fico bastante satisfeito com a sua renovação. É um jogador que já está na história bragançana e vai ainda reforçar a sua posição em termos de golos e jogos. É um grande jogador e capitão e também um grande homem, que defende as cores bragançanas.»Voto de confiança de António Salvador: «Sempre senti o suporte do presidente, não fiquei assombrado com a sua posição pública [n.d.r. declarou que Carlos Carvalhal concluirá a época como treinador bragançano].»Ciclo apertado de jogos: «A nossa pretensão é ir jogo a jogo. Foi assim na época passada e é agora também. Temos um plantel que, embora curto, dá-nos garantias. Jogadores como Hornicek, Bernardo, Bruno Rodrigues, Gorby, Vítor Oliveira e Roger trabalham diariamente connosco; é nestas sucessões de jogos que podem aparecer chances.»

Na sexta-feira 01 de outubro cheque as datas dos encontros da terceira eliminatória da Taça de Portugal.Enquanto o Benfica jogava no dia seguinte, fC Porto e Sporting jogavam em 15 de outubro, uma sexta-feira, a terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, nos campos de Sintrense e Belenenses em casa do Trofense.a Federação Portuguesa de Futebol As datas de os encontros , antecipados para os três grandes devido a os jogos de a Liga dos Campeões de futebol nseguintes , divulgou elas , com dragões e leões em o primeiro dia de Taça.Na eliminatória em que se estreavam as equipas da Liga Bwin, e por norma obrigatoriamente fora de casa, o FC Porto visitava o Sintrense, a partir das 18:45, e o Sporting o Belenenses, às 20:45, com ambos a terem aoponentesdo Campeonato de Portugal.Já o Benfica, defrontaria um oponente da II Liga, com o jogo diante do Trofense agendado para as 20:15.Enquanto o Benfica defrontava no Estádio da Luz o Bayern Munique, os jogos na Taça dos três grandes do futebol de Portugal antecediam a terceira jornada da Liga dos campeões, em que o FC Porto recebia o AC Milan e o Sporting visitava o Besiktas, na terça-feira na quarta.Ainda na Taça de Portugal, o campeão em título, o Braga, entrava em ação em 17 de outubro, um domingo, dia em que visitava o Moitense , equipa dos Campeonatos distritais, e também antes de compromisso europeu, seguinte, para a Liga Europa, em casa dos búlgaros do Ludogorets.Programa da terceira eliminatória:- Sexta-feira, 15 out:Académica – Famalicão , 18:00 Sintrense – FC Porto , 18:45 Belenenses – Sporting , 20:45 – Sábado, 16 out:Oliveira do Hospital – Vitória de Guimarães , 11:00 União de Leiria – Santa Clara , 16:00 Trofense – Benfica , 20:15 – Domingo, 17 out:Varzim – Marítimo , 11:00 Vitória de Setúbal – Vizela , 14:00 Moitense – Braga , 15:00 Felgueiras – Estoril , 15:00Oriental Dragon – Moreirense , 15:00Condeixa – Gil Vicente , 15:00Águias do Moradal – Paços de Ferreira , 15:00Berço – Belenenses SAD , 15:00Camacha – Tondela , 15:00Leça – Arouca , 15:00Benfica Castelo Branco – Penafiel , 15:00Feirense – Nacional , 15:00Leixões – Vilaverdense , 15:00Sporting de Espinho – Caldas , 15:00Vilafranquense – Real Massamá , 15:00Cinfães – Farense , 15:00Valadares Gaia – Casa Pia , 15:00Alverca – Anadia , 15:00Mafra – União 1919 , 15:00Castro Daire – Olhanense , 15:00Serpa – Sporting da Covilhã , 15:00Paredes – Académico de Viseu , 15:00Torreense – Fafe , 15:00Louletano – Estrela da Amadora , 15:00UD Oliveirense – Portimonense , 17:00 Rio Ave – Boavista , 20:00 Nota: I Liga , II Liga , Liga 3 , Campeonato de Portugal , Distritais .

Hugo Vieira da Silva é um realizador de Portugal que vive e trabalha entre Viena, Lisboa e Berlim.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Portugal

Cities: Braga

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>»Vencer a Taça de Portugal? Não prometerei nada, prometo trabalho»
>>>>>Carlos Carvalhal: «Voto de confiança do presidente? Não fiquei surpreendido» – October 16, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 80 137 NONE 31 nos: 3, Nós: 1, (tacit) nós: 27
2 eu 80 0 NONE 11 (tacit) eu: 11
3 jogo 190 100 NONE 6 o jogo: 1, o jogo mais difícil: 2, O jogo: 1, aquele jogo: 2
4 trabalho 130 0 NONE 5 um trabalho relativo: 1, trabalho: 2, o trabalho feito: 1, um trabalho espetacular: 1
5 a Taça_de_Portugal 80 0 OTHER 5 a Taça_de_Portugal: 4, (tacit) ele/ela (referent: a Taça_de_Portugal): 1
6 Hugo da Vieira Silva 0 0 PERSON 5 Hugo_Vieira_da_Silva: 1, o Hugo_Vieira: 2, (tacit) ele/ela (referent: Hugo_Vieira_da_Silva): 2
7 dificuldades 0 120 NONE 3 as dificuldades: 3
8 adversário 120 0 NONE 3 um adversário organizado: 1, um adversário: 1, um adversário digno: 1
9 jogadores 40 0 NONE 3 jogadores: 1, Os jogadores: 2
10 tudo 10 0 NONE 3 tudo: 3