Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Logo-podemos

— Ao lado do ex-juiz Sergio Moro, o ex-ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, se filiou nesta quinta-feira ao Podemos e declarou que o Brasil não pode buscar um «salvador da pátria». Em seu discurso, ele também alegou que a política não pode ser criminalizada. Com o ingresso no Podemos, o militar se une definitivamente ao núcleo da pré-campanha do ex-ministro da Justiça, de quem foi colega no governo Bolsonaro e ambos saíram rompidos. — O Brasil não pode continuar acreditando e procurando um salvador da pátria. Tem que ser uma busca de soluções através de um projeto brasileiro, e não um salvador da pátria — declarou o general. Sem mencionar diretamente Jair Bolsonaro, o ex-ministro criticou o «culto à personalidade», o «populismo» e defendeu um presidente que gconduzpara todos, inclusive para seus oinimigos Santos Cruz justificou sua entrada na vida partidária, afirmando que é o modo de poder contribuir de forma ativa para as mudanças. O general argumento que existem «políticos de boa característica» em diversos partidos e que novas pessoas também podem se filiar. — A política não pode ser criminalizada. É a única maneira de mudar a realidade, de mudar aquilo que se acha problemático na sociedade. É a única forma de melhorar a vida dos brasileiros. Existem muitos políticos de boa característica, não se pode criminalizar a política — declarou. Na época em que esteve no Palácio do Planalto, Santos Cruz era criticado por ter uma relação difícil tanto internamente quanto com parlamentares. Faz 2 anos, Colega da Academia Militar das Agulhas Negras de Bolsonaro, o general deixou o governo em conflito com a ala ideológica e alvo de o filho de o presidente, o vereador Carlos Bolsonaro. Desde então, se tornou um crítico do governo. — Compôs o atual governo, tendo a esperança de que o governo poderia dar certo e ele não teve nenhum receio de ser retirar do governo quando percebeu que na verdade o plano de governo não era construir um país melhor, mas simplesmente atender a objetivos pessoais do governante no poder. Isso prova desprendimento, prova personalidade, isso prova credibilidade — declarou Moro Durante a cerimônia de filiação, elogiou-se Santos Cruz que foi secretário Nacional de Justiça de o governo de Michel Temer,, por sua carreira militar, o que inclui ter chefiado missões de paz em o Haiti e em o Congo , e também pelas posições que ocupou no Executivo após passar para a reserva. Moro, por sua vez, evidenciou que o general não ingressa no partido como um representante das Forças Armadas. Bolsonaro é frequentemente criticado por tentar infectar politicamente Exército, Marinha e Aeronáutica. — Ele não está aqui encarnando as Forças Armadas. Precisamos distingui as pessoas das instituições, isso é muito importante, mas ele carrega sim a credibilidade de uma carreira militar e de uma carreira no serviço civil em prol do país — completou Moro. — É um general da reserva que vem adicionar, mostrando também que não faz nenhum sentido essa divisão entre militar e civil. É algo que devemo superar, somos todos brasileiros, estamos todos no mesmo embarcação — declarou o ex-juiz. O senador Álvaro Dias declarou que o ingresso de Santos Cruz na política é «uma missão de paz» em tempo de polarização. — Agora ele vem para outra missão de paz, porque estamos vivendo uma beligerância política no país, momento em que entre a esquerda e a direit há os que semeiam a Animosidade, plantam o rancor, os que plantam a violência — declarou o parlamentar. A cerimônia de filiação aconteceu em um hotel em Brasília durante reunião com dirigentes estaduais do Podemos. Apesar do ingresso do general no partido, ainda não há uma definição sobre a candidatura. As alternativas são concorrer ao Senado ou à Câmara pelo Distrito Federal ou Rio de Janeiro. Em 1 ano, vai tomar se a resolução junto com o partido a partir dos cenários Se descarta a chance de Santos Cruz disputar a votação como vice de Moro em uma chapa puro-sangue em os bastidores de o Podemos. O militar tem alegado que, aos 70 anos, não tem pretensões políticas, mas considera que sua filiação ao Podemos o credencia a participar mais de forma ativa de uma eventual campanha de Moro ao Palácio do Planalto. Santos Cruz tem sido um dos mais entusiasmados no projeto da candidatura de Moro e tem conservado reuniões regulares com o ex-juiz e a presidente do Podemos, deputada Renata Abreu .

Em resposta, Salles declarou que Moro é um “tucano”.— Me auxilia a te auxiliar, Salles. Moro é de centro-esquerda — responderam ao apoiador de Bolsonaro.Estavam na plateia os deputados federais Julian Lemos , Luis Miranda , Júnior Bozella , Professora Dayane Pimentel e Joice Hasselmann — considerados traidores pela base do presidente — e os deputados do Novo Marcel van Hattem, Adriana Ventura e Alexis Fonteyne, apoiadores de ações e declarações de Bolsonaro.Há duas semanas, o presidente criticou o discurso lido por Moro em sua cerimônia de filiação ao Podemos e declarou que o ex-ministro «não aprendeu nada» durante sua passagem ao governo.

Podemos, originalmente denominado Partido Trabalhista Nacional, é um partido político brasileiro.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil, Mexico, Haiti, Congo

Cities: Mexico, Brasilia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ao lado de Moro, Santos Cruz se filia ao Podemos e declara que Brasil não pode buscar ‘salvador da pátria’
>>>>>Alvo de bolsonaristas após lançar candidatura, Moro é chamado de ‘comunista’ por ex-ministro Ricardo Salles – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Moro busca apoio de aliados de Bolsonaro e da terceira via para a eleição em 2022 – November 21, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Moro aparece como terceiro político com maior mobilização no Twitter depois de Bolsonaro e Lula, diz pesquisador – November 19, 2021 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Bolsonaro sobre Moro: ‘quero ver num carro de som falando com o povo’ – November 23, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Fãs mandam mais um carro de som em ‘A Fazenda 13’; dessa vez, o recado foi um alerta para Gui Araújo – November 19, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Rico Melquiades encontra «casaco esfaqueado» por Dayane em «A Fazenda 13» – November 18, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Dayane Mello rasga roupa de Rico Melquiades e é condenada na web – November 16, 2021 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 0 0 NONE 7 (tacit) nós: 7
2 Cruz Santos 180 0 PERSON 6 Santos_Cruz: 6
3 Durante Moro 0 0 PERSON 6 ex-juiz Sergio_Moro: 1, Moro_Durante: 1, Moro: 4
4 Podemos 0 0 ORGANIZATION 6 ele (referent: o Podemos): 1, o Podemos: 5
5 Carlos Bolsonaro 100 100 PERSON 5 Jair_Bolsonaro: 1, o governo Bolsonaro: 1, Ele (referent: Bolsonaro): 1, o vereador Carlos_Bolsonaro: 1, Bolsonaro: 1
6 governo 90 0 NONE 4 o governo: 3, o atual governo: 1
7 o militar 0 0 NONE 4 o (referent: O militar): 1, (tacit) ele/ela (referent: O militar): 3
8 partido 0 0 NONE 4 o partido: 3, um partido político: 1
9 política 0 0 NONE 4 a política: 3, A política: 1
10 o general argumento políticos de boa qualidade em diversos partidos e se filiar 420 0 NONE 3 O general argumento políticos de boa qualidade em diversos partidos e se filiar: 3