Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Wilson Witzel e Michel Temer

Pouco mais de uma hora após padecer impeachment, o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, declarou pelo Twitter ter sido vítima de um golpe e comparou o Tribunal Especial Misto , que votou em defesa de sua condenação na tarde desta sexta-feira , ao Estado Islâmico.

Wilson José Witzel é um advogado, ex-magistrado e político brasileiro, filiado ao Partido Social Cristão e ex-governador do Rio de Janeiro.

«É revoltante o resultado do processo de impeachment! A regra processual e o método jamais estiveram presentes. Não fui submetido a um Tribunal de um Estado de Direito, mas sim a um Tribunal Inquisitório. Com direito a um algoz nos moldes do Estado Islâmico, que não mostrou a facezinha», escreveu ele no Twitter, em alusão a Edmar Santos, seu ex-secretário de Saúde.

— A expectativa é que meu relatório e o voto que vou exibi contribuam para que o TEM julgue da maneira mais justa possível. É um processo gravíssimo, o mais importante da história do Tribunal de Justiça do Rio do ponto de vista jurídico-político. É também de muita responsabilidade, principalmente num estado como o Rio de Janeiro, que vem provando várias intercorrências com ex-governadores — declarou Waldeck Carneiro, que tem que entregar o documento digitalmente. — Meu voto levará em conta tudo o que li a respeito deste processo: os documentos, as oitivas e as alegações finais da denúncia e da defesa.

Na sexta-feira 23 de abril o governador afastado do Rio de Janeiro após denúncias de corrupção e comandar um esquema de fraudes na Saúde do estado durante a pandemia, Wilson Witzel, declarou nessa quinta-feira acreditar que a prisão do seu irmão, no interior de São Paulo, tem o objetivo de atingi-lo.

«O delator que escondia R$ 10 milhões no colchão virou herói neste Tribunal, e a única prova para o golpe! Todo Tribunal Inquisitório é unânime. Hoje não sou eu que sou cassado, é o Estado Democrático de Direito!», completou.

O pronunciamento ocorreu minutos após Witzel bater boca pela rede social com o deputado estadual Flavio Serafini , em sua primeira manifestação pública após ter seu mandato cassado. A interação com o pessolista se deu instantes após o Tribunal Especial Misto formar maioria pelo impedimento do ex-juiz federal, eleito em 2018 com uma campanha alavancada pelo fenômeno bolsonarista. Seu suposto envolvimento acusa de crime de responsabilidade Witzel em fraudes em a compra de equipamentos e festa de contratos irregulares a pretexto de lutar a pandemia de Covid-19.

Flávio Serafini é um professor de sociologia e político brasileiro, filiado ao Partido Socialismo e Liberdade .

«O desconhecido juiz fascista eleito com o suporte de Bolsonaro se lambuzou em casos de corrupção na administração da pandemia e agora está definitivamente afastado do seu posição. E aí, Witzel? Ladrinha bom é bandido morto?», escreveu Serafini, numa alusão à política de segurança pública implementada por Witzel, pautada no confronto direto com a criminalidade.

«Você tem que viver em outro mundo. O planeta da mediocridade e infelizmente não tem condições de avaliar os trágicos resultados desse impeachment. Não consegue compreender que se cassou eu por lutar a corrupção !», respondeu Witzel.

No dia de seu julgamento, Witzel preferiu se demonstrar somente virtualmente: acompanhou todo o julgamento de sua casa, no Grajaú, na Zona Norte, e se restringiu a desferir críticas contra o tribunal pelo Twitter.

Se Witzel vai perder, no julgamento, além de Waldeck, cinco desembargadores e quatro parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio decidirão ou não a posição. O afastamento definitivo depende de sete votos.

«Este processo de impeachment está ignorando a jurisprudência dos tribunais superiores e continua utilizando a delação de Edmar, assombrado com 10 milhões de reais, como única prova contra mim. Vai ser uma abominável mácula para a democracia de Brasil. Triste», que por volta das 16h45 desta sexta-feira, a maioria do TEM referendou, por 7 votos a 0, a acusação do relator da processo, o deputado Waldeck Carneiro , publicou às 15h54. Cerca de uma hora depois, Witzel ainda não havia se demonstrado pelas redes sociais, resgatado para debater com o deputado Serafini.

Contudo, poucos minutos após a confirmação do impeachment, outras figuras dos cenários políticos fluminense e nacional comentaram pela internet a condenação de Witzel, destacando sua ligação inicial com o presidente Jair Bolsonaro e sua posterior ruptura com ele.

No primeiro momento do rito, acusação e defesa terão a palavra por 30 minutos cada. Em seguida, Waldeck deverá ler seu relatório e expor seu voto, que pode ser seguido ou não pelos demais membros do TEM. Por fim, começa-se a eleição, iniciando pelo desembargador mais antigo e, depois, alternando entre juízes e parlamentares.— Quando a Covid-19 iniciava sua propagação no Rio de Janeiro, o governador assinou decreto de tragédia pública na área da saúde, sendo conhecido pela Alerj. O governador, em reuniões no Palácio Guanabara e em entrevistas jornalísticas e em resoluções publicadas em Diário Oficial, provou que conservava todas as ações na área da Saúde. O governador e seu secretário de Saúde eram os tomadores de resoluções acerca do vírus. Eles instituíram uma estrutura hierárquica que viria a dar apoio a atos de corrupção. “Calcular, coordenar, comandar, organizar e controlar”: Se descuidaram tais princípios básicos. A previsão e planejamento foram toscos. A estrutura hierárquica incompetente e corrupta, infectada pelo vírus da corrupção. Resultado disso, é que Edmar e Gabariell foram presos, e o governador afastado.

«Sete a zero contra Witzel. Cassado. Perdeu. Acabou. Tchau, desejado!», declarou a deputada federal Carla Zambelli .

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Após impeachment, Witzel bate boca nas redes, compara tribunal a Estado Islâmico e fala em golpe
>>>>>Impeachment: Witzel entrega nesta terça-feira ao tribunal alegações finais com sua defesa – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Tribunal Especial Misto começa a julgar impeachment de Witzel – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Sem Witzel, Tribunal Especial Misto julga impeachment do governado afastado – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Wilson Witzel 0 110 PERSON 14 Wilson_José_Witzel: 1, Witzel: 9, ele (referent: Witzel): 1, (tacit) ele/ela (referent: Witzel): 1, Wilson_Witzel: 2
2 eu 20 144 NONE 10 (tacit) eu: 6, eu: 3, mim: 1
3 Tribunal Inquisitório 80 0 PERSON 4 ele (referent: um Tribunal_Inquisitório): 1, um Tribunal_Inquisitório: 1, (tacit) ele/ela (referent: Todo Tribunal_Inquisitório): 1, Todo Tribunal_Inquisitório: 1
4 governador 0 120 NONE 3 O governador: 1, o governador afastado: 1, o governador: 1
5 Waldeck Carneiro 0 0 PERSON 3 Waldeck_Carneiro: 2, o deputado Waldeck_Carneiro: 1
6 o Rio 0 0 PLACE 3 o Rio: 3
7 o governador afastado de o rio 0 120 NONE 2 o governador afastado de o Rio: 2
8 cargo 0 60 NONE 2 o cargo: 1, cargo: 1
9 Flavio Serafini 0 40 PERSON 2 Flávio_Serafini: 1, Serafini: 1
10 a área de a saúde 80 0 NONE 2 a área de a saúde: 1, a área de a Saúde: 1