Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – AOC staff at work clearing snow around Capitol (8411462062)

E RIO – No dia 8 de setembro, o presidente Jair Bolsonaro abriu a reunião no terceiro andar do Palácio do Planalto pedindo a opinião de seus ministros sobre qual percurso deveria seguir: dar permanência ao discurso radical dos atos de 7 de Setembro ou serenar os ânimos exaltados. Com uma caneta nas mãos e uma folha de papel em branco, Bolsonaro disse que traçaria duas colunas com os votos de cada um dos auxiliares sobre o rumo que deveria tomar diante do ápice da tensão institucional que ele próprio criou com a cúpula do Judiciário. Alguns auxiliares defenderam que era hora de pacificar; outros argumentaram que o presidente deveria escutar o “pedido das ruas” e não recuar. O diálogo simboliza um movimento frequente ao longo dos mil dias de governo, completados hoje: levantamento do GLOBO mapeou cem crises no fase, uma média de três por mês. Quando o ex-presidente Michel Temer persuadiu ele a escrever uma carta pública acalmando a relação com o STF, bolsonaro estava prestes a esticar a corda mais uma vez , geralmente, e com o ministro Alexandre de Moraes, em particular, já que o juiz foi o destinatário do xingamento mais afliçãozinha e da ameaça mais explícita — não satisfazer resoluções judiciais. Apesar do gesto, a harmonia entre os Poderes foi abalada, e os limites das instituições, testados outra vez. Pressionado pela queda de popularidade — 53% avaliam a administração como ruim ou péssima, segundo os institutos Ipec e Datafolha —, por quase 600 mil mortes na pandemia, por 132 pedidos de impeachment e por inquéritos no STF e na CPI da Covid, o presidente tentou reagir aumentando o tom de seus ataques em diversos momentos no curso do governo. Nessa estratégia, voltou sua ira contra governadores, integrantes do Congresso, membros do Supremo, o jornalismo, o vice, Hamilton Mourão, e até mesmo contra auxiliares que o aborreciam, casos dos ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Sergio Moro , que pediu demissão acusando Bolsonaro de interferir na Polícia Federal.

Eduardo fez a publicação na última quarta-feira para anunciar a visita ao escritório da rede social fundada pelo ex-assessor de Trump, Jason Miller.Após confirmar que estava com Covid, o deputado aproveitou o resultado positivo para criticar a proposta do passaporte sanitário, que exigiria a comprovação de vacinação para a execução de algumas atividades. O filho do presidente, entretanto, não satisfez os protocolos sanitários adaptados. Além do esquema vacinal concluir após a segunda dose, no caso da Pfizer, a vacina não necessariamente impede o contágio, mas reduz substancialmente a possibilidade da enfermidade se tornar grave.

Na terça-feira 14 de setembro o ex-presidente Michel Temer ligou para o presidente Jair Bolsonaro para dar explicações sobre o vídeo em que ele aparecia rindo de uma imitação de Bolsonaro feita pelo humorista André Marinho. No telefonema, o emedebista diminuiu as piadas e declarou que Marinho também havia imitado outras figuras políticas no jantar, como o governador João Doria , o ex-ministro Ciro Gomes e o ex-presidente de America Donald Trump.

Utiliza-se o termo muitas vezes, para se referir em a reunião de representantes de o poder legislativo de uma nação.

Michel Miguel Elias Temer Lulia GCC • Goih é um advogado, professor, escritor e político brasileiro, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro .

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Bolsonaro chega aos 1.000 dias de governo com média de três crises por mês
>>>>>Diagnosticado com Covid-19, Eduardo Bolsonaro postou visita a escritório em NY sem máscara – September 24, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Bolsonaro é recebido por manifestantes ao chegar para jantar oficial – September 21, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Em encontro com Bolsonaro, Boris Johnson elogia AstraZeneca e diz que já tomou as duas doses – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Vídeo: Bolsonaro rebate manifestantes em Nova York e os chama de ‘acéfalos’ – September 21, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>É #FAKE que vídeo mostre Bolsonaro sendo recebido por multidão no aeroporto de NY antes de assembleia da ONU – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Bolsonaro diz que irá vetar quarentena incluída no Código Eleitoral, caso o Senado aprove – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Driblando regra que exige comprovante de vacinação em restaurantes, Bolsonaro come pizza na calçada em NY – September 20, 2021 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ministro da Saúde testa positivo para Covid-19, no segundo caso confirmado na delegação brasileira na ONU – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Jair Bolsonaro 0 50 PERSON 5 Bolsonaro: 2, o presidente Jair_Bolsonaro: 1, (tacit) ele (referent: Bolsonaro): 1, Bolsonaro feita: 1
2 Michel Temer 40 0 PERSON 5 o ex-presidente Michel_Temer: 2, (tacit) ele/ela (referent: o ex-presidente Michel_Temer): 1, ele (referent: o ex-presidente Michel_Temer): 1, Michel_Miguel_Elias_Temer_Lulia_GCC: 1
3 Congresso 0 0 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: o Congresso): 2, o (referent: o Congresso): 1, o Congresso: 1
4 Eduardo 0 0 PERSON 2 Eduardo: 1, (tacit) ele/ela (referent: Eduardo): 1
5 STF 0 0 ORGANIZATION 2 o STF: 2
6 a gestão como ruim 0 0 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: a gestão como ruim): 2
7 presidente 0 0 NONE 2 o presidente: 2
8 as instituições 0 110 NONE 1 (tacit) eles/elas (referent: as instituições): 1
9 a gestão como ruim 0 90 NONE 1 a gestão como ruim: 1
10 casos de os ex-ministros Luiz_Henrique_Mandetta e Sergio_Moro 0 70 PERSON 1 casos de os ex-ministros Luiz_Henrique_Mandetta e Sergio_Moro: 1