Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Petropolis 1889 01

Ex-moradora do Morro da Oficina, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, a aposentada Terezinha Rodrigues de Souza Azevedo uniu as economias e realizou o sonho de adquiri um sítio na região de Juiz de Fora , para onde se mudou. À época, a alegria não foi completa, pois deixou a sobrinha, a quem instituiu como filha, Michele Azevedo, que havia se casado e tinha uma filha, para trás. Na última terça-feira, inquietada com as chuvas em Petrópolis, ela conservou contato com a moça e se prontificou a vir para Petrópolis e levá-la para Minas Gerais, mas não deu tempo. Após uma mensagem por áudio em que Michele contava os deslizamentos na cidade, uma calamidade com mais de cem mortos, e uma ligação em que se despediu com um «eu te amo, tia», a comunicação silenciou. A casa da moça estava no percurso do deslizamento e ela foi soterrada com a filha Larissa, de 6 anos.

Ex-moradora do Morro da Oficina, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, a aposentada Terezinha Rodrigues de Souza Azevedo uniu as economias e realizou o sonho de adquiri um sítio na região de Juiz de Fora , para onde se mudou. À época, a alegria não foi completa, pois deixou a sobrinha, a quem instituiu como filha, Michele Azevedo, que havia se casado e tinha uma filha, para trás. Na última terça-feira, inquietada com as chuvas em Petrópolis, ela conservou contato com a moça e se prontificou a vir para Petrópolis e levá-la para Minas Gerais, mas não deu tempo. Após uma mensagem por áudio em que Michele contava os deslizamentos na cidade, uma calamidade com mais de cem mortos, e uma ligação em que se despediu com um «eu te amo, tia», a comunicação silenciou. A casa da moça estava no percurso do deslizamento e ela foi soterrada com a filha Larissa, de 6 anos.

Petrópolis é um município localizado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro no estado do estado do Rio de Janeiro, no Brasil, também conhecido como Cidade Imperial.

Desesperada, talento Terezinha conseguiu assistência com conhecidos na cidade e um carro a levou para Petrópolis. Ao chegar no pé do Morro da Oficina, ela se desesperou ao ver o cenário de devastação e desabou em lágrimas. Psicólogas que estavam no local tentavam prestar suporte para a senhora, que desejava subir em meio a lama para procurar as familiares.

Desesperada, talento Terezinha conseguiu assistência com conhecidos na cidade e um carro a levou para Petrópolis. Ao chegar no pé do Morro da Oficina, ela se desesperou ao ver o cenário de devastação e desabou em lágrimas. Psicólogas que estavam no local tentavam prestar suporte para a senhora, que desejava subir em meio a lama para procurar as familiares.

Ainda no local, ela encontrou um ex-vizinho, que estava auxiliando nas buscas e confirmou que a casa de Michele estava entre as arruinadas pelo deslizamento.

— Meu Deus, não deu tempo de eu vir buscar ela. Era minha filha, senhor — declarou, em meio a soluços enquanto era abraçada pelo ex-vizinho.

— Nós conversamos durante toda a tarde. Eu estava inquietada, falei que iria vir buscar ela e minha neta. Ela me mandou um áudio declarando o que estava ocorrendo e liguei em seguida. Ela declarou para eu não vir e declarou que me amava e eu também. Depois disso não consegui mais falar, só ficou silêncio — completou.

Michele Azevedo havia completado 32 anos na semana passada. Instituída por talento Terezinha desde criança, era descrita como bastante afetuosa e apegada à tia e a filha. Todo dia, as familiares conversavam sobre a vida das duas, tanto em Petrópolis, como no interior mineiro.

— A gente se falava todo dia, minha filha era tão amorosa, tão carinhosa. Mandava bom dia, declarava que me amava. Sempre mandava fotografias da minha netinha. Uma criança maravilhosa. Eu ia vir no meio do ano pra passar o mês na casa dela — comentou.

— Eu desejo auxiliar a procurar que elas estão vivas, eu sei disso. Ficarei aqui porque acharão e eu desejo abraçar ela.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Uruguay

Cities: Minas

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Calamidade em Petrópolis: vítima mandou áudio e declarou para tia que a amava antes de ser soterrada com a filha
>>>>>Tragédia em Petrópolis: vítima enviou áudio e disse para tia que a amava antes de ser soterrada com a filha; ouça a mensagem – February 17, 2022 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 270 0 NONE 18 (tacit) eu: 7, eu: 5, Eu: 3, me: 3
2 Michele Azevedo 0 0 PERSON 9 Michele: 2, (tacit) ele/ela (referent: Michele): 2, Michele_Azevedo: 5
3 filha 170 0 NONE 7 minha filha era tão amorosa tão carinhosa: 1, filha: 2, uma filha: 2, a filha: 1, minha filha: 1
4 Terezinha Rodrigues de Souza Azevedo 60 0 PERSON 7 a aposentada Terezinha_Rodrigues_de_Souza_Azevedo: 2, (tacit) ele/ela (referent: dona Terezinha): 2, dona Terezinha: 3
5 Petrópolis 0 0 PERSON 6 Petrópolis: 6
6 Desesperada 0 100 PERSON 4 ela (referent: Desesperada): 2, Desesperada: 2
7 cidade 0 0 NONE 4 a cidade: 4
8 ligação 0 0 NONE 4 uma ligação com um: 4
9 psicólogas 0 0 NONE 4 Psicólogas em o: 4
10 senhora 0 0 NONE 4 a senhora: 4