Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – First Lady Melania Trump speaking in 2015 (cropped2)

A Casa Branca planeja dar uma recepção de fim de ano em suas dependências internas na próxima semana, poucos dias depois do feriado de Ação de Graças, apesar dos surtos atuais de Covid-19 no complexo e contrariando o alerta de seus próprios conselheiros, que estão exortando os norte-americanos a sacrificarem as reuniões típicas desta época para conter a disseminação do vírus.

A primeira-dama dos EUA, Melania Trump, vai realizar uma «recepção de fim de ano» na Casa Branca no dia 30 de novembro, de acordo com um convite obtido pela rede ABC News. Representantes da Casa Branca não responderam de imediato a um pedido de observação sobre a reportagem.

É a terceira e atual esposa do bilionário norte-americano do ramo imobiliário e 45.

Autoridades dos EUA desaconselharam grandes aglomerações no dia de Ação de Graças, festejado na quinta-feira, pedindo que os cidadãos optem por ficar em casa e renunciem de visitar parentes na tentativa de refrear a propagação do novo coronavírus e proteger indivíduos vulneráveis, já que os casos passaram de 12 milhões durante o final de semana.

Embora a Casa Branca tenha declarado que o presidente, Donald Trump, e Melania, que vem ainda na esteira de uma série de acontecimentos acontecidos na Casa Branca nos últimos meses que foram ligados a vários surtos, incluindo a infecção do próprio Trump entre o final de setembro e o começo de outubro, planejem permanecer em Washington nesta semana, desistindo de sua celebração de Ação de Graças anual no clube privativo de Trump na Flórida, a comemoração do feriado ocorre só três dias mais tarde.

Na sua vez, no sábado, Matthew Brann, um juiz federal republicano designado pelo ex-presidente Barack Obama, derrubou ação semelhante na Pensilvânia, escrevendo que o caso tinha «argumentos jurídicos sem mérito e denúncias especulativas».Desde que disse-se Biden ganhador há duas semanas, Trump arremessou mão de uma enxurrada de ações judiciais e montou uma campanha para impedir que os Estados certificassem a totalização dos votos.

Na segunda-feira 09 de novembro em seu primeiro dia útil como presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden anunciou quem serão os integrantes de sua força-tarefa para lutar a pandemia de Covid-19. Todos os nomes anunciados pelo democrata, que defendia uma abordagem oposta à resposta anticiência do presidente Donald Trump, s erammédicos ou eexpertsde saúde.

Diagnosticou-se Um assessor de a Casa Branca e quatro outros em os últimos dias.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Casa Branca planeja celebração de fim de ano, enquanto população é exortada a ficar em casa
>>>>>Após derrota em tribunal da Pensilvânia, Trump enfrenta pressão para reconhecer eleição de Biden – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 0 0 PERSON 3 Melania_Trump: 1, Donald_Trump: 1, Trump: 1
2 a Casa_Branca 0 0 PLACE 3 a Casa_Branca: 3
3 Joe Biden 70 0 PERSON 2 Biden: 1, Joe_Biden: 1
4 Ação de Graças 0 0 PERSON 2 Ação_de_Graças anual: 1, Ação_de_Graças: 1
5 Melania entre o 0 0 PLACE 2 Melania entre o: 2
6 todos os nomes anunciados por o democrata 0 0 NONE 2 Todos os nomes anunciados por o democrata: 2
7 da Branca Representantes Casa 0 0 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Representantes_da_Casa_Branca): 1, Representantes_da_Casa_Branca: 1
8 acusações especulativas 0 95 NONE 1 acusações especulativas: 1
9 proteger indivíduos vulneráveis 0 70 NONE 1 proteger indivíduos vulneráveis: 1
10 combater a pandemia de covid-19 0 50 NONE 1 combater a pandemia de Covid-19: 1