Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Estação Bonsucesso(visto do teleférico)

Uma clínica estratégica no atendimento da rede pública do Estado do Rio, insubstituível e que precisa ser reaberto o mais breve possível. Assim experts definem o Hospital Federal de Bonsucesso , atingido por incêndio na última terça-feira. Ainda que a rede de saúde do Rio não tem habilidade de absorver a procura de pacientes, advertem. Tempo indeterminado , , vai fechar a unidade que realiza 15 mil consultas por mês , a partir do próximo de domingo.

– O Ministério da Saúde informou, em nota, que determinou a abertura de sindicância para apurar as causas do incêndio no Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro. Ainda que realizou, a pasta declara «diversas visitas aas clínicas federais do Rio de Janeiro, incluindo o de Bonsucesso», o que provaria «atenção ininterrupta à manutenção da infraestrutura de todos os estabelecimentos».Se a repassou ainda segundo o ministério, cerca de R $ 1,8 milhão de orçamento adicional a a clínica para modernização de a unidade em o ano passado. — Cabe evidenciar que, por se tratar de uma construção predial de 70 anos, o complexo de Bonsucesso tem que passar por uma modernização para atender a legislação atual, sendo que há projetos em andamento para realizar uma série de reformas. Assinalou a pasta, se os repassaram em o ano passado, R $ 1,8 milhão de orçamento adicional para a modernização de a unidade —. A nota declara ainda que a ‘»a Superintendência Estadual do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro avalia conceder férias aos servidores que já tenham o fase vencido e remanejar os demais profissionais a outras unidades de saúde da rede federal.». Anunciou-se medida semelhante já por a direção de a clínica atingida por o incêndio. — Uma vez que as consultas e exames laboratoriais no complexo estão provisoriamente suspensos, a prioridade, no momento, é garantir o atendimento em segurança da população. Em 3 meses, para isso, a pasta vai disponibilizar toda a estrutura de saúde de a rede federal de o Rio, de maneira que não haja perda em a assistência — alega. Na nota, o ministério alegou ainda que «lamenta profundamente a morte dos três pacientes que estavam internados no HFB e se solidariza aos familiares e amigos das vítimas».Vinte e quatro horas após o incêndio, ainda havia muita fumaça saindo do edifício 1 do HFB. Com obstáculo, técnicos começaram a avaliar a estrutura externa da construção, que, assim como as instalações vizinhas, tem um longo histórico de problemas de manutenção.O local precisou ser esvaziado às pressas por conta das chamas e daoforte cpilarde fumaça.

Na quinta-feira 15 de outubro em entrevista ao GLOBO, ex-presidente do Flamengo e candidato à prefeitura do Rio, Bandeira de Mello , d diziaque nem toda tcalamidadena cidade é eraresponsabilidade do prefeito, eximindo-se de culpa no incêndio no Ninho do Urubu; ele alegava que vai priorizará educação.

Experts defendem que a área afetada pelo incêndio seja isolada para obras e que o atendimento aos pacientes continue conservado em outros setores da clínica. Ocupando uma área de 42.242 metros de área de construída, o Bonsucesso é o maior complexo hospitalar da rede pública do estado e, durante a pandemia da Covid-19, o Ministério da Saúde realçou ela para ser referência em o atendimento a os pacientes de o novo coronavírus.

Bonsucesso é um bairro da Zona da Leopoldina, na Zona Norte do município do Rio de Janeiro, no Brasil.

A direção ainda não definiu o que será feito. A transferência das equipes de transplantes para o Hospital da Lagoa, que também é da rede federal, chegou a ser debatida em uma reunião, mas nada foi acertado. O destino dos cerca de cinco mil funcionários também ainda é incerto. Uma nova reunião na unidade deve ser realizada nesta sexta-feira.

Faz 2 anos, pensando em a necessidade de reabertura de a unidades, entidades de saúde pública se vão reunir que foi realizada após o incêndio de o Museu Nacional,. A ideia ainda não está fechada. Uma das propostas é fazer um perfil na rede social para mobilizar a população.

Uma das pessoas envolvidas nessa campanha é Ligia Bahia, expert em saúde pública da UFRJ e colunista do GLOBO. A médica realça que a clínica tem um conjunto de especialidades e é referências em algumas áreas, como a nefrologia.

— É a melhor clínica pública da cidade. É insubstituível. É culpado pelo atendimento de alta complexidade de várias enfermidades. Ao longo dos anos o Bonsucesso foi se especializando e realizando um grande número de cirurgias. A clínica é um importante centro de cirurgias. Uma autoridade não pode falar que não tem data para reabrir. Ele é uma clínica estratégica — evidenciou Ligia Bahia.

Faz 1 dia, declarou que » clínica pública que fecha não reabre «, em a porta de a clínica ontem por a manhã Flávio Antônio de Sá Ribeiro o diretor tesoureiro de o Conselho Regional de Medicina e cirurgião licenciado de o HFB. O médico teme que milhares de pessoas fiquem sem os atendimentos especializados que a clínica oferece.

— É um absurdo inteiro . Por ano, a clínica realiza entre 50 mil e 70 mil consultas só no ambulatório. Nenhuma clínica do Rio de Janeiro tem condições de absorver isso —, declarou.

Segundo Flavio de Sá Ribeiro, a unidade tem mais de cinco mil pacientes oncológicos em acompanhamento.

— Tem as quimioterapias em curso, que não podem ser suspendidas. Você não pode simplesmente declarar: a partir de hoje você não faz mais quimioterapia aqui, vai fazer em Ipanema. Não pode ser assim. Tem que ter uma preparação do ambiente, compras de insumos para o paciente iniciar com o tratamento. Então, são pacientes com gravidades mutáveis e dentro dessa gravidade você descontinuar, é bastante grave — alerta o representante do Cremerj. Presidente do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde , a médica Lúcia Souto realça que o o Hospital de Bonsucesso, que virou emblema do sucateamento do Sistema Único de Saúde e da rede pública de saúde — alegou Lúcia Souto, “é a drástica consequência da falta de financiamento que passou a acontecer desde 2016”. — É uma clínica estratégica que atende casos de alta complexidade. O atendimento é de excelência, conservado mesmo com falta de investimento. Temos profissionais bastante dedicados que conservam o bom nível de atendimento.

O Hospital de Bonsucesso tem localização estratégica. Situado às margens dbrasileiras oahclínicaatende a pacientes de várias cidades do estado. Realiza por mês um média de 1.300 internações, 1.200 atendimentos de emergência, 120 mil exames laboratoriais e cinco mil exames de imagem.

Tem emergência obstétrica para atendimentos de mães diabéticas, hipertensas, transplantadas, com enfermidades hematológicas, entre outros quadros clínicos que coloquem em risco a vida da mãe ou do recém-nascido. A unidade se realça no atendimento de bebês prematuros de alto risco , com serviço de cuidados intensivos, Unidade de Tratamento Intensivo e Unidade Intermediária Neonatal. No dia do incêndio, imagens mostraram enfermeiras com os bebês no colo durante a transferência para outras unidades.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’É a melhor clínica pública da cidade, insubstituível’, declara expert que participa de campanha pela reabertura do HFB
>>>>>Ministério da Saúde determina sindicância em Hospital de Bonsucesso e diz ter repassado quase R$ 2 bi para modernização da unidade – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Pacientes transplantados e os da fila de cirurgia do HFB serão atendidos nos hospitais da Lagoa e dos Servidores – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Incêndio atinge hospital no Rio de Janeiro; paciente com Covid-19 morre durante transferência – October 27, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Galpão de pneus recebeu cerca de 50 pacientes durante incêndio no Hospital Federal de Bonsucesso – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Campista famoso pelo bordão “Bigodin finin’ morre afogado; desaparecimento gerou confusão com Nego Ney – October 23, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>MC Kallebe, famoso pelo bordão “Cabelin na régua’, morre afogado; desaparecimento gerou confusão com Nego Ney – October 23, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 hospital 270 0 NONE 12 O hospital: 1, um hospital estratégico: 3, o hospital: 5, hospital público: 2, o hospital atingido: 1
2 incêndio 0 0 NONE 8 incêndio: 1, o incêndio: 7
3 Ministério da Saúde 0 0 ORGANIZATION 7 (tacit) ele/ela (referent: O Ministério_da_Saúde): 4, o (referent: O Ministério_da_Saúde): 1, O Ministério_da_Saúde: 1, o Ministério_da_Saúde: 1
4 unidade 50 0 NONE 5 A unidade: 3, a unidade: 2
5 nota 0 0 NONE 4 A nota: 1, nota: 2, a nota: 1
6 o Hospital_de_Bonsucesso 160 0 PLACE 3 o Hospital_de_Bonsucesso: 2, O Hospital_de_Bonsucesso: 1
7 GLOBO 0 0 ORGANIZATION 3 o GLOBO: 2, (tacit) ele/ela (referent: o GLOBO): 1
8 a unidade 0 0 NONE 3 (tacit) ele/ela (referent: a unidade): 3
9 pasta 0 0 NONE 3 a pasta: 2, A pasta: 1
10 você 0 0 NONE 3 (tacit) você: 1, Você a_partir_de hoje você: 1, você: 1