Por: SentiLecto

– O governo de Brasil foi advertido em sucessivas ocasiões sobre «dúvidas» em relação à eefetividade à segurança e ao prcustoa vacina indiana Covaxin, mostram telegramas diplomáticos enmandados CPI da Covid pelo Itamaraty. Ainda assim, o processo de aquisição do imunizante foi o mais célere de todos, segundo documento do próprio Ministério da Saúde. O processo para compra do imunizante da Pfizer tardou 330 dias, o prazo mais longo entre todas as vacinas, enquanto o fase entre a negociação e a assinatura do contrato para aquisição da Covaxin levou 97 dias. Nenhuma outra negociação tardou menos de 100 dias, assinala uma nota informativa da Saúde mandada à CPI. A pressa aconteceu mesmo após alertas brasileiros em Nova Déli sobre dúvidas envolvendo as condições da aprovação da vacina na Índia. Informaram-se os problemas a o Itamaraty em o mesmo fase em que o presidente Jair Bolsonaro mencionava a vacina como uma de as » selecionadas » por o governo de Brasil, junto em a de a Oxford, em carta a o premiê indiano.Leia mais: acesse a reportagem completa para assinantes

Outro alvo da quebra de sigilo pela CPI é José Alves Filho, da Vitamedic. Faz 1 ano, segundo o autor de o requerimento, o senador Randolfe Rodrigues, a Vitamedic respondeu por %80 de a ivermectina produzida. Esse medicamento teve um grande salto nas vendas, e R$ 44,4 milhões em 2019 para R$ 409 milhões no ano passado, uma vez que compunha o chamado «kit covid» para tratamento precoce da enfermidade, mesmo sem efetividade comprovada.se dedicou a primeira parte de a sessão em a análise de reclassificação de documentos sigilosos, ou seja, se eles serão conservados em segredo, ou se vão passar a ser públicos.Senadores alinhados ao governo federal provaram preocupação com a chance de documentos cujo sigilo é garantido por lei fiquem disponíveis para todos. Já senadores críticos ao governo realçaram que há vários documentos disponíveis no Portal da Transparência que chegaram à CPI como sigilosos.- O governo de Brasil foi advertido em sucessivas ocasiões sobre «dúvidas» em relação à eefetividade à segurança e ao prcustoa vacina indiana Covaxin, mostram telegramas diplomáticos enmandados CPI da Covid pelo Itamaraty. Ainda assim, o processo de aquisição do imunizante foi o mais célere de todos, segundo documento do próprio Ministério da Saúde. O processo para compra do imunizante da Pfizer tardou 330 dias, o prazo mais longo entre todas as vacinas, enquanto o fase entre a negociação e a assinatura do contrato para aquisição da Covaxin levou 97 dias. Nenhuma outra negociação tardou menos de 100 dias, assinala uma nota informativa da Saúde mandada à CPI. A pressa aconteceu mesmo após alertas brasileiros em Nova Déli sobre dúvidas envolvendo as condições da aprovação da vacina na Índia. Se informaram os problemas a o Itamaraty em o mesmo fase em que o presidente Jair Bolsonaro mencionava a vacina como uma de as » selecionadas » por o governo de Brasil, junto em a de a Oxford, em carta a o premiê indiano.Leia mais: acesse a reportagem completa para assinantes— Pressionado pela CPI da Covid, que investiga possíveis omissões do governo federal na pandemia, o presidente Jair Bolsonaro voltou a agredi nesta segunda-feira o relator da delegação, Renan Calheiros , declarando que a CPI deveria apurar desvio de recursos porque Renan é «expert» nisso. Bolsonaro também fez uma comparação do trabalho dos parlamentares de Brasil com o Senado dos Estados Unidos. — Estão acompanhando o Senado de America? Investigando origem do vírus, possíveis remédios para cura. Bem diferente do que está ocorrendo aqui. O Renan falou claramente que não deseja apurar desvio de recursos. Ele devia apurar, porque ele é expert nisso, né? — declarou Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada. Faz 1 mês, quando alegou, bolsonaro fez referência a uma declaração de Renan, em entrevista a o » Uol » em o começo que » essa CPI não é uma CPI para investigar desvios de recursos «. O relator alegou que o inquérito sobre desvios poderá ser feita «se houver necessidade», mas que esse não é objetivo inicial da CPI. Renan responde a diversas investigações no Supremo Tribunal Federal , no âmbito da Operação Lava-Jato. No mês passado, o Senado de America aprovou uma lei que determina a desclassificação de relatórios de inteligência sobre a origem do novo coronavírus. O presidente Joe Biden tem pressionado agências de inteligência a reforçarem inquéritos sobre a origem do vírus.

Na quarta-feira 09 de junho a Agência Nacional de Vigilância Sanitária publicou, , a certificação de boas práticas de fabricação das plantas envolvidas na fabricação da Covaxin, vacina desenvolvida na Índia contra a Covid-19 e que obteve aprovação de importação excepcional para o Brasil npassada.

A definição de saúde tem implicações legais, sociais e econômicas dos estados de saúde e enfermidade.

Jair Messias Bolsonaro é um capitão reformado, político e atual presidente brasileiro.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United Kingdom, India, Brazil

Cities: Oxford

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Governo Bolsonaro negociou Covaxin três vezes mais rápido que vacina da Pfizer
>>>>>CPI quebra sigilo de Carlos Wizard e de empresário que importaria Covaxin, vacina mais cara – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Governo Bolsonaro negociou Covaxin três vezes mais rápido que vacina da Pifzer – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Bolsonaro diz que Renan deveria apurar desvio de recursos porque é ‘especialista nisso’ – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Jair Bolsonaro 0 0 PERSON 8 Bolsonaro: 3, o presidente Jair_Bolsonaro: 3, (tacit) ele/ela (referent: Bolsonaro): 2
2 CPI 0 0 ORGANIZATION 7 uma CPI: 1, a Cpi: 1, a CPI: 4, essa CPI: 1
3 governo 80 0 NONE 6 O governo brasileiro: 2, o governo: 1, o governo federal: 1, o governo brasileiro: 2
4 negociação 30 0 NONE 4 a negociação: 2, Nenhuma outra negociação: 2
5 documentos 35 0 NONE 3 vários documentos disponíveis: 1, documentos sigilosos: 1, documentos: 1
6 a Índia 0 0 PLACE 3 a Índia: 3
7 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
8 vacina 0 0 NONE 3 vacina desenvolvida: 1, a vacina: 2
9 problemas 0 160 NONE 2 Os problemas: 2
10 processo 0 60 NONE 2 o processo: 2