Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Roberto Jefferson

— Faz 9 meses, o Hospital Samaritano Barra, em o Rio informou que o ex-deputado Roberto Jefferson, que está internado em a unidade desde o início de setembro, já tem condições de ter alta médico-hospitalar. Uma vez que a continuidade de Jefferson na clínica tem gerado aumentados preços com vigilância privada, pediu também pressa para o envio de escolta de Polinesia Francesade Polinesia Francesa para que ele possa ser transferido de lá. «A clínica vem custeando, há quase 35 dias, um posto de vigilância privada, 24 horas por dia, em frente ao quarto do sr. Roberto Jefferson; acontece que, lamentavelmente, a clínica não tem mais condições de suportar os ônus financeiro e humano decorrentes dessa vigilância privada 24 horas por dia, seja porque não tem poder de policia, seja porque não detém condições de garantir a devida segurança ao paciente/custodiado, bem como aos colaboradores e demais pacientes da clínica», declara trecho do texto. O documento foi enviado à Polícia Federal , que o encaminhou ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal . Foi Moraes quem determinou a prisão preventiva de Jefferon em agosto por ataques às instituições democráticas, e que depois autorizou a internação dele na clínica para tratamento médico com utilização de tornozeleira eletrônica. Votações 2022: Em tom de campanha, Lula chama Bolsonaro de ‘biruta de aeroporto’ e ‘incompetente’ «O sr. Roberto Jefferson já se encontra em condições médicas de receber imediata alta hospitalar. Assim, é a presente para requerer que se mandem informações sobre o procedimento a ser seguido para a desospitalização e a transferência de o custodiado, bem como solicitar o envio de equipe policial, tão célere quanto possível, para fazer a escolta de o sr. Roberto Jefferson», informou a clínica. Em seguida, faz um pedido: «Solicita, caso os procedimentos de nomeação de equipe de Polinesia Francesa para acompanhar a alta hospitalar possam tardar-se respeitosamente a imediata nomeação de policiais federais para monitorar o custodiado Roberto Jefferson até sua efetiva saída desta clínica.»

— A Polícia Federal intimou o guru bolsonarista Olavo de Carvalho para prestar testemunho sobre a existência de uma organização criminosa digital com ataques às instituições democráticas, mas ele não compareceu. Sua defesa afirmou que ele estava com problemas de saúde e não poderia ser interrogado. Faz 2 meses, depois que Olavo de Carvalho teve alta de uma internação em a clínica, determinou se a intimação em o começo logo. Faz 2 meses, Dias depois, o escritor se internou novamente em o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, em São Paulo, em o final de a noite com quadro de insuficiência cardíaca e renal aguda e infecção sistêmica, segundo nota de a clínica. Por isso, a defesa pediu o deferimento. O advogado Rodrigo do Canto informou: «Como explicado por telefone, o sr. Olavo de Carvalho está hospitalizado em razão do seu fragilizado estado de saúde e, nas circunstâncias atuais, não tem condições de depor nessa data». Votações 2022: Em tom de campanha, Lula chama Bolsonaro de ‘biruta de aeroporto’ e ‘incompetente’ O objetivo da tomada de testemunho do guru bolsonarista era saber sua relação com as milícias digitais e a disseminação de ataques às instituições democráticas. Com o pedido de deferimento, a PF interrompeu o testemunho. Ainda não foi marcada nova data. «Certifico que o mandado de intimação de fl. 105 foi cancelado, por debilitada saúde do intimando, conforme parecer médico recebido por e-mail nesta descentralizada», escreveu a PF.

Na terça-feira 28 de setembro preso preventivamente por ataques aos ministros do Supremo Triubunal Federal , Roberto Jefferson passou por um cateterismo no clínica Samaritano, no Rio de Janeiro. Roberto Jefferson é o presidente nacional do PTB. Faz 6 dias, se internou o político de este mês, tranferido de Bangu 8, em o Complexo de Gericinó, para a unidade hospitalar em a Barra da Tijuca.

Roberto Jefferson Monteiro Francisco é um político e advogado brasileiro que iniciou sua carreira como apresentador de TV.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Gambia

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Hospital declara que Jefferson já pode ter alta e reclama do preço para vigiá-lo
>>>>>PF intimou Olavo de Carvalho para prestar depoimento sobre milícias digitais, mas defesa pediu adiamento – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 hospital 0 0 NONE 6 o hospital: 5, O hospital: 1
2 condições 12 0 NONE 5 condições: 3, mais condições: 1, condições médicas: 1
3 Olavo de Carvalho 130 40 PERSON 4 o sr._Olavo_de_Carvalho: 1, bolsonarista Olavo_de_Carvalho: 1, (tacit) ele/ela (referent: o sr._Olavo_de_Carvalho): 1, Olavo_de_Carvalho: 1
4 Roberto Jefferson 15 0 PERSON 4 Roberto_Jefferson (apposition: o presidente nacional de o PTB): 1, o ex-deputado Roberto_Jefferson: 2, O sr._Roberto_Jefferson: 1
5 o Rio 0 0 OTHER 4 o Rio: 2, (tacit) ele/ela (referent: o Rio): 1, ele (referent: o Rio): 1
6 Federal 0 0 PERSON 3 a Polícia_Federal: 2, A Polícia_Federal: 1
7 PF 0 0 ORGANIZATION 3 a PF: 2, (tacit) ele/ela (referent: a PF): 1
8 Lula 0 180 PERSON 2 Lula: 2
9 biruta de aeroporto 0 160 NONE 2 biruta de aeroporto: 2
10 Bolsonaro 0 0 ORGANIZATION 2 Bolsonaro: 2