Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Rodrigo Maia e Rogério Rosso se abraçam

– Rodrigo Maia defendeu nesta quinta-feira que a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2021 defina uma meta para as contas públicas Rodrigo Maia é o presidente da Câmara dos Deputados., e classificou a ausência dela ou a adoção de uma faixa flexível como «jabuticaba de Brasil». O deputado declarou acreditar que as tentativas de evitar a definição de uma meta devem-se à falta de vontade de «organizar» um contingenciamento. «Isso é uma sinalização bastante ruim. A gente deve aprovar a LDO com uma meta. Que o governo declare –como o Copom declara quando toma uma resolução sobre juros qual é a tendência– que haverá sempre o risco, pela incerteza, de que a meta possa ser reestabelecida durante a realização orçamentária», declarou Maia a jornalistas ao chegar à Câmara. Alegou: «Agora não ter meta ou meta flexível é uma jabuticaba de Brasil, né».

– Rodrigo Maia cobrou nesta segunda-feira persistência do governo da presidente Jair Bolsonaro para aprovar uma reforma tributária no Congresso ao mesmo tempo em que descartou a chance de se prorrogar a chamada PEC da Guerra no próximo ano. Rodrigo Maia é o presidente da Câmara dos Deputados. Em entrevista ao Portal UOL, Maia declarou acreditar que desde que o governo resolva auxiliar na articulação, a reforma tributária tem voto para ser aprovada na Câmara. Ele realçou que o relator da proposta na delegação mista, deputado Aguinaldo Ribeiro , vai buscar esta semana um consenso a fim de pautar um texto. Segundo Maia, se não houver consenso, ele vai deixar o tema para o próximo presidente da Câmara –seu atual mandato se conclui no começo de fevereiro de 2021. O presidente da Câmara declarou que «com certeza nenhuma» a reforma tributária é a proposta de maior efeito para o aprimoramento do ambiente de negócios no Brasil, podendo levar, em sua avaliação, muitos a anteciparem investimentos em caso de ela entrar em forcita. Na entrevista, Maia declarou ter se assustado com o fato de o governo, após o fim das votações municipais, não ter reunido seus principais líderes e ministros para debater a pauta de eleições do Congresso. O presidente da Câmara foi taxativo ao declarar que não vai haver uma prorrogação do estado de tragédia e da PEC da Guerra no próximo ano. Esses instrumentos legais permitiram uma expansão extraordinária de despesas públicas a fim de que o país pudesse enfrentar a pandemia. «Não adianta forçar a mão porque na minha presidência não vai haver, em nenhuma suposição, prorrogação da PEC da Guerra», frisou. – Luiz Ramos alegou na nesta terça-feira em uma rede social que senador Davi Alcolumbre incluirá a proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2021 na pauta da sessão conjunta no dia 16 de dezembro. Luiz Ramos é o ministro da Secretaria de Governo. Senador Davi Alcolumbre é o presidente do Congresso Nacional. «Após uma reunião bastante produtiva com o Pres do Congresso Sen David Alcolumbre, fui comunicado que ele irá pautar a LDO no dia 16 Dez! Com isso o Pres do Congresso prova aumentado almazinha pública e sua preocupação com o Brasil», declarou Ramos, no Twitter. Em geral, a LDO do ano seguinte — que serve de base para a confecção do Orçamento — é votada no primeiro semestre. Com o atraso da proposta, a expectativa é que o Orçamento de 2021 seja apreciado somente no próximo ano, com o governo se valendo da norma dos chamados duodécimos para executar as despesas públicas . Tanto a LDO quanto o Orçamento passam pela Comissão Mista do Orçamento , colegiado esse cujo funcionamento está emperrado em razão de uma disputa pelo seu controle nos bastidores entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia , e o líder do PP e cotado para comandar a Casa no próximo ano, Arthur Lira .- Rodrigo Maia alegou nesta segunda-feira que o resultado das votações municipais deu um recado de que o centro vem forte para as votações gerais de 2022, diante de um balanço segundo o qual partidos alinhados a ele tiveram ampliação em número de prefeituras comandadas. Rodrigo Maia é o presidente da Câmara. Em entrevista ao UOL, Maia declarou que é preciso construir uma frente de centro com aqueles que desejem conservar uma «relação clara» de independência com o governo, mas conservando o diálogo. O presidente da Câmara preferiu evitar falar em nomes do grupo para uma eventual disputa ao Palácio do Planalto, mas destacou que João Doria é uma «força preferencial» pela posição que ocupa. João Doria é o governador de São Paulo. Maia tem sido um dos que trabalham para viabilizar, além de um consenso em torno de uma agenda única, um nome do grupo de partidos que passam pela centro-direita à centro-esquerda –DEM, PSDB, MDB e PDT, por exemplo– para disputar a sucessão do Planalto contra o presidente Jair Bolsonaro, que deve concorrer à reeleição. DEM, PSDB e MDB, de forma geral, tiveram resultados positivos na disputa municipal. Questionado sobre outras legendas que poderiam integrar a frente, Maia declarou que partidos como o PP, o PL e PSD têm que seguir «mais próximos» do projeto do presidente. AVALIAÇÃO SOBRE BOLSONARO O presidente da Câmara alegou que os resultados das votações municipais não mostram uma derrota do presidente. Segundo ele, Bolsonaro jamais teve uma base municipalista. Se o derrotou, avaliou: » não porque ele não tinha algo construído». Maia alegou que, apesar da derrota de alguns nomes apoiados pelo presidente, a votação municipal não gera efeito de enfraquecimento e fortalecimento dele.

Faz 1 mês, quando se elegeu presidente de a República, depois de uma eleição significativa em 2018 o presidente Jair Bolsonaro estava voltando a o tamanho normal, declarou o presidente de a Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em o domingo 15 de novembro.

Rodrigo Felinto Ibarra Epitácio Maia GCRB · GOMM · Gomn é um político brasileiro, nascido no Chile.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Maia declara que LDO sem meta fiscal para 2021 é ‘jabuticaba’
>>>>>Maia cobra governo para aprovar reforma tributária e descarta prorrogar PEC da Guerra – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Ministro Ramos diz que presidente do Congresso vai pautar LDO de 2021 para 16 de dezembro – December 01, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Para Maia, eleição municipal deu recado de que centro vem forte em 2022 – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Maia 0 35 PLACE 10 a (referent: Maia): 1, Maia: 9
2 Jair Bolsonaro 60 20 PERSON 7 Bolsonaro: 2, o presidente Jair_Bolsonaro: 2, Ele (referent: Bolsonaro): 1, ele (referent: Bolsonaro): 1, (tacit) ele/ela (referent: Bolsonaro): 1
3 Rodrigo Maia 0 0 PERSON 7 Rodrigo_Maia (apposition: O presidente de a Câmara_dos_Deputados): 2, (tacit) ele/ela (referent: Rodrigo_Maia): 2, Rodrigo_Maia (apposition: O presidente de a Câmara): 1, Rodrigo_Maia: 2
4 eu 60 0 NONE 5 (tacit) eu: 5
5 o presidente de a câmara 0 0 NONE 5 O presidente de a Câmara: 3, o presidente de a Câmara: 2
6 governo 12 0 NONE 4 o governo: 4
7 LDO 0 0 ORGANIZATION 4 a LDO de o ano seguinte: 1, a LDO: 3
8 entrevista 0 0 NONE 3 a entrevista: 1, entrevista: 2
9 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
10 meta 0 0 NONE 3 a meta: 1, uma meta: 2