Por: SentiLecto

Em meios a sorrisos e peraltices, as irmãs Thainá Paula Rodrigues Araújo, de 6 anos, e Gabriela Paula Soares Gama, de 8, passam a maior parte do dia brincando de escola. Entre as ações do faz de conta estão riscos, ilustrações e livros que são folheados diariamente. Alunas da Escola municipal Edna Ferreira Poncioni, na Lagoa, onde o ensino remoto teria que estar a todo vapor, as meninas ainda não assistiram a uma única aula online. O motivo é simples. Segundo Ana Paula Rodrigues Gama, de 46 anos, mãe das crianças em Copacabana, não tem recursos para adquiri celular ou computador. Mãe das crianças é a família, que reveza como endereço uma calçada no Centro do Rio e um barraco sem porta ou janelas na comunidade do Pavão-Pavãozinho.

O EXTRA de as três contou a história em esta quinta-feira e sensibilizou a internet. Ana até busca regularmente na escola o material didático disponibilizado pelo município para os estudantes que não estão acompanhando o estudo online, mas as crianças sentar-se falta das aulas. Enquanto isso, mesmo com o ensino fundamental incompleto – estudou somente até o 7º ano-, ela ainda consegue auxiliar as meninas nas tarefas escolares.

– Elas vivem falando dos amiguinhos e da professora. Minhas filhas não conseguirão assistir, enquanto a aula estiver remota. Me informaram que só dia 18 será presencial e aí elas irão – aguarda Ana Paula.

– Se dá um tiroteio, eu não tenho nem como proteger as minhas filhas. Não posso ficar lá desse jeito – explica.

Antes da pandemia, Ana acordava cedo e, às 6h30, candava20 minutos, passando dentro de um túnel, para levar as duas filhas até o colégio. Para conservar a rotina mesmo sem aulas, ela continua acordando as meninas antes das 7h.

Na sua vez, os cuidados com as filhas incluem dois banhos diários, sem falta. De manhã, na garagem de uma construção próxima, ela enche um balde de água, que, além de limpar as meninas, serve para que elas escovem os dentes. O segundo, à tarde, é em um aalojamentoda prefeitura no Centro, onde as três também costumam almoçar. Aos fins de semana, vão à praia ou ao Aterro do Flamengo «rolar na grama». Elas também gostam de ir até a Estação da Praça XV observar as barcas.

Fora da escola, a vida da família também não é fácil. O revezamento de endereços feito há pelo menos um ano – uma marquise na Avenida Graça Aranha, ao lado da Cinelândia, e o barraco precário na favela – é explicado pela fome. Recebem doações diárias de quatro a cinco quentinhas, quando está no Centro do Rio, Ana e as filhas. Leva-se a comida pra casa e dividida entre as três e o filho Renan, de 26 anos que é pedreiro, e ainda paga pensão para dois filhos menores. Quando está no morro, já às vezes, todos têm asomenteuma única quentinha para dividir para quatro pessoas.Nesta quinta-feira, por exemplo, Ana só tinha em casa um quilo de fubá, um pouco de feijão, café e sal.

– Fiz o pouco que tinha para minhas filhas. Adquiri fiado um pacote de linguiça por R$ 4,60. Estou há dez dias sem ir para rua, e a Tainá já emagreceu mais de um quilo, porque muitas vezes come só uma quentinha que é dividida pra todos. Já fiquei 18 dias sem gás e o que me resgatou foram as quentinhas que a gente recebeu de doação na calçada e no Largo do Carioca – conta Ana.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Colombia

Cities: Copacabana

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Matriculadas em escola municipal do Rio, meninas que vivem na rua com a mãe não fizeram aulas remotas por não terem acesso à internet
>>>>>Cuidado de mãe e filhas com calçada no Centro do Rio chama a atenção: ‘Tudo limpinho para elas’ – February 25, 2021 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 70 0 NONE 11 (tacit) eu: 8, Me: 1, eu: 1, me: 1
2 Ana Paula Rodrigues Gama 220 0 PERSON 9 ela (referent: Ana): 1, Ana: 2, (tacit) ele/ela (referent: Ana): 2, Ana até busca regularmente em a escola o material didático disponibilizado por o município para os alunos: 2, Ana_Paula_Rodrigues_Gama de 46 anos: 1, Ana_Paula: 1
3 as filhas 80 0 NONE 4 (tacit) eles/elas (referent: as filhas): 2, elas (referent: as filhas): 1, Elas (referent: as filhas): 1
4 filhas 0 0 NONE 4 as filhas: 1, minhas filhas: 3
5 meninas 0 0 NONE 3 as meninas: 3
6 ensino 80 80 NONE 2 o ensino fundamental incompleto: 1, o ensino remoto: 1
7 quentinha 50 0 NONE 2 uma quentinha: 2
8 todos 25 0 NONE 2 todos: 2
9 Tainá 0 0 ORGANIZATION 2 a Tainá: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Tainá): 1
10 aula 0 0 NONE 2 uma única aula: 1, a aula: 1