Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – CAS – Comissão de Assuntos Sociais (35941643904) (cropped)

BRASÍLIA— O Ministério da Saúde vai diminuir o prazo para aplicação de dose de reforço da vacina contra Covid-19 de cinco para quatro meses. O ministro Marcelo Queiroga anunciou a medida , em este sábado , em sua página em o Twitter. Se vai publicar uma portaria segundo ele, com a mudança em a segunda-feira.

— As unidades estão com a recomendação de não burocratizar. Tem vacina disponível. Se o usuário achar que é o momento dele, por algum motivo pessoal, ele pode justificar ali. Os profissionais orientarão qual o melhor momento, mas se for necessário, todos estão autorizados a antecipar — declara ele.O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, informou nesta terça-feira que quem está perto de completar cinco meses desde a segunda dose da vacina contra a Covid-19 — uma das condições para receber a terceira, segundo orientação da prefeitura — pode antecipar seu reforço se estiver com viagem planejada para o Ano Novo. A chance de adiantamento se estende, segundo ele, a quem tiver outra justificação, como uma cirurgia eletiva agendada ou simplesmente o desejo de se sentir mais seguro durante o fase de celebrações. Soranz reforça que o ideal é que o prazo não se distancie bastante da norma de cinco meses, apesar de não estabelecer um limite máximo para o tempo de antecipação.

Na sábado 20 de novembro as clínicas municipais do Rio de Janeiro zeraram o número de internados por Covid-19 neste sábado, dia 20. A secretaria municipal festejou a notícia de saúde que creditou a progressão de a vacinação como responsável por os bons índices ,.

Marcelo Antônio Cartaxo Queiroga Lopes é um médico cardiologista brasileiro, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia e atual ministro da Saúde do Brasil, trocando o general de divisão do Exército Brasileiro, Eduardo Pazuello.

O Ministério da Saúde, no Brasil, corresponde ao setor governamental culpado pela gestão e manutenção da Saúde pública do país.

Em sua publicação, o ministro argumenta que a medida é uma estratégia de proteção em relação à variante Ômicron, que já está em circulação no país. Com a mudança, pessoas que tomaram a segunda dose da vacina há quatro meses já poderão receber o reforço. O estado de São Paulo, por exemplo, já havia adotado a pausa reduzida. Faz 11 meses, a cidade de o Rio de Janeiro também liberou a antecipação de a dose de reforço, em esta semana.

— Foi importante essa resolução. A vida sempre em primeiro lugar. Tomei duas doses da AstraZeneca e agora a Pfizer. O fim de ano está batendo a porta e é de grande valia essa antecipação.Estudos sobre a vacina da Pfizer compilados pelo Centro de Prevenção e Controle a Doenças Infecciosas dos Estados Unidos mostram que prazos menores entre a segunda e a terceira doses são tão efetivos na prevenção de casos graves de Covid-19 quanto as pausas maiores.

«Para aumentar a proteção contra a variante Ômicron vamos diminuir a pausa de aplicação da 3ª dose de cinco para quatro meses. A dose de reforço é fundamental para travar a progressão de novas variantes e diminuir hospitalizações e óbitos, em especial em grupos de risco», declara o texto.

— Tenho mais preocupação com aplicação de segunda e de terceira dose do que com a vacinação de crianças — declarou o ministro mais cedo.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Paulo, Brasilia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ministério da Saúde vai diminuir prazo de dose de reforço para quatro meses
>>>>>Covid-19: Rio permite antecipação da dose de reforço a quem vai viajar no Ano Novo e por outros motivos pessoais – December 14, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Covid-19: Rio permite esquema vacinal com três doses de Pfizer, eficaz contra Ômicron – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Vacinação no Rio: população vai a postos em busca de dose de reforço para a Covid-19 – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Vacina contra a Covid-19: antecipar a terceira dose diminui a proteção? Veja o que dizem os especialistas – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 60 60 NONE 5 (tacit) eu: 5
2 Ômicron 0 0 PERSON 3 a variante Ômicron: 2, (tacit) ele/ela (referent: a variante Ômicron): 1
3 saúde 160 0 NONE 2 saúde: 2
4 Marcelo Queiroga 0 0 PERSON 2 ele (referent: o ministro Marcelo_Queiroga): 1, o ministro Marcelo_Queiroga: 1
5 Ministério da Saúde 0 0 ORGANIZATION 2 o Ministério_da_Saúde: 1, O Ministério_da_Saúde: 1
6 medida 0 0 NONE 2 A medida: 1, a medida: 1
7 ministro 0 0 NONE 2 o ministro: 2
8 pessoas 0 0 NONE 2 pessoas: 2
9 prazo 0 0 NONE 2 o prazo: 2
10 o número de internados 0 80 NONE 1 o número de internados: 1