Por: SentiLecto

O príncipe Harry, que abdicou às funções da monarquia britânica em meio a uumgcombatecontra os tabloides, se juniua uma cdelegaçãodo Instituto Aspen para clutara desinformação, anunciou o centro de pesquisas dos EUA nesta quarta-feira, dia 24.

Bem, as pinturas da artista porca são, obviamente, abstratas. Quando Joanne Lefson interpreta elas, mas elas ganham mais pertinência , o talento de a porca que a resgatou de ser abatida em matadouro e virar almoço. E ela não teve dúvidas ao ver os rabiscos coloridos: o retratado por Pigcasso é claramente Harry!

Na terça-feira 09 de março a entrevista especial de Oprah com o Príncipe Harry e Meghan Markle, o Duque e a Duquesa de Sussex, deu o que falar no último final de semana. Os apaixonados pela família real poderiam checar o conteúdo na íntegra na «GNT» nesta quinta-feira, dia 11, às 22h30.

O Instituto Aspen, uma organização sem fins lucrativos, se disse «homenageado» por ter o Duque de Sussex como um dos 18 membros de sua «Comissão do Transtorno de Informação».

O anúncio vem um dia depois de Harry se tornar «diretor de efeito» na companhia de coaching de vida BetterUp de San Francisco, expandindo seu crescente portfólio desde que ele se afastou dos deveres reais no ano passado.

No Instituto Aspen, o príncipe de 36 anos auxiliará em uma pesquisa sobre a desinformação no mundo digital de Americade America, que vai ter começo em abril e vai durar seis meses.

O objetivo é identificar as principais causas da difusão de informação falsa e encontrar soluções para o governo, o setor privado e a sociedade civil. Faz 24 anos, Harry, que tem um relacionamento difícil com os tabloides britânicos, que ele considera culpados por a morte de sua mãe, a princesa Diana, em um acidente de carro em um comunicado declarou : » A avalanche de desinformação afeta nossa habilidade, tanto individual quanto social, de pensar com transparência e entender o mundo em que vivemos verdadeiramente «. «Esta é uma questão humanitária e, como tal, solicita uma resposta de todos os setores: ativistas, membros da mídia, pesquisadores acadêmicos e líderes governamentais e da sociedade civil», adicionou.

Espera-se que o príncipe traga à cdelegaçãoa sua experiência com a cobertura da mídia sobre sua vida.

Ele também culpa os tabloides por «arruinarem sua saúde mental», o que o fez decidir deixar a vida real e se mudar para os Estados Unidos com sua esposa Meghan Markle.

Pigcasso faz êxito tendo a Família Real britânica como assunto. Se o vendeu por R, um quadro em que retratou a rainha, conforme garante Joanne $ 15,2 mil para um comprador londrino .

Depois de se estabelecer na Califórnia, eles arremessaram uma organização sem fins lucrativos chamada Archewell.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Novo emprego do príncipe Harry tem por objetivo lutar a desinformação
>>>>>Quadro feito por porca ‘retratando o príncipe Harry’ é vendido por R$ 17,9 mil – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Harry 100 160 PERSON 9 (tacit) ele/ela (referent: Harry): 1, o Príncipe_Harry: 1, (tacit) ele/ela (referent: O príncipe Harry): 1, O príncipe Harry: 2, Harry: 3, (tacit) ele/ela (referent: o Príncipe_Harry): 1
2 tabloides 0 60 NONE 4 os tabloides: 2, os tabloides britânicos: 2
3 mundo 160 0 NONE 4 o mundo: 2, o mundo digital americano: 2
4 Joanne Lefson 0 0 PERSON 3 Joanne: 1, Joanne_Lefson: 1, a (referent: Joanne_Lefson): 1
5 organização 80 0 NONE 2 uma organização: 2
6 Pigcasso 40 0 PERSON 2 Pigcasso: 2
7 Instituto Aspen 0 0 ORGANIZATION 2 O Instituto_Aspen: 1, o Instituto_Aspen: 1
8 Meghan Markle 0 0 PERSON 2 Meghan_Markle: 1, sua esposa Meghan_Markle: 1
9 a dona de a porca 0 0 NONE 2 a dona de a porca: 2
10 as pinturas de a artista suína 0 0 NONE 2 (tacit) elas (referent: as pinturas de a artista suína): 1, (tacit) eles/elas (referent: as pinturas de a artista suína): 1