Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Assinatura de Paulo Guedes

– O plano do governo para a ajudinha emergencial é encerrá-lo ao fim deste ano, comregressoo ao Bolsa Família como programa de transferência de renda,alegouu nesta quinta-feira o ministro da Economia, Paulo Guedes. «A resposta hoje, se você perguntar assim, qual o plano para a ajudinha emergencial? Remoção gradual… acaba a ajudinha emergencial. Que já foi 600, caiu pra 300 e ele acaba, nós voltamos para o Bolsa Família», declarou Guedes Ao participar de acontecimento online promovido pela Abras, associação de supermercados. O ministro frisou que esse é o plano A, já que a percepção é de que o surto de coronavírus está retrocedendo e a economia, reagindo. Os pagamentos da ajudinha emergencial concluem em 31 de dezembro deste ano. Guedes voltou a declarar que, caso haja uma segunda onda de Covid-19 no país –chance que classificou como baixa–, a ajudinha deverá ser conservado e um novo estado de tragédia pública deverá ser decretado, frisando que uma emenda na Proposta de Emenda à Constituição do Pacto Federativo abre cpercursopara tanto. Ele repetiu, contudo, que o gasto do governo terá que ser menor num novo enfrentamento à denfermidade ficando por volta de 4% do Produto Interno Bruto , contra cerca de 10% do PIB neste ano. Declarou: «Nossa suposição de trabalho é ir retirando os estímulos, é o que estamos fazendo, era 600 , baixa para 300, depois aterrissa ali na frente ou numa versão do Renda Brasil, de renda básica, ou no próprio Bolsa Família que existia antes». «Temos as duas chances, é uma escolha política», adicionou ele, reconhecendo que a classe política tomou a resolução de debater a eventual estruturação de um novo programa de transferência de renda mais à frente, já que o momento é de evotaçõesmunicipais. Guedes alegou que o eventual programa deve ser fiscalmente responsável e «evolucionário», termo que tem utilizado para nomear sua personalidade de focalizar várias iniciativas que já existem num só ajudinha. Admitiu: «Pode ser que precise de mais discussões políticas a respeito». «O presidente foi bastante claro. Ele declarou ‘eu não tirarei do pobre para dar para o paupérrimo'», completou. A equipe econômica chegou a sugeri a extinção do abono salarial para anexação do seu verba ao novo Bolsa Família, mas se rechaçou Bolsonaro foi publicamente rechaçada a chance. Diminuição PERMANENTE EM IMPOSTOS DE IMPORTAÇÃO Guedes também sinalizou nesta quinta-feira que a diminuição do imposto de importação sobre alimentos como reação à alta nos produtos dtem que seruma medida permanente. «No óleo de soja, nós estamos examinando, quando a população começou a reclamar de ampliações excessivas no arroz. Comportar-se rápido no arroz e estamos examinando toda pauta de alimentação para suprimi impostos de importação», alegou ele. «Nós continuaremos com os impostos diminuídos porque o nosso objetivo era justamente diminuir as tarifas e ir abrindo a economia de Brasil», adicionou. Em setembro, o governo decidiu implementar uma cota sem tarifa para compra de 400 mil toneladas de arroz de fora do Mercosul até o final do ano. Atualmente, incidem sobre os países provedores de fora do Mercosul as tarifas de 12% sobre o grão beneficiado e de 10% sobre o arroz em casca. Ele também reforçou avaliação de que a inflação é provisória. Segundo o ministro, quando houver o fim da ajudinha emergencial, a alta transitória de custos setoriais impulsionados pela concessão da vantagem, como de alimentos e materiais de construção, «deve se aliviar». PIB 2021 Guedes também estimou nesta manhã que o PIB de Brasil pode subir até 4% no próximo ano e reiterou que a recomeçada pós-crise o está assombrando, mencionando arrecadação «extraordinária» neste mês. Ele alegou: «Brasil deve voltar a ter crescimento para 3%, 3,5%, pode chegar a 4% ano que vem». No mais recente Boletim Focus, elaborado pelo Banco Central com base em consultas a uma centena de economistas, a perspectiva é de alta de 3,31% do PIB no ano que vem. Oficialmente, o Ministério da Economia calcula progressão de 3,2% para a atividade econômica em 2021.

– O ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira que Correios, Eletrobras, Porto de Santos e o portfólio da PPSA serão as primeiras companhias a serem privatizadas e que o plano é ir adiante com essas quatro operações até dezembro de 2021. Ao participar de fórum promovido pela Bloomberg, ele também estimou que, caso o Brasil seja atingido por uma segunda onda de coronavírus, o governo irá prover ajudinha fiscal para novo enfrentamento à pandemia, mas estimou que ele poderá ser menor, por volta de 4% do Produto Interno Bruto . O ministro voltou a frisar que essa não é a avaliação predominante hoje, já que a percepção corrente é que a enfermidade está retrocedendo e a economia está voltando «fortemente». – A perspectiva é gastar metade do que foi empregado no enfrentamento ao surto em 2020,, caso uma segunda onda de Covid-19 atinja o país declarou nesta terça-feira Paulo Guedes justificando que agora há experiência para limar os excessos. Paulo Guedes é o ministro da Economia. «Se uma segunda onda vier para o Brasil já temos os dispositivos. Digitalizamos 64 milhões de brasileiros. Então sabemos quem eles são, onde estão, o que precisam para sobreviver», declarou o ministro, ao participar de fórum virtual promovido pela Bloomberg. Segundo Guedes, no caso de uma segunda onda o governo voltará a prover assistência, mas a valores menores. «Em vez de 8% do PIB, possivelmente desta vez metade disso porque sabemos que podemos filtrar agora os excessos aqui e ali. E certamente utilizaríamos valores menores», alegou. Em apresentação recente, o Ministério da Economia estimou que as medidas de guerrazinha ao coronavírus vão chegar a 8,6% do PIB neste ano. Só com a ajudinha emergencial –a maior delas– os gastos serão de 321,8 bilhões de reais, admirando pagamentos mensais de 600 reais aos beneficiários entre abril e agosto, e de 300 reais de setembro até o fim do ano. «Quem pode pegar emprestado 8% a mais pode pegar 12%. Então poderíamos gastar um pouco mais, justamente porque as pessoas entendem que temos a resolução de voltar à situação anterior assim que a doença nos deixar», disse o ministro. «Portanto, caso a enfermidade volte, estamos prontos para progredir, mas não vamos nos mover se ela for embora. As pessoas compreendem isso.» Guedes tem defendido a inserção, na Proposta de Emenda à Constituição do Pacto Federativo, de emenda que abra cpercursopara uumaoverbade gcombateem caso de nova emergência, a exemplo do que aocorreuneste ano por causa da pandemia de coronavírus. A emenda constitucional da verba de combate desobrigou o governo de satisfazer uma série de normas fiscais, incluindo a meta de resultado primário, também permitindo que os gastos extraordinários, como os ligados à concessão doaaajudinhaemergencial, não precisassem obedecer ao ttelhadode gastos. Em sua participação no fórum desta manhã, o ministro voltou a frisar que a avaliação hoje é de que não vai ser necessário seguir com a ajudinha, já que a percepção corrente é que a enfermidade está retrocedendo e a economia está voltando «fortemente». Essa retomada, reiterou ele, está acontecendo num formato de V puro, e não num «V da Nike», como ele chegou a aventar anteriormente. Ainda que o governo está rolando a dívida, apesar dos vultosos gastos públicos, o ministro declarou «sem problemas». «Acho que não vamo ter problema à frente», aadicionouConclui nesta quarta-feira o prazo para os trabalhadores que chegaram a receber uma ou mais parcelas da ajudinha emergencial extensão de R$ 300 — mas tiveram as vantagens canceladas — contestarem a resolução do governo. Segundo o Ministério da Cidadania, o pedido de restabelecer o pagamento deve ser feito exclusivamente pelo site da Dataprev. Portanto, ninguém tem que procurar as agências da Caixa Econômica Federal, as casas lotéricas ou as unidades de atendimento do Cadastro único para pedir a revisão do cancelamento.

Na quinta-feira 29 de outubro Paulo Guedes declarou nesta quinta-feira, que se o Brasil enfrentar uma segunda onda de contaminações pela Covid-19, como estava ocorrendo na Europa, o governo trabalhará «da mesma maneira» que na primeira onda de infecções. Paulo Guedes é o ministro da Economia.

Paulo Roberto Nunes Guedes GCRB · Gomm é um economista de Brasil.

A bolsa de valores é o mercado coordenado onde se negociam ações de sociedades de capital aberto e outros valores mobiliários, tais como as alternativas.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Plano é remover ajudinha emergencial no final do ano com regresso ao Bolsa Família, declara Guedes
>>>>>Governo quer privatizar Correios, Eletrobras, Porto de Santos e PPSA em 2021, diz Guedes – November 10, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Com dólar a R$5,50, não precisamos de tantas reservas internacionais, diz Guedes – November 06, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Contamos com apoio da Câmara para projeto de BC autônomo, diz Guedes – November 04, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Senado aprova texto principal de projeto sobre depósitos voluntários junto ao BC – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Senado aprova projeto que autoriza recolhimento de depósitos voluntários junto ao BC – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Senado aprova texto-base de projeto da autonomia do Banco Central – November 04, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Senado inicia sessão, mas votação de autonomia de BC esbarra em impasse sobre outro projeto – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Vamos seguir nosso relacionamento, diz Guedes sobre possível eleição de Biden – November 06, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Khamenei diz que vencedor de eleição dos EUA não mudará política do Irã – November 03, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Trump avança em mercados de aposta britânicos, mas Biden ainda é favorito – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Guedes diz estar bastante frustrado por governo não ter vendido nenhuma estatal em 2 anos – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Se segunda onda de Covid chegar, gasto do governo será metade do que foi em 2020, estima Guedes – November 10, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Crédito extraordinário é alternativa em caso de 2ª onda de Covid-19, diz Funchal – November 05, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Termina prazo de contestação para quem recebeu parcela do auxílio emergencial de R$ 300, mas teve benefício cancelado – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 200 120 NONE 16 Nós: 1, (tacit) nós: 13, nós: 2
2 Paulo Guedes 60 60 PERSON 12 Paulo_Guedes (apposition: o ministro de a Economia): 2, Ele (referent: Guedes): 1, (tacit) ele/ela (referent: Guedes): 3, Guedes_Ao: 1, Paulo_Guedes: 1, Guedes: 4
3 Bolsa 0 0 PERSON 7 o próprio Bolsa_Família: 2, o Bolsa_Família: 2, o novo Bolsa_Família: 1, ele (referent: o próprio Bolsa_Família): 1, (tacit) ele/ela (referent: o próprio Bolsa_Família): 1
4 ministro 200 0 NONE 6 O ministro: 2, o ministro: 4
5 PIB 0 0 ORGANIZATION 6 o (referent: PIB): 1, PIB: 1, o PIB: 2, (tacit) ele/ela (referent: PIB): 1, o PIB brasileiro: 1
6 eu 0 0 NONE 6 (tacit) eu: 5, eu: 1
7 auxílio 0 0 NONE 5 o auxílio: 1, o auxílio emergencial: 4
8 avaliação 0 0 NONE 5 a avaliação predominante: 1, a avaliação: 2, avaliação: 2
9 esta 0 0 NONE 5 esta: 5
10 o Brasil 0 0 PLACE 5 o Brasil: 2, (tacit) ele/ela (referent: Brasil): 2, Brasil: 1