Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Boris Johnson official portrait (cropped)

O Reino Unido publicou no sábado o texto do acordo comercial com a União Europeia somente cinco dias antes de sair de um dos maiores blocos comerciais do mundo, em sua mudança mundial mais importante desde a queda do império.

O texto inclui um documento comercial de 1.246 páginas, bem como acordos sobre energia nuclear, intercâmbio de informações sigilosas, energia nuclear civil e uma série de declarações conjuntas.

O «Projeto de Acordo de Comércio e Cooperação UE-Reino Unido» significa que quando os britânicos finalmente deixarem o mercado único e a união aduaneira da União Europeia, a partir de 23h em 31 de dezembro não vai haver tarifas ou cotas sobre o movimento de mercadorias originárias de qualquer um dos lugares entre o Reino Unido e a UE.

Enquanto os líderes europeus declararam, boris Johnson considerou o acordo como a implementação final da vontade do povo britânico, que votou por 52-%48 pelo Brexit em um plebiscito de 2016 que é hora de deixar o Brexit para trás. Boris Johnson é o primeiro-ministro britânico.

Alexander Boris de Pfeffel Johnson é um político, escritor e jornalista britânico, atualmente servindo como Primeiro-ministro do Reino Unido e líder do Partido Conservador desde 2019.

Michael Andrew Gove é um político britânico do Partido Conservador.

Michael Gove, um importante ministro britânico que fez campanha ao lado de Johnson pela saída da UE, alegou que o acordo vai permitir ao Reino Unido deixar para trás algumas das divisões envolvendo a crise de quase cinco anos do Brexit.

Por outro lado, johnson conversou com Macron na segunda-feira sobre a anulação da interdição a cargas, adicionando que o líder de Francia deseja comportar-se em questão de horas. Patel declarou que os detalhes podem ser anunciados ainda nesta terça-feira.

Faz 13 dias, apesar de terem, Londres e Bruxelas consentiram em » ir em os próximos dias mais adiante » para tentar selar tão esperado acordo comercial entre as partes mais recente prazo o perdido o para evitar a saída turbulenta de os britânicos de a União Europeia a o final de este mês,, em o domingo 13 de dezembro.

Ove no The Times screveu: «As amizades ficaram tensas, as famílias divididas e nossa política rancorosa e, às vezes, desagradável»,.Gove declarou: «Podemos desenvolver uma nova norma de colaboração amistosa com a UE, um relacionamento especial se desejarem, entre iguais soberanos».

O plebiscito do Brexit expôs um Reino Unido dividido sobre bastante mais do que a União Europeia e alimentou uma observação sobre tudo, desde secessão e imigração ao capitalismo, império e britanismo contemporâneo.

Essas análises em meio à crise política sobre o Brexit deixaram aliados intrigados com o país, a sexta economia do mundo e uumapcoluninhada acoalizãoda Otan, que foi por décadas aexibidocomo um sapoioconfiável da estabilidade econômica e política ocidental.

Os dois lados finalmente fecharam um acordo comercial na véspera de Natal que reconhece expressamente que o comércio e os investimentos exigem condições para «um campo de jogo nivelado para concorrência aberta e justa».

Se, no entanto, houver «divergências expressivas» nas normas entre os dois lados, eles podem «reequilibrar» o acordo.

Cada lado terá um mediador independente de controle de subsídios, embora não tenha ficado imediatamente claro qual órgão faria isso no Reino Unido, que insistiu em ser livre de qualquer jurisdição do Tribunal de Justiça Europeu.

Uma alternativa é realizar exames em massa em motoristas de caminhão, mas tais exames costumam levar de 24 a 48 horas para dar resultado, por isso não ficou claro de imediato o quão depressa os caminhões poderiam voltar a circular a poucos dias do Natal.

Quanto a os serviços, que encarnam até %80 de a economia britânica, simplesmente os dois lados são comprometidos a» estabelecer um clima favorável para o desenvolvimento de o comércio e de o investimento entre eles».

Sobre os direitos de pesca, Johnson consentiu com um fase de cinco anos e meio para implementar novas normas sobre o que as embarcações da UE podem pescar nas águas britânicas, depois disso haverá consultas anuais sobre as capturas da UE.

Os Estados da UE estão agora trabalhando para implementar o acordo até 1º de janeiro por meio de um procedimento agilizado conhecido como «abaixo-assinado provisória».

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United Kingdom, Brazil

Cities: Natal

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Publica-se acordo comercial de o Brexit e Reino Unido deseja o fim de as divisões
>>>>>Isolado pela Covid-19, Reino Unido tenta anular proibição a cargas da França – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 acordo 150 0 NONE 5 um acordo comercial: 1, o acordo: 4
2 Alexander Boris de Pfeffel Johnson 0 0 PERSON 4 Boris_Johnson (apposition: O primeiro-ministro britânico): 1, (tacit) ele/ela (referent: Boris_Johnson): 2, Alexander_Boris_de_Pfeffel_Johnson: 1
3 Michael Andrew Gove 0 0 PERSON 4 Gove: 2, Michael_Gove: 1, Michael_Andrew_Gove: 1
4 o Reino_Unido 0 0 PLACE 4 o Reino_Unido: 2, um Reino_Unido dividido: 1, O Reino_Unido: 1
5 lados 75 0 NONE 3 Os dois lados: 1, os dois lados: 2
6 johnson 0 0 PERSON 3 johnson: 1, Johnson: 2
7 Brexit 0 0 ORGANIZATION 2 o Brexit: 2
8 Natal 0 0 PLACE 2 Natal: 1, o Natal: 1
9 UE 0 0 ORGANIZATION 2 a UE: 2
10 União Europeia 0 0 ORGANIZATION 2 a União_Europeia: 2