Por: SentiLecto

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

Pivô da crise entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e exonerou-se o presidente Jair Bolsonaro de sua posição em publicação em o Diário Oficial da União de esta sexta-feira. O presidente Jair Bolsonaro é o diretor-geral da Polícia Federal .

Bolsonaro, que vetou outros 25 pontos do projeto, respondeu por meio de sua página no Facebook, declarando que não pode «sempre declarar não ao Parlamento».

Valeixo havia sido selecionado por Moro para o posto e era considerado o braço direito do ministro.

Na quinta-feira , o ex-juiz federal da operação Lava Jato teria exibido ao presidente da República um pedido de demissão — o que no entanto acabou não se concretizando.

O jornal Folha de S. Paulo de demissão noticiou o pedido e depois confirmado por vários outros veículos de jornalismo.

Questionada, a assessoria de jornalismo de Sergio Moro declarou somente que o ministro «não confirma o pedido de demissão» — sem no entanto negar enfaticamente.

Faz 2 anos, formado em Direito e delegado de carreira de a Polícia Federal, Sergio Moro anunciou Maurício Valeixo como chefe de a corporação ainda, antes mesmo de a posse de Jair Bolsonaro como presidente de a República. Maurício Valeixo é paranaense de Mandaguaçu.

Até então, Valeixo era o superintendente da corporação no Paraná — que também é o Estado de origem de Sergio Moro, que considera o chefe da PF como o seu braço direito no ministério da Justiça e Segurança Pública. Ele já havia ocupado a posição entre 2009 e 2011. Faz 3 anos, o regresso a o comando de a superintendência de a PF em o Paraná aconteceu, depois de um fase em Brasília.

Em Curitiba, Valeixo atuou em vários períodos da Lava Jato, operação pela qual Sergio Moro era responsável quando juiz federal. Uma das tarefas de Valeixo à frente da Superintendência da PF no Paraná foi corganizaros trâmites para a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , em abril de 2018.

Foi também em sua administração que foi fechada a delação de Antonio Palocci com a PF em Curitiba. Valeixo também foi culpado pela Diretoria de Investigação e Combate, que ao Crime Organizado naquele Estado, Igor Romário de Paula, ao Crime Organizado entre 2015 e 2017 em Brasília, durante a administração do ex-diretor da PF Leandro Daiello. Considera-se o posto o de » número 3 » em a hierarquia de a corporação e, em aquela ocasião, era o setor mais ativo em tempos de Lava Jato.

«Sem democracia, não há concretização da liberdade, nem da cidadania. Não há direitos individuais ou sociais, não há guerrazinha à corrupção. A defesa do regime democrático e de seus alicerces é, portanto, dever de toda a sociedade brasileira, sendo missão precípua do MP.»Na quarta-feira , Bolsonaro recebeu o presidente nacional do MDB, o deputado federal Baleia Rossi , e o líder do partido no Senado, Eduardo Braga . Nesta quinta , Bolsonaro vai dever se encontrar com o presidente nacional do Democratas, o prefeito de Salvador , ACM Neto.

Moro e Valeixo ficaram muito próximos durante o inquérito do caso Banestado, que descobriu um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo o banco estadual do Paraná em 2003. O caso não prosperou, mas serviu de embrião da Operação Lava Jato.

Faz 3 meses, se transferiu O Coaf depois para o controle de o Banco Central, e renomeado como Unidade de Inteligência Financeira.

Quando Moro o selecionou para comandar a PF, também trouxe duas pessoas ligadas a seu braço direito para Brasília: o antecessor de Valeixo no comando da PF no Paraná o antecessor de Valeixo no comando da PF no Paraná, Rosalvo Ferreira Franco, e

Valeixo tem 53 anos e integra os quadros da Polícia Federal desde 1996. Foi delegado da Polícia Civil por dois anos e attaché de Polinesia Francesa em Washington .

Bolsonaro já havia ameaçado remover Valeixo do comando da Polícia Federal: em meados de 2019, o presidente ponderou sua demissão. Também pressionou e mandou para um posto fora do Brasil o ex-superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro, Ricardo Saadi.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no ? Inscreva-se no nosso canal!

Final de YouTube post de BBC News Brasil

Final de YouTube post 3 de BBC News Brasil

Fonte: BBCBrasil-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil, United States, Pakistan, Argentina

Cities: Washington, Parana, Moro, Curitiba, Brasilia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Quem é Maurício Valeixo, braço direito de Moro e exonerado por Bolsonaro do comando da PF
>>>>>Do protagonismo nacional à ameaça de demissão: a trajetória de Sergio Moro no governo Bolsonaro – (BBCBrasil-pt)
>>>>>Lava Jato cobra compromisso com democracia em resposta a ida de Bolsonaro a ato pró-ditadura – April 20, 2020 (BBCBrasil-pt)
>>>>>Cansado de derrotas no Congresso, Bolsonaro tenta criar base e negocia cargos com centrão – (BBCBrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Maurício Valeixo 50 0 PERSON 11 Maurício_Valeixo (apposition: paranaense de Mandaguaçu): 1, (tacit) ele/ela (referent: Valeixo): 2, Valeixo tem 53 anos e: 1, (tacit) ele/ela (referent: Valeixo tem 53 anos e): 1, Valeixo: 6
2 Jair Bolsonaro 30 0 PERSON 7 Bolsonaro: 5, Jair_Bolsonaro: 1, o presidente Jair_Bolsonaro (apposition: o diretor-geral de a Polícia_Federal, Maurício_Valeixo): 1
3 era 50 0 NONE 4 era: 3, era responsável: 1
4 Sergio Moro 0 0 PERSON 4 Sergio_Moro: 2, Moro: 2
5 Brasília 0 0 PLACE 3 Brasília: 3
6 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
7 o Paraná 0 0 PLACE 3 o Paraná: 3
8 posto 0 0 NONE 3 o posto: 1, um posto: 1, O posto: 1
9 braço 160 0 NONE 2 seu braço direito: 2
10 Crime Organizado 0 0 ORGANIZATION 2 o Crime_Organizado: 2