Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Daniel Soranz

Faz 16 dias, a Prefeitura do Rio publicou em o Diário Oficial de esta novas medidas que flexibilizam as limitações contra o coronavírus : a liberação de acontecimentos a o ar livre para até 500 pessoas e a presença de público em estádios e ginásios, desde que respeitados o limite de %50 de lotação máxima de o local e a pré-requisito de esquema vacinal inteiro para todos os presentes. Esta é o primeiro período do novo plano de reabertura do cidade, conforme o programa elaborado pelo Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19, que aajudao município na tomada de dresoluçõesrelacionadas à pandemia. O decreto começa a valer na próxima terça-feira .

A Prefeitura do Rio confirmou, nesta sexta-feira, o primeiro caso da variante Mu da Covid-19 no estado. Faz 3 meses, o estudo identificou a linhagem » Rede Corona-Ômica que realiza sequenciamentos genéticos de o coronavírus, «, em uma amostra coletada Desde então, a cepa não foi encontrada em outras amostras da pesquisa, que faz uma nova rodada de sequenciamentos a cada 15 dias.

Na sexta-feira 03 de setembro a Prefeitura do Rio conservaria o calendário que calculava a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 em pessoas com 60 anos ou mais. Essa também era a orientação inicial da Secretaria estadual de Saúde , que no entanto reviu seu protocolo e, em harmonia com a recomendação do Ministério da Saúde, determinou que o novo reforço seria ministrado a todos os idosos com 70 anos ou mais. Apesar da mudança, a SES informava que continuava pleiteando junto ao ministério a inclusão de todas as pessoas com 60 anos ou mais no planejamento nacional de distribuição da dose de reforço.

O plano de reabertura entraria em forcita no último dia 2, mas se o protelou devido a o cenário epidemiológico de a cidade. Com a melhora nos indicadores, ele começa a ser implantado respeitando as mudanças propostas pelo comitê científico em relação ao que foi anunciado pela prefeitura no fim de julho. Uma das mudanças é quanto ao funcionamento de boates e casas noturnas, que agora só serão reabertas no segundo período.

O decreto condiciona a reabertura de boates e casas noturnas à cobertura vacinal completa de 65% da população adulta da cidade — o índice atual é de 60,8%. Estes estabelecimentos poderão receber até metade da sua habilidade total de público e deverão exigir o passaporte da vacina de todos os frequentadores.

— O que é importante de declarar: anunciei em julho um calendário de três períodos. Comunicamos de forma bastante equivocada, passando a impressão de que estava tudo bem. Esse calendário passou pelo escrutínio do nosso comitê científico. Eles prepararam novas etapas de vacinação. Ele cria novas autorizações, mas também novos parâmetros para o futuro. Vamo ter novas reaberturas — alegou o prefeito Eduardo Paes , que advertiu: — Se voltar a piorar, muda tudo novamente, quando chegarmos a 65% da população vacinada.

O decreto também deu sequência a uma série de flexibilizações começada na semana passada, com a diminuição do distanciamento físico mínimo compulsório para um metro em determinados locais. Agora, atividades comerciais e de prestação de serviços em shoppings e centros comerciais, assim como museus, bibliotecas, cinemas, teatros e outros, não têm mais limite de lotação em locais abertos. Em ambientes fechados, aumentou-se a lotação de %60 para %70 de a habilidade. O distanciamento entre as pessoas continua sendo de no mínimo um metro.

Em bares, lanchonetes, restaurantes e congêneres, passa a ser permitido o atendimento de clientes em pé em área externa. E o distanciamento mínimo entre as mesas reduziu de 1, 5 metro para 1 metro. Daniel Soranz alegou que o atual cenário epidemiológico possibilitou as flexibilizações. Daniel Soranz é o secretário municipal de Saúde.

Daniel Ricardo Soranz Pinto é um médico sanitarista e pesquisador brasileiro.

— Tivemos diminuição bastante importante nas internações e nos casos, o que vai se refletir nos óbitos. Temos um dos melhores panoramas de toda a pandemia. A pandemia não acabou, mas temos um cenário bastante positivo pela frente — projetou Soranz.

A queda nos indicadores da Covid-19 anunciada pela prefeitura há uma semana se aumentou, segundo o 37º boletim epidemiológico do município, divulgado nesta sexta-feira em entrevista coletiva. Com base nisso, a Secretaria municipal de Saúde classificou 30 das 33 regiões administrativas da cidade do Rio como de risco moderado de contágio pelo coronavírus; no levantamento anterior, eram somente seis nesse nível, que é o mais baixo numa escala de três. Centro, Copacabana e Tijuca estão em alto risco, e nenhuma RA ficou na zona de risco bastante alto.

— Em relação ao número de óbitos, o efeito ocorre um pouco depois. Agora vemos uma interrupção na tendência de crescimento — declarou Garcia.

— identificou-se A variante Mu em um paciente que viajou a o México, não foi um caso de transmissão local. Mas o diagnóstico ocorreu. A gente sabe também que a Delta predomina no mapa de variantes, mesmo em relação a essa — informou Soranz.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Rio só vai reabrir boates e casas noturnas quando atingir 65% da população adulta da cidade com esquema vacinal inteiro
>>>>>Covid-19: cidade do Rio confirma caso da variante Mu, mas descarta transmissão comunitária – September 17, 2021 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 180 90 NONE 7 (tacit) nós: 7
2 metro 0 50 NONE 4 5 metro: 1, um metro: 2, 1 metro: 1
3 A Prefeitura_do_Rio 80 0 PLACE 4 a Prefeitura_do_Rio: 1, A Prefeitura_do_Rio: 2, (tacit) ele/ela (referent: a Prefeitura_do_Rio): 1
4 Daniel Soranz 0 0 PERSON 3 Soranz: 2, Daniel_Soranz (apposition: O secretário municipal de Saúde): 1
5 calendário 0 0 NONE 3 o calendário: 2, Esse calendário: 1
6 decreto 0 0 NONE 3 O decreto: 3
7 pessoas 0 0 NONE 3 pessoas: 2, as pessoas: 1
8 você 0 0 NONE 3 (tacit) você: 3
9 mínimo 0 150 NONE 2 o mínimo: 1, mínimo obrigatório: 1
10 pandemia 0 100 NONE 2 a pandemia: 1, A pandemia: 1