Por: SentiLecto

Estes são links externos e vão abrir numa nova janela

As consequências econômicas do coronavírus podem empurrar até 500 milhões de pessoas para a pobreza.

O alerta consta de um estudo da Organização das Nações Unidas sobre o preço financeiro e humano da pandemia.

Por causa da crise, declara a pesquisa, o nível de pobreza em países em desenvolvimento poderia voltar a um platô de 30 anos atrás.

Os pesquisadores utilizaram dados do Banco Mundial para medir os conseqüência da diminuição dos gastos nas economias do mundo em três níveis de pobreza – U$ 1,90 , U$ 3,20 e U$ 5,50 por dia.

As previsões pessimistas acontecem uma semana antes de encontros do Banco Mundial, Fundo Monetário Internacional e ministros de finanças do G20 .

Experts escreveram o estudo de a King’s College London , em o Reino Unido, e da Australian National University , na Austrália.

Christopher Hoy, da ANU escreveu: «A crise econômica vai ser potencialmente ainda mais grave do que a crise da saúde».

O relatório, que estima um aumento de 400 a 600 milhões no número de pessoas em situação de pobreza em todo o mundo, diz que o potencial impacto do vírus representa um grande desafio para se cumprir o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU de acabar com a pobreza até 2030.

No caso do paciente de 86 anos que se curou na China, os cinco médicos relatam que o tratamento foi a associação de um remédio para combater a infecção, outro contra o vírus em si e um terceiro à base de corticoide para evitar o que se chama de «tempestade de citocinas», substâncias que modulam o tamanho da resposta imunológica do corpo contra um invasor.

Na quarta-feira 18 de março o surto do novo coronavírus esvaziou espaços públicos ao redor do mundo, tanto por decretos governamentais quando por pessoas que decidiram não sair às ruas.

«Nossas descobertas assinalam para o protagonismo de uma expansão substancial das redes de segurança social nos países em desenvolvimento o mais rápido possível e – de forma mais extensa – uma atenção bastante maior ao efeito da covid-19 nos países em desenvolvimento e ao que a comunidade internacional pode fazer para auxiliar», alegou Andy Sumner, do King’s College London.

Essa tal borrasca é, na verdade em alguns casos de covid-19, a uma quantidade desproporcional de células nos pulmões que acaba obstruindo as vias aéreas e impedindo a transferência de oxigênio para a corrente sanguínea. A verdade é uma reação exagerada de defesa do corpo para lutar o patógeno que acaba levando. É como se os pulmões acabassem inundados e sufocados.Chamo essa pessoa de tola porque era uma forma que a filosofia antiga falava daquele que não era covarde nem corajoso. Para você ser um dos dois, precisa sentir medo, pois um regride e o outro ataca. Falta ciência e habilidade para o tolo ver o medo, ele não compreende que ter medo é importante.Agora, na verdade, depois de muitos exames e de muita análise, não sabemos se a utilização desses remédios é prejudicial, neutro ou, inclusive, benéfico. Porque encontraram-se os mesmos em os humanos não resultados observados em os animais.

Podem estar vivendo na pobreza, quando a pandemia concluir, calcula o estudo, mais da metade da população global, ou 3,9 bilhões de pessoas.

Considerando o platô de pobreza de U$ 5,50 por dia, cerca de 40% dos novos pobres estariam concentrados no leste da Ásia e no Pacífico, com cerca de um terço na África Subsaariana e no sul da Ásia. A América Latina responderia por 10% dessa ampliação mundial.

No começo desta semana, mais de 100 organizações internacionais pediram a suspensão dos pagamentos da dívida este ano para os países em desenvolvimento, que liberariam US$ 25 bilhões em recursos para suas economias.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no ? Inscreva-se no nosso canal!

Final de YouTube post de BBC News Brasil

Final de YouTube post 3 de BBC News Brasil

Fonte: BBCBrasil-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United Kingdom, Australia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’Tsunami da indigência’: coronavírus pode empurrar meio bilhão para a pobreza
>>>>>Coronavírus: o homem de 86 anos com 13 doenças crônicas que se recuperou da covid-19 – (BBCBrasil-pt)
>>>>>Coronavírus: alguns sentem tanto medo que precisam negar o que está acontecendo, diz psicanalista – (BBCBrasil-pt)
>>>>>Coronavírus: obesidade pode ser fator de risco para a covid-19, afirma especialista – (BBCBrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 desenvolvimento 225 0 NONE 5 desenvolvimento: 5
2 países 0 0 NONE 4 os países: 3, países: 1
3 maneira 0 0 NONE 3 maneira: 1, uma maneira: 2
4 os mesmos 0 0 NONE 3 (tacit) eles/elas (referent: os mesmos): 3
5 pessoas 0 0 NONE 3 pessoas: 3
6 pobreza 0 140 NONE 2 a pobreza: 2
7 era 80 80 NONE 2 era covarde nem corajoso: 1, era: 1
8 crise 70 70 NONE 2 crise: 1, A crise econômica: 1
9 pulmões 0 70 NONE 2 os pulmões: 2
10 King’s College London 0 0 ORGANIZATION 2 a King’s_College_London: 1, o King’s_College_London: 1