Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Posse de João Doria como prefeito da cidade de São Paulo

No dia em que as primeiras doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas em crianças, Marcelo Queiroga evitou recomendar a imunização infantil e declarou que os pais têm liberdade de escolha quanto a esta questão. Marcelo Queiroga é o ministro da Saúde. Durante agenda no Rio, Queiroga alegou que «a vacinação infantil não é uma questão coletiva». Questionado, que se levaria um filho nesta faixa etária para receber a dose da vacina, Queiroga se evadiu, se vacinaria um filho da faixa etária entre 5 e 11 anos, o ministro não respondeu. — Os pais devem tomar essa resolução, a vacinação de crianças não é uma questão coletiva, mesmo porque não a indústria farmacêutica não é responsabilizada por acontecimentos adversos — alegou.

Após a fala de Bolsonaro, a Sociedade Brasileira de Imunizações repudiou as declarações e alegou que «o discurso pode provocar hospitalizações, mortes e agonia evitáveis».- A primeira remessa da vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos chegou hoje ao Brasil. Segundo o site G1, o lote foi desembarcado ainda na madrugada desta quinta-feira, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas , com um total de 1,248 milhão de doses. O voo, que veio de Amsterdã, na Holanda, aterrissou no país com cerca de uma hora de atraso. Marcelo Queiroga alegou, na segunda-feira, que o Brasil tem que receber mais 600 mil doses pediátricas da Pfizer em janeiro. Marcelo Queiroga é o ministro da Saúde. Com isso, a previsão para o mês adiciona 4,3 milhões de doses de vacinas infantis. Após o desembarque, as vacinas foram encaminhadas a um estoque no Aeroporto de Viracopos, para então serem levadas a um centro de distribuição e logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos . Segundo o telejornal «Hora Um», da TV Globo, é nesse local onde deve ser exibido o calendário de vacinação para as crianças. Faz 1 mês, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária incluiu crianças de 5 em a bula de a vacina de a Pfizer, em uma resolução anunciada em reunião virtual em o dia 16 de dezembro de o ano passado. A Anvisa aprovou a aplicação de duas doses de Pfizer, com pausa de 21 dias. Até o momento, essa é a única vacina aprovada para o público infantil. Segundo dados do IBGE, o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças nessa faixa etária. Quem completar 12 anos entre a primeira e a segunda dose deve concluir o ciclo de imunização com a dose diminuída.Em meio às incertezas do cenário da pandemia, a variante Ômicron traz desafios diante do receio de surto de Covid-19 e das pchancesde colapso do sistema de saúde e de aampliaçãodo número de mortes. A avaliação é do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que ainda não vê esse cenário acontecer no Brasil.

Na quinta-feira 06 de janeiro o Ministério da Saúde não exigiria receita médica para vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19. A autorização dos pais ou dos culpados seria uma recomendação, sem obrigatoriedade. A pasta detalhou os planos para a imunização da população infantil. Em coletiva, Rodrigo Cruz alegou que a expectativa do governo federal era de que a aplicação dos imunizantes em crianças dessa faixa inicie no dia 14 deste mês. Rodrigo Cruz é o secretário executivo do Ministério da Saúde.

Marcelo Antônio Cartaxo Queiroga Lopes é um médico cardiologista brasileiro, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia e atual ministro da Saúde do Brasil, trocando o general de divisão do Exército Brasileiro, Eduardo Pazuello.

De acordo com Queiroga, o Ministério concentra esforços para que os pais que desejarem imunizar seus filhos tenham doses disponíveis em postos de saúde de todo o Brasil.

— O êxito da campanha de imunização vem da liberdade que os brasileiros têm para acessar as políticas públicas de saúde, inclusive a vacinação contra a Covid-19. Os pais que desejarem vacinar seus filhos vão ter doses. Essa é uma resolução do presidente Jair Bolsonaro que estamos satisfazendo — completou

Faz 1 mês, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária autorizou a vacinação infantil , mas a resolução enfrentou resistência do governo. Após consulta pública, o Ministério da Saúde definiu que não exigirá receita médica para a imunização das crianças entre 5 e 11 anos, conforme pretentido inicialmente. A autorização dos pais também vai ser somente uma recomendação, e não compulsória como havia sido anunciado.

— Se eu tivesse um filho dessa idade, a minha mulher me mataria — declarou, antes de se retirar.

Mais cedo, oJoão Doria, que realizou um ato simbólico de imunização da primeira criança nesta sexta-feira . João Doria, que realizou um ato simbólico de imunização da primeira criança é o governador de São Paulo. João Doria, que realizou um ato simbólico de imunização da primeira criança é o governador de São Paulo.

João Agripino da Costa Doria Junior ComMM é um empresário filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira desde 2001, ex-prefeito do município de São Paulo e atual governador do estado de São Paulo. Um empresário é jornalista.

— O político João Doria menospreza a população. Está com as vacinas do Governo Federal e do povo de Brasil em mãos fazendo palanque. Acha que isso vai tirá-lo dos 3%. Desista! Seu marketing não mudará o rostito da sua administração. Os paulistas merecem alguém melhor. As vacinas pediátricas chegaram ao Brasil em tempo lembre! Logo após autorização da agência reguladora a farmacêutica começou a produzir as doses e garantiu que esse era o melhor programa possível. O Ministério da Saúde garante que todos os pais que desejarem vacinar vão ter vacinas! — declarou.

— O Supremo Tribunal Federal definiu que esta proficiência é dos Estados e municípios. Mas, é bom recordar que o governo Bolsonaro não animou celebrações de fim de ano. Já tenho escutado que as celebrações populares estão canceladas. Gostaríamos de viver normalmente no Brasil, mas o mundo tem sido atingido pela ômicron e está é a realidade — deduziu.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’Vacinação infantil não é uma questão coletiva’, declara Queiroga ao comentar a obrigatoriedade de imunização de crianças
>>>>>Crianças de 5 anos são as que mais morrem por Covid-19 no Brasil entre faixa etária de vacinação infantil – January 11, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Ministério da Saúde vai pedir à Anvisa autorização para uso de autoteste de Covid-19 no país – January 10, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Bolsonaro critica liberação de vacinas para crianças: ‘qual o interesse das pessoas taradas por vacina?’ – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Canabidiol pode ser chave para tratamento do câncer, mas uso da substância no Brasil ainda é alvo de jogo político – January 06, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Canabidiol reduz tumor cerebral altamente agressivo e resistente a medicamentos, mostra estudo – January 04, 2022 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Intervalo das doses de vacina contra a Covid-19 para crianças será de oito semanas – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Goiás registra a primeira morte por Ômicon no Brasil – January 06, 2022 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Chega ao Brasil o primeiro lote da vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças – January 13, 2022 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Bolsonaro volta a cobrar Anvisa após conflito com Barra Torres – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Ômicron é desafio e traz ‘perspectiva de colapso’ de sistemas de saúde, diz Queiroga – January 13, 2022 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Marcelo Queiroga 0 0 PERSON 11 Marcelo_Queiroga (apposition: O ministro de a Saúde): 1, (tacit) ele/ela (referent: Marcelo_Queiroga): 1, Queiroga: 3, (tacit) ele/ela (referent: Queiroga): 3, Marcelo_Queiroga: 2, Marcelo_Queiroga (apposition: o ministro de a Saúde): 1
2 pais 40 0 NONE 9 Os pais: 3, os pais: 4, todos os pais: 2
3 João Doria 0 30 PERSON 7 (tacit) ele/ela (referent: O político João_Doria): 4, João_Doria (apposition: o governador de São_Paulo): 2, O político João_Doria: 1
4 eu 15 0 NONE 6 (tacit) eu: 4, eu: 1, me: 1
5 crianças 0 0 NONE 5 crianças: 2, crianças de 5: 2, as crianças: 1
6 todo o Brasil 0 0 PLACE 5 o Brasil: 5
7 vacinas 0 80 NONE 4 As vacinas pediátricas: 1, vacinas: 2, vacinas infantis: 1
8 Ministério da Saúde 0 0 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: O Ministério_da_Saúde): 1, o Ministério_da_Saúde: 2, O Ministério_da_Saúde: 1
9 era 140 0 NONE 3 era: 3
10 decisão 0 0 NONE 3 essa decisão: 1, a decisão: 1, uma decisão anunciada: 1