Por: SentiLecto

O secretário de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, está deixando a posição, declararam duas fontes do governo fluminense, após uma série de acusações que redundaram em operações da polícia e do Ministério Público para lutar anormalidades em contratos com provedores.

Santos, que assumiu a pasta com a votação do governador Wilson Witzel, perdeu força nos últimos dias em meio a problemas na guerrazinha à Covid-19 e a dacusaçõesde ianormalidadesem contratações e em compras emergenciais.

Enquanto isso, o governador do Pará, Helder Barbalho , publicou –também na noite de terça-feira– um vídeo em uma rede social declarando ter se reunido com representantes das companhias chinesa e brasileira culpados pela venda dos respiradores.»As compras para o enfrentamento à pandemia eu sabia, mas os pormenores governados pelos subsecretários, isso não era do meu conhecimento, porque é humanamente inimaginável que o secretário acompanhe todos os processos», declarou ele a jornalistas na noite de terça-feira.

«Ele está de saída mesmo», declarou uma das fontes. Uma segunda fonte declarou: «O objeto é conseguir entregar as clínicas de campanha e resolver pendências».

A inauguração de mais uma clínica de campanha nesse domingo acabou não acontecendo e não foram dadas maiores explicações para a entrega da unidade de São Gonçalo, que estava calculada para ocorrer no fim do mês passado.

Definiu-se o nome de o sucessor segundo as fontes, que pediram anonimato, não, mas o médico Fernando Ferry, diretor do clínica Gaffrée e Guinle, seria um dos cotados para a posição.

Neste mês, cinco pessoas foram presas, acusadas de obter e conceder benefícios em contratos emergenciais para guerrazinha ao coronavírus. Entre os presos, está ex-subsecretário de Saúde, Gabriel Neves e o substituto, Gustavo Borges.

Na semana passada, em mais duas operações da Lava Jato e do MP, 15 pessoas foram presas acusadas de anormalidades e benefícios em contratos com a Secretaria da Saúde do Estado.

Em uma dos inquéritos, duas pessoas mencionam Witzel, que nega qualquer anormalidade e em carta aos secretários declarou que prestará esclarecimentos ao STJ nos próximos dias.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Goncalo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Secretário da Saúde do Rio de Janeiro deixa a posição, declaram fontes
>>>>>Empresários são presos em caso de fraudes em vendas de respiradores no RJ e PA – May 14, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 pessoas 75 160 NONE 3 duas pessoas: 1, 15 pessoas: 1, cinco pessoas: 1
2 Lava Jato 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: a Lava_Jato): 2, a Lava_Jato: 1
3 Santos 0 0 PERSON 2 Santos: 2
4 Wilson Witzel 0 0 PERSON 2 Witzel: 2
5 cargo 0 0 NONE 2 o cargo: 2
6 compras 0 0 NONE 2 compras emergenciais: 1, As compras: 1
7 eu 0 0 NONE 2 eu: 1, (tacit) eu: 1
8 fontes 0 0 NONE 2 as fontes: 2
9 presas acusadas de irregularidades e vantagens 75 110 NONE 1 presas acusadas de irregularidades e vantagens: 1
10 os presos 0 80 NONE 1 os presos: 1