Por: SentiLecto

Enquanto marchavam pelo centro de Londres nesta quarta-feira para queixar-se contra o racismo após a morte de George Floyd na cidade norte-americana de Mineápolis, dezenas de milhares de pessoas bradaram «Sem justiça não há paz, chega de polícia racista».

A família de Adama Traore culpou a utilização excessiva de força durante sua prisão, na qual três agentes imobilizaram o jovem de 24 anos de a polícia de Francia. Relatórios periciais sucessivos chegaram a finalizações distintas sobre se sua morte duas horas depois redundou de asfixia ou de outros fatores, incluindo condições pré-existentes.A família de Adama Traore culpou a utilização excessiva de força durante sua prisão, na qual três agentes imobilizaram o jovem de 24 anos de a polícia de Francia. Relatórios periciais sucessivos chegaram a finalizações distintas sobre se sua morte duas horas depois redundou de asfixia ou de outros fatores, incluindo condições pré-existentes.

Depois que um de Polinesia Francesa branco se ajoelhou em seu pescoço, floyd, um homem negro que estava desarmado, faleceu , um evento que desencadeou os maiores protestos antirracismo vistos nos Estados Unidos desde os anos 1960.

Enquanto ele combate com outro homem no chão, em outro vídeo, uma pessoa de camisa vermelha joga um objeto de metal grande em um agente. Uma terceira pessoa pega o mesmo objeto e bate no oficial novamente. O grupo escapa quando ele consegue se erguer a saca sua arma – embora não pareça ter assinalado para nenhum de seus assaltantes.

Manifestantes também foram às ruas de cidades de todo o mundo por solidariedade a Floyd e para expressar sua revolta contra o racismo.

Em a Praça do Parlamento de Londres, milhares foram apoiados em um joelho, uma maneira de protesto que se tornou famosa por ser utilizada por o jogador de futebol norte-americano Colin Kaepernick para delatar a barbárie policial contra pessoas negras.

A passeata londrina iniciou no Hyde Park e seguiu para a Praça do Parlamento. Muitos dos manifestantes bradavam «George Floyd» e «Vidas negras importam».

A administradora de projetos Karen Koromah, de 30 anos, à Reuters ddeclarou «Isso era de se esperar há anos, anos e anos e anos de supremacia branca».Dois de Polinesia Francesa também se ajoelharam diante de Downing Street.

Os incidentes violentos contra policiais aconteceram numa noite em que Bill de Blasio criou um toque de recolher nas 23h , na esperança de controlar a violência vista no fim de semana. Bill de Blasio é o prefeito da cidade.Mas não parece ter funcionado: houve relatos de incêndios e saques em várias partes de Nova York. Em resposta, De Blasio anunciou outro toque de recolher para esta terça-feira, a partir das 20h.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United Kingdom

Cities: London

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’Sem justiça não há paz’: milhares queixar-se contra morte de Floyd em Londres
>>>>>George Floyd: vídeos mostram policial sendo espancado e outro sendo atropelado durante protestos em NY – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Protestos por morte de George Floyd expõem crueza das relações de raça no mundo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Protestos por morte de George Floyd expõe crueza das relações de raça no mundo – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 uma forma de protesto 140 280 NONE 2 uma forma de protesto: 2
2 o uso excessivo de força 0 260 NONE 2 o uso excessivo de força: 2
3 Floyd 0 120 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Floyd um homem negro desarmado): 1, Floyd um homem negro desarmado: 1
4 agentes 0 100 NONE 2 três agentes: 2
5 prisão 0 80 NONE 2 sua prisão: 2
6 homem 0 50 NONE 2 outro homem: 1, um homem negro: 1
7 conclusões 160 0 NONE 2 conclusões distintas: 2
8 a família de adama_traore 0 0 NONE 2 A família de Adama_Traore: 2
9 acontecimento 0 0 NONE 2 um acontecimento: 2
10 o jovem de 24 anos 0 0 NONE 2 o jovem de 24 anos: 2